.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Pr Paulo Brasil - Nota triste de falecimento
Hoje à(s) 8:23 am por Ed

» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 5:37 pm por Eterna

» Um conselho aos debatedores de internet
Ontem à(s) 4:18 pm por Eterna

» Eleição, a dor e a loucura do incrédulo.
Ontem à(s) 4:03 pm por Eterna

» Qual a verdadeira intenção dos organizadores das manifestações?
Ontem à(s) 3:33 pm por Cartman

» Noticiário Escatológico
Ontem à(s) 12:15 pm por Jarbas

»  Endurecimeto do Faraó
Ontem à(s) 4:14 am por Lit San Ares

» Livre arbítrio, auto idolatria
Ontem à(s) 3:39 am por Lit San Ares

» PREDESTINAÇÃO DE DEUS
Sab 03 Dez 2016, 10:10 pm por gusto

Quem está conectado
67 usuários online :: 2 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 65 Visitantes :: 2 Motores de busca

irmão, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

A Inquisição Protestante

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Inquisição Protestante

Mensagem por Ed em Ter 09 Jun 2009, 12:09 pm

Muito se fala da Inquisição Católica, mas pouco se sabe sobre a Inquisição Protestante.

Esse post é um resumo de diversos textos retirados da internet. As fontes citadas nos sites pesquisados estão relacionadas no final.

ALEMANHA

Bandos protestantes esfolaram os monges católicos da abadia de São Bernardo, em Bremen, passaram sal em suas carnes vivas e os penduraram no campanário.

Em Augsburgo, em 1528, cerca de 170 anabatistas foram aprisionados por ordem do Poder Público. Muitos foram queimados vivos; outros foram marcados com ferro em brasa nas bochechas ou tiveram a língua cortada.

Em 1537, o Conselho Municipal publicou um decreto que proibia o culto católico e estabelecia o prazo de oito dias para que os católicos abandonassem a cidade.

Ao término desse prazo, soldados passaram a perseguir os que não aceitaram a nova fé. Igrejas e mosteiros foram profanados, imagens foram derrubadas, altares e o patrimônio artístico e cultural foram saqueados, queimados e destruídos.

Também em Frankfurt, a lei determinou a total suspensão do culto católico e a estendeu a todos os estados alemães.

O teólogo protestante Meyfart descreveu uma tortura que ele mesmo presenciou:

‘Um espanhol e um italiano foram os que sofreram esta bestialidade e brutalidade. Nos países católicos não se condena um assassino, um incestuoso ou um adúltero a mais de uma hora de tortura (sic). Porém, na Alemanha a tortura é mantida por um dia e uma noite inteira; às vezes, até por dois dias; outras vezes, até por quatro dias e, após isto, é novamente iniciada. Esta é uma história exata e horrível, que não pude presenciar sem também me estremecer. “

INGLATERRA

Seis monges Cartuxos e o bispo de Rochester foram sumariamente enforcados.Henrique VIII

Na época da imperadora Isabel, cerca de 800 católicos eram assassinados por ano e Jesuítas também foram assassinados ou torturados.

Um ato do Parlamento inglês, em 1562, decretou que “cada sacerdote romano deve ser pendurado, decapitado e esquartejado; a seguir, deve ser queimado e sua cabeça exposta em um poste em local público”.

O fundador do anglicanismo foi o Rei da Inglaterra Henry VIII.

Tal figura mandou criar a tal Igreja Anglicana, tanto por querer se livrar de uma católica, para se casar com outra mulher, como para confiscar os ricos bens da Igreja Católica na Inglaterra. Henrique VIII adorava sexo, caçadas e boa-vida.


Suas aventuras sexuais o levaram a passar suas últimas décadas de vida adoentado pelas doenças venéreas que tinha. Tais doenças eram intratáveis no século em que ele viveu. Henry VIII também adorava mandar exterminar padres, freiras, irlandeses, etc. Atualmente, a chefia digamos honorária da Igreja Anglicana está na mão do Príncipe Charles, que tem as mesma paixões de Henrique VIII por casos extra-conjugais e caçadas.

Ainda assim, a tal Igreja Anglicana diz condenar o adultério e demais pecados de seu fundador, Henrique VIII, que deve estar no inferno.

IRLANDA

Quando Henrique VIII (ilustração) iniciou a perseguição protestante contra os católicos, existiam mais de mil monges dominicanos no país, dos quais apenas dois sobreviveram.

SUIÇA

William Harvey - O descobridor da circulação do sangue - foi queimado em Genebra, por ordem de Calvino.

No distrito de Thorgau, um missionário zwingliano liderou um bando protestante que saqueou, massacrou e destruiu o mosteiro local, inclusive a biblioteca e o acervo artístico e cultural.

Catedral de ZuriqueEm Zurique, foi ordenada a retirada de todas as imagens religiosas, relíquias e enfeites das igrejas; até mesmo os órgãos foram proibidos.A catedral (foto atual) ficou vazia, como continua até hoje.

Os católicos foram proibidos de ocupar cargos públicos; o comparecimento aos sermões católicos implicava em penas e castigos físicos e, sob a ordem de “severas penas”, era proibido ao povo possuir imagens e ou mesmo quadros religiosos em suas casas.

Ainda em Zurique, a Missa foi prescrita em 1525.

A isto, seguiu-se a queima dos mosteiros e a destruição em massa de templos.

Os bispos de Constança, Basiléia, Lausana e Genebra foram obrigados a abandonar suas cidades e o território.

Um observador contemporâneo, Willian Farel, escreveu: “Ao sermão de João Calvino na antiga igreja de São Pedro seguiu-se desordens em que se destruíram imagens, quadros e tesouros antigos das igrejas”.

ESCÓCIA

John Knox, pai do presbiteranismo, mandou queimar na fogueira cerca de 1.000 mulheres, acusadas de bruxaria.

Hoje, o presbiterianismo se divide entre milhares de seitas. Quase todas estas milhares de seitas agora certamente não aceitariam que a alma de John Knox estivesse em outro lugar, que não o inferno.

Tal figura, o John Knox, exigiu e conseguiu que ir à missa fosse crime punido com a morte.

Tal pena também era aplicada a possuidores de coisas como imagens de santos, crucifixos e demais objetos tipicamente católicos.

Com base em ordens bíblicas, John Knox fez uma total caça às bruxas.

Caso famoso, então, foi de uma mãe e sua filha terem tirado os sapatos, e coincidentemente logo depois iniciou-se um temporal. As duas foram enforcadas por bruxaria. Tudo com o total apoio de John Knox. Com tantas matanças, este tal John Knox deve estar no inferno junto com as bruxas que ele mandou matar.

A inquisição suspendeu sistematicamente o Catolicismo nas áreas protestantes.

O SAQUE DE ROMA

O Saque de Roma foi um dos episódios mais sangrentos da Reforma Protestante.


No dia 6 de maio de 1527, legiões luteranas do exército imperial de Carlos V invadiram a cidade.

Um texto veneziano, daquela época, afirma que: “o inferno não é nada quando comparado com a visão da Roma atual”.

Os soldados luteranos nomearam Lutero “papa de Roma”.

Saque de Roma

Todos os doentes do Hospital do Espírito Santo foram massacrados em seus leitos. Os palácios foram destruídos por tiros de canhões, com os seus habitantes dentro.

Os crânios dos Apóstolos São João e Santo André serviram para os jogos esportivos das tropas.

Centenas de cadáveres de religiosas, leigas e crianças violentadas – muitas com lanças incrustadas em seus genitais – foram atirados no rio Tibre.

As igrejas, inclusive a Basílica de São Pedro, foram convertidas em estábulos e foram celebradas missas “profanas”.

Gregório afirma a respeito: “Alguns soldados embriagados colocaram ornamentos sacerdotais em um asno e obrigaram um sacerdote a conferir-lhe a comunhão. O sacerdote engoliu a forma e seus algozes o mataram mediante terríveis tormentos”.

Conta o Padre. Mexia: “Depois disso, sem diferenciar o sagrado e o profano, toda a cidade foi roubada e saqueada, inexistindo qualquer casa ou templo que não foi roubado ou algum homem que não foi preso e solto apenas após o resgate”.

O butim foi de 10 milhões de ducados, uma soma astronômica para a época.

Dos 55.000 habitantes de Roma, apenas 19.000 sobreviveram .

OS “GRANDES REFORMADORES” PROTESTANTES ” E O USO DA VIOLÊNCIA

LUTERO

LuteroEm 1520, escreveu em seu “Epítome”:

“(…) francamente declaro que o verdadeiro anticristo encontra-se entronizado no templo de Deus e governa em Roma (a empurpurada Babilônia), sendo a Cúria a sinagoga de Satanás (…) Se a fúria dos romanistas não cessar, não restará outro remédio senão os imperadores, reis e príncipes reunidos com forças e armas atacarem a essa praga mundial, resolvendo o assunto não mais com palavras, mas com a espada (…) Se castigamos os ladrões com a forca, os assaltantes com a espada, os hereges com a fogueira, por que não atacamos com armas, com maior razão, a esses mestres da perdição, a esses cardeais, a esses papas, a todo esse ápice da Sodoma romana, que tem perpetuamente corrompido a Igreja de Deus, lavando assim as nossas mãos em seu sangue?”

Em um folheto contra o catolicismo, intitulado “Contra a Falsamente Chamada Ordem Espiritual do Papa e dos Bispos”, de julho de 1522, ele declarou:

“Seria melhor que se assassinassem todos os bispos e se arrasassem todas as fundações e claustros para que não se destruísse uma só alma, para não falar já de todas as almas perdidas para salvar os seus indignos fraudadores e idólatras. Que utilidade tem os que assim vivem na luxúria, alimentando-se com o suor e o sangue dos demais?”

Em outro folheto, contra os anabatistas, intitualdo “Contra a Horda dos Camponeses que Roubam e Assassinam”, ele dizia aos príncipes:

“Empunhai rapidamente a espada, pois um príncipe ou senhor deve lembrar neste caso que é ministro de Deus e servidor da Sua ira (Romanos 13) e que recebeu a espada para empregá-la contra tais homens (…) Se pode castigar e não o faz – mesmo que o castigo consista em tirar a vida e derramar sangue – é culpável de todos os assassinatos e todo o mal que esses homens cometerem”.

Em julho de 1525, Lutero escrevia em sua contra os anabatistas "rebeldes" que não aceitavam o luteranismo, a intitulada “Carta Aberta sobre o Livro contra os Camponeses”:,


“Se acreditam que esta resposta é demasiadamente dura e que seu único fim e fazer-vos calar pela violência, respondo que isto é verdade. Um rebelde não merece ser contestado pela razão porque não a aceita. Aquele que não quer escutar a Palavra de Deus, que lhe fala com bondade, deve ouvir o algoz quando este chega com o seu machado (…) Não quero ouvir nem saber nada sobre misericórdia”.

Sobre os judeus, assim dizia em suas famosas “Cartas sobre a Mesa”:

“Quem puder que atire-lhes enxofre e alcatrão; se alguém puder lançá-los no fogo do inferno, tanto que melhor (…) E isto deve ser feito em honra de Nosso Senhor e do Cristianismo. Sejam suas casas despedaçadas e destruídas (…) Sejam-lhes confiscados seus livros de orações e talmudes, bem como toda a sua Bíblia. Proíba-se seus rabinos de ensinar, sob pena de morte, de agora em diante. E se tudo isso for pouco, que sejam expulsos do país como cães raivosos”.

Em seus “Comentários ao Salmo 80″, Lutero aconselhava aos governantes que aplicassem a pena de morte a todos os hereges (não-luteranos).

Lutero tinha uma série de idéias, digamos, "estranhas" sobre a raça alemã, que seria destinada a ser uma raça de senhores. Sobre os judeus, Lutero, tal e qual Hitler alguns séculos depois, aceitou de bom grado gordas fortunas para suas pregações.

No entanto, tal e qual Hitler alguns séculos depois, Lutero não teve dúvida alguma em perseguir os judeus e os exterminar. Lutero era um anti-semita notório e assumido. Nem preciso também lembrar que Lutero, tal e qual Hitler séculos depois, também odiava negros, índios e tudo o mais que não pertencesse à sua raça suprema. Vale lembrar que Lutero ordenava o extermínio de quem fosse católico ou que fosse a uma missa. Com tantos pecados, com tantas matanças, Lutero deve de estar no inferno. Por sinal, os luteranos de hoje rejeitam os escritos anti-semitas de seu fundador.

Melanchton, o teólogo luterano da Reforma, aceitou ser o presidente da inquisição protestante, com sede na Saxônia.

Ele apresentou um documento, em 1530, no qual defendia o direito de repressão à espada contra os anabatistas. Lutero acrescentou de próprio punho uma nota em que dizia: “Isto é de meu agrado”.

Convencido de que os anabatistas arderiam no fogo do Melanchton os perseguia com a justificativa de que “por que precisamos ter mais piedade com essas pessoas do que Deus?”

CALVINO

Em suas “Institutas”, declarou: “Pessoas que persistem nas superstições do anticristo romano devem ser reprimidas pela espada”.

Em 1547, o humanista James Gruet, que publicou uma nota criticando Calvino e foi preso, torturado no potro duas vezes por dia durante um mês e, finalmente, sentenciado à morte por blasfêmia. Seus pés foram pregados a uma estaca e sua cabeça foi cortada.

Em 1555, os irmãos Comparet foram acusados de libertinagem, executados e esquartejados. Seus restos mortais foram exibidos em diferentes partes de Genebra.

ZWÍNGLIO

Em 1525, começou a perseguir os anabatistas de Zurique.

As penas iam desde o afogamento no lago, nos rios, até a fogueira.


PROTESTANTES VERSUS PROTESTANTES

A violência não foi exercida apenas contra os católicos. Os reformadores foram violentos entre si.

Lutero disse: “Ecolampaio, Calvino e outros hereges semelhantes possuem demônios sobre demônios, têm corações corrompidos e bocas mentirosas”.

Por ocasião da morte de Zwínglio afirmou: “Que bom que Zwínglio morreu em campo de batalha! A que classe de triunfo e a que bem Deus conduziu os seus negócios!”, e também: “Zwínglio está morto e condenado por ser ladrão, rebelde e levar outros a seguir os seus erros”.

Zwínglio também atacava Lutero: “O demônio apoderou-se de Lutero de tal modo que até nos faz crer que o possui por completo. Quando é visto entre os seus seguidores, parece realmente que uma legião o possui”.


Comte , em sua obra “Filosofia Positiva”, escreveu: “A intolerância do Protestantismo certamente não foi menor do que a do Catolicismo e, com certeza, mais reprovável”


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3158 dias de existência com 228856 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Convidad em Ter 09 Jun 2009, 12:43 pm

notei algumas estranhezas no texto , se possivel coloque a fonte , porque salvo engano , deve ser montfort ou algo do genero . A primeira estranheza é que diz que Lutero matou Judeus ?? isto nunca ocorreu , nem matou ninguém .

Cartas à mesa , apesar que católicos citam como palavra de Lutero , somente é um compêndio de pessoas que DIZEM ter ouvido isto ou aquilo , e quase sempre dista enormemente dos trabalhos de lutero oficiais , daí os católicos adorarem citar esta coletânea de disse não disse .

O que temos de fato , é que no final de sua carreira , lutero se tornou bastante ácido contra os judeus em suas homilías , isto é o oficial . Ressalte-se que , como nenhum deles é nosso papa , não digo que não pecaram , apenas que a história é um bicho de 07 cabeças , devemos conhecer todas , para entender o animal secular . A revolta dos camponezes por exemplo , tem várias versões .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por M4RC3LL em Ter 09 Jun 2009, 2:25 pm

O homem, seja ele religioso ou não, é cheio das vulnerabilidades e isso é de natureza.

Vamos citar, Lutero. Os católicos dizem que Lutero foi um padre revoltado da vida. Mas parecem não entender um pouco a situação.

Lutero era um homem que buscava por uma renovação espiritual de acordo com os princípios da "Santa e Imaculada" Igreja Romana. Mas, vendo Lutero, algumas falhas na Igreja entrou em meio a um desespero.

Como pode uma igreja impecável ter tais erros? Como pode a Única Igreja de Cristo cometer tais abusos? Como pode o único caminho da salvação ser tã defeituoso assim?

Pelo simples fato da crença de que a Igreja Católica era a única igreja de Cristo e a única que leva ao caminho da salvação e, através dos erros sendo expostos, Lutero não conseguia ter uma comunhão com Senhor e entrou em depressão. Ele entrava em sua cela onde dormia e ficava noite após noite clamando pelo perdão pelos seus pecados. Se achava culpado e não sentia o perdão de Deus.

Estremecia e tornava-me pálido ao ouvir alguém mencionar o nome de
Cristo, porque fui ensinado a considerá-lo como um juiz encolerizado.
Fomos ensinados que devíamos, nós mesmos, fazer propiciação por nossos
pecados; que não podemos fazer compensação suficiente por nossa culpa,
que é necessário recorrer aos santos nos céus, e clamar a Maria para
desviar de nós a ira de Cristo
” (Martinho Lutero)


Quando Lutero passou a enxergar a misericórdia do Senhor..


http://protestantismo.ieadcg.com.br escreveu:A cerca da grande transformação da sua vida, nesse tempo, ele mesmo escreveu: “Desejando
ardentemente compreender as palavras de Paulo, comecei o estudo da
Epístola aos Romanos. Porém, logo no primeiro capítulo consta que a
justiça de Deus se revela no Evangelho
(versículos 16,17). Eu
detestava as palavras: ‘a justiça de Deus', porque, conforme fui
ensinado, eu a considerava como um atributo do Deus santo que o leva a
castigar os pecadores. Apesar de viver irrepreensivelmente, como monge,
a consciência perturbada me mostrava que era pecador perante Deus.
Assim odiava a um Deus justo, que castiga os pecadores... Senti-me
ferido de consciência, revoltado intimamente, contudo voltava sempre
para o mesmo versículo, porque queria saber o que Paulo ensinava.
Contudo, depois de meditar sobre esse ponto durante muitos dias e
noites, Deus, na sua graça, me mostrou a palavra: ‘O justo viverá da
fé'. Vi então que a justiça de Deus, nesta passagem, é a justiça que o
homem piedoso recebe de Deus pela fé, como dádiva
”.



A alma de Lutero dessa forma saiu da escravidão; ele mesmo escreveu assim: “Então
me achei recém-nascido e no Paraíso. Todas as Escrituras tinham para
mim outro aspecto; perscrutava-as para ver tudo quanto ensinam sobre a
‘justiça de Deus'. Antes, estas palavras eram-me detestáveis; agora as
recebo com o mais intenso amor. A passagem me servia como a porta do
Paraíso
”.


Enfim, para os católicos Lutero sempre foi um cara depressivo e revoltado. Mas estão todos errados.

Qualquer coisa visitem meu site. eba


"Então me achei recém-nascido e no Paraíso. Todas as Escrituras tinham para mim outro aspecto; perscrutava-as para ver tudo quanto ensinam sobre a ‘justiça de Deus'. Antes, estas palavras eram-me detestáveis; agora as recebo com o mais intenso amor. A passagem me servia como a porta do Paraíso." (Martinho Lutero)

M4RC3LL
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 405
Idade : 28
Localização : Cariacica/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 11/05/2008

http://protestantismo.ieadcg.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Ed em Ter 09 Jun 2009, 8:02 pm

Articulador escreveu:notei algumas estranhezas no texto , se possivel coloque a fonte , porque salvo engano , deve ser montfort ou algo do genero . A primeira estranheza é que diz que Lutero matou Judeus ?? isto nunca ocorreu , nem matou ninguém .

Cartas à mesa , apesar que católicos citam como palavra de Lutero , somente é um compêndio de pessoas que DIZEM ter ouvido isto ou aquilo , e quase sempre dista enormemente dos trabalhos de lutero oficiais , daí os católicos adorarem citar esta coletânea de disse não disse .

O que temos de fato , é que no final de sua carreira , lutero se tornou bastante ácido contra os judeus em suas homilías , isto é o oficial . Ressalte-se que , como nenhum deles é nosso papa , não digo que não pecaram , apenas que a história é um bicho de 07 cabeças , devemos conhecer todas , para entender o animal secular . A revolta dos camponezes por exemplo , tem várias versões .


Aí está Pr Roberto, o texto foi compilado por Marcelo Gross ao grupo [SS-TT] jun.2009.

Nota premliminar do email:

Estas são verdades que incomodam muito a muitos, ... mas são verdades, terríveis verdades. Por isso, as divulgo, Marcelo.

Mas, a bem de toda a verdade e somente a verdade, verdade que todos devem amar, deve ser notado que, mesmo que 99% dos Anabatistas eram extremados "pacifistas" que nunca, em hipótese nenhuma, pegavam em armas nem mesmo para defender as vidas suas e de suas esposas e filhos, por outro lado 1% deles, desesperados por serem por tantos séculos tão perseguidos e torturados e cruelmente mortos por católicos (séculos 1 a 17) e (pasmem!) protestantes (séculos 16 e 17) e por todas as religiões "oficiais" através de os países por onde andaram em fuga, também, 1 vez, imitou os seus perseguidores e fundou uma cidade onde havia uma só e única religião oficial, a deles (este foi o erro inicial deles), e todos os outros homens eram perseguidos (este foi o erro final desses Anabatistas desesperados), e o caos se instalou, eles mataram muitos mas terminaram sendo completamente exterminados pelos exércitos do país, não sobrou vivo praticamente ninguém daquela cidade.

Os batistas (que surgiram da multi-secular influência anabatista), em sua maioria, acharam um bom ponto de equilíbrio (eu gosto deles e não dos Anabatistas nossos antepassados):
- rejeitar completamente a união igreja-estado mesmo que tal estado queira fazê-los a única religião oficial. defender a total independência igreja-estado;
- defender a liberdade religiosa de TODOS, mesmo daqueles que mais nos odeiam, mesmo dos maiores ateus, feiticeiros, etc.;
- nunca ATACAR ninguém FISICAmente por sua crença religiosa, em hipótese nenhuma, mesmo que seja ela a mais blasfemadora e diabólica imaginável.;
- mas, quando suas vidas e de suas esposas e filhos tiverem sendo atacadas, poderem se defender fisicamente, com toda bravura.

Hélio.


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3158 dias de existência com 228856 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Convidad em Qua 10 Jun 2009, 12:55 pm

Ed escreveu:
Articulador escreveu:notei algumas estranhezas no texto , se possivel coloque a fonte , porque salvo engano , deve ser montfort ou algo do genero . A primeira estranheza é que diz que Lutero matou Judeus ?? isto nunca ocorreu , nem matou ninguém .

Cartas à mesa , apesar que católicos citam como palavra de Lutero , somente é um compêndio de pessoas que DIZEM ter ouvido isto ou aquilo , e quase sempre dista enormemente dos trabalhos de lutero oficiais , daí os católicos adorarem citar esta coletânea de disse não disse .

O que temos de fato , é que no final de sua carreira , lutero se tornou bastante ácido contra os judeus em suas homilías , isto é o oficial . Ressalte-se que , como nenhum deles é nosso papa , não digo que não pecaram , apenas que a história é um bicho de 07 cabeças , devemos conhecer todas , para entender o animal secular . A revolta dos camponezes por exemplo , tem várias versões .


Aí está Pr Roberto, o texto foi compilado por Marcelo Gross ao grupo [SS-TT] jun.2009.

Nota premliminar do email:

Estas são verdades que incomodam muito a muitos, ... mas são verdades, terríveis verdades. Por isso, as divulgo, Marcelo.

Mas, a bem de toda a verdade e somente a verdade, verdade que todos devem amar, deve ser notado que, mesmo que 99% dos Anabatistas eram extremados "pacifistas" que nunca, em hipótese nenhuma, pegavam em armas nem mesmo para defender as vidas suas e de suas esposas e filhos, por outro lado 1% deles, desesperados por serem por tantos séculos tão perseguidos e torturados e cruelmente mortos por católicos (séculos 1 a 17) e (pasmem!) protestantes (séculos 16 e 17) e por todas as religiões "oficiais" através de os países por onde andaram em fuga, também, 1 vez, imitou os seus perseguidores e fundou uma cidade onde havia uma só e única religião oficial, a deles (este foi o erro inicial deles), e todos os outros homens eram perseguidos (este foi o erro final desses Anabatistas desesperados), e o caos se instalou, eles mataram muitos mas terminaram sendo completamente exterminados pelos exércitos do país, não sobrou vivo praticamente ninguém daquela cidade.

Os batistas (que surgiram da multi-secular influência anabatista), em sua maioria, acharam um bom ponto de equilíbrio (eu gosto deles e não dos Anabatistas nossos antepassados):
- rejeitar completamente a união igreja-estado mesmo que tal estado queira fazê-los a única religião oficial. defender a total independência igreja-estado;
- defender a liberdade religiosa de TODOS, mesmo daqueles que mais nos odeiam, mesmo dos maiores ateus, feiticeiros, etc.;
- nunca ATACAR ninguém FISICAmente por sua crença religiosa, em hipótese nenhuma, mesmo que seja ela a mais blasfemadora e diabólica imaginável.;
- mas, quando suas vidas e de suas esposas e filhos tiverem sendo atacadas, poderem se defender fisicamente, com toda bravura.

Hélio.


Ed , embora não seja repositório Montfort , vejo muitas falhas neste texto , como eu disse lutero não matou ninguém , mas o texto dá a entender que sim . Cartas sobre a mesa , é citado pelos católicos para acusar Lutero de satânico , endemoniado , etc ... mas são contos de terceiros , que supostamente ouviram luter dizer , ou mesmo ouviram de amigos de lutero . Existem duas hipóteses : Lutero disse mesmo , foi caluniado como Jesus tb foi por testemunhas falsas .

A revolta dos camponeses teve violência dos dois lados , MAS iniciou-se pelos próprios camponeses , e da outra parte , embora lutero apoio mesmo a força , era o ESTADO que tomou medidas para conter a revolta (não justifica , mas 'põe mais luz na questão') , não me parece que o escritor possa dizer como 'verdades absolutas' , pois cada caso apresentado daria uma discussão ampla . Outra estranheza é sobre a citação das supostas torturas (não descreio , nem o contrário) , sendo algo tão importante e impactante , estranhei a falta de fontes sobre este assunto .

Não tenho procuração para defender os reformadores , mas já cansei de ver estorias fajutadas para acusá-los , ou ao menos exarcebar seus erros . Outra coisa estranha é citar CMte , um crítico mordaz dos reformistas , e dizer ao final que a suposta inquisição protestante foi pior que a católica, MESMO que tudo relatado fosse verdade , até em medidas , a inquisição católica não tem comparação , em matéria de impiedade e abrangência , e isto não é opinativo , mas bem sabido .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Ed em Qua 10 Jun 2009, 7:00 pm

Mas é isso aí meu bom soldado de Cristo. Para isto trago estes textos, pois através das opiniões, me alegro que não sou o único que entende da forma que você colocou.

Como você sabe, estes textos são colocados em um grupo que pode até dar suas opiniões, mas nunca sem antes passar pela vistoria de seus patronos. Ou você aceita ou tras para cá onde pelo menos aqui se pode expressar livremente.


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3158 dias de existência com 228856 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Convidad em Qua 10 Jun 2009, 7:03 pm

blz Ed , meu objetivo não é negar o texto , é fazer um contra-ponto , pq ninguém deve mesmo defender homens , nem lutero , nem Calvino , nem instituições , pq o homem já pecou demais , apenas vejo que muitas vezes as pessoas não entendem que a história é imprecisa , que sempre existem , duas, três , ou mais versões para cada evento .

vamos deixar ver se alguém mais se pronuncia .
inté .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Jarbas em Qua 10 Jun 2009, 11:29 pm

...

Nossa, se essas coisas aconteceram mesmo!!! hummm

Mas é por isso que exitem esses livros aqui, nos quais está tudo anotado.

9 Eu continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e um ancião de dias se assentou; a sua veste era branca como a neve, e o cabelo da sua cabeça como a pura lã; e seu trono era de chamas de fogo, e as suas rodas de fogo ardente.
10 Um rio de fogo manava e saía de diante dele; milhares de milhares o serviam, e milhões de milhões assistiam diante dele; assentou-se o juízo, e abriram-se os livros.



Maranata.




"Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem."  (Lucas 21 : 36)

"Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;"  (II Pedro 2 : 9)


"PERECE o justo, e não há quem considere isso em seu coração, e os homens compassivos são recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal."  (Isaías 57 : 1)


"O temor do SENHOR é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio."
  (Provérbios 8 : 13)

Jarbas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 15314
Localização : Goiânia - Go
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Sales em Qui 11 Jun 2009, 12:29 am

Olá Ed, ...

Gosto muito de saber sobre a história... tenho até um irmão que está acabando de se formar em História na faculdade... comento com ele sobre assuntos eclesiásticos que a história tem a nos mostrar, afinal, o passado nos faz entender o presente e nos abre caminhos no futuro... Vi teus textos sobre a tal "inquisição protestante"... Por favor, dê mais clareza de suas fontes pois nos registros oficiais da história não pude conferí-los.

Não pude econtrar tais textos que você exibiu em registros históricos confiáveis.

Se por ventura algum desses citados que você deixou tem alguma veracidade, não nos preocupemos, Deus sem dúvida há de cobrar cada milímetro errado usando o seu bendito nome.

Te mostro registros que ninguém pode denegrir... são os registros da Bíblia, ...homens como Paulo, Pedro, João, Filipe, Marcos, Mateus, Lucas, Timóteo, Elizeu, entre tantos, que sofreram grandes perseguições por amor de Cristo, alguns até a morte sem nunca terem agredido ninguém, mas pregando sempre o amor e o arrependimento em o nome do Senhor.

Se na reforma, alguns se levantaram, guiados por Deus para descongelar uma igreja aprisionada durante centenas de anos por homens que em nome de Deus enganavam o povo escravizando com a campanha do medo, ...estes que se levantaram, depois de libertarem o povo da religiosidade pervesa que imperava, se vieram a se desviar e desenhar outro caminho pervertendo o propósito puro de Deus que fora colocado em seus corações... Acaso estes agora denigrem a imagem da pura e imaculada Palavra de Deus outrora escondida pelos católicos por milhares de anos de maneira que o povo não poderia ser liberto conhecendo a verdade a qual valeu o sangue precioso de Cristo?

Não tomo homens por referência... Minha referência é Jesus o Cristo.

Mas, não me adianto em julgar tais homens... nesse mundo quem tem boca diz o que quer... e agora quem tem internet também espalha o que quer.

Por favor mostre com clareza a fonte de teus citados... Verdades tem raízes profundas difícies de arrancar. Já Mentiras não tem.

Talvez alguns desses homens que você citou realmente tenha feito coisas como essas declaradas... Talvez... Talvez... apenas Talvez.


Ministro Sales


A.B. Earl disse: “Descobri através de extensa experiência que as mais sérias ameaças da Lei de Deus têm um papel importantíssimo na condução das pessoas a Cristo. Elas precisam se ver perdidas antes de clamar por misericórdia; elas não fugirão do perigo até que o enxerguem.

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Jarbas em Qui 11 Jun 2009, 12:43 am

...

Na net está cheio de sites falando sobre essa inquisição protestante, será que é porque Jesus está voltando? hummm

http://www.google.com.br/search?source=ig&hl=pt-BR&rlz=&q=A+Inquisi%C3%A7%C3%A3o+Protestante&btnG=Pesquisa+Google&meta=lr%3D&aq=f&oq=


Maranata.



"Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem."  (Lucas 21 : 36)

"Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;"  (II Pedro 2 : 9)


"PERECE o justo, e não há quem considere isso em seu coração, e os homens compassivos são recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal."  (Isaías 57 : 1)


"O temor do SENHOR é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio."
  (Provérbios 8 : 13)

Jarbas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 15314
Localização : Goiânia - Go
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Sales em Qui 11 Jun 2009, 1:13 am

Jarbas escreveu:
Na net está cheio de sites falando sobre essa inquisição protestante, será que é porque Jesus está voltando? hummm


Com certeza... :risadinha:


Ministro Sales


A.B. Earl disse: “Descobri através de extensa experiência que as mais sérias ameaças da Lei de Deus têm um papel importantíssimo na condução das pessoas a Cristo. Elas precisam se ver perdidas antes de clamar por misericórdia; elas não fugirão do perigo até que o enxerguem.

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Ed em Qui 11 Jun 2009, 6:28 am

ministrosales escreveu:
Não tomo homens por referência... Minha referência é Jesus o Cristo.

Mas, não me adianto em julgar tais homens... nesse mundo quem tem boca diz o que quer... e agora quem tem internet também espalha o que quer.

Por favor mostre com clareza a fonte de teus citados... Verdades tem raízes profundas difícies de arrancar. Já Mentiras não tem.

Talvez alguns desses homens que você citou realmente tenha feito coisas como essas declaradas... Talvez... Talvez... apenas Talvez.


Ministro Sales
Caro e nobre irmão Sales,

Estes textos não foram escritos por mim, conforme disse ao Pr Roberto, a origem é de um grupo de batistas fundamentalistas que foi compilado por Marcelo Gross em jun.2009. Disse ele que colocou as fontes no final do texto, mas assim não o fez. Normalmente após um breve tempo estas falhas são corrigidas e quando eu receber (caso receba), não perderei tempo em publicar aqui.

O grupo é este que se segue e você ou quem desejar, caso queira pode se inscrever e ler o que eles publicam periodicamente: solascripturatt@yahoogrupos.com.br

Normalmente, assuntos como este eu transporto para cá pois aqui podemos opinar e discutir aberta e francamente qualquer assunto. Os proprietários do grupo já foram convidados algumas vezes para participar abertamente com a gente mas houve uma recusa pois disseram que aqui é muito aberto, podendo participar ateus e pessoas de outros credos. oh my


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3158 dias de existência com 228856 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11001
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Sales em Qui 11 Jun 2009, 6:54 pm

Ed escreveu:Caro e nobre irmão Sales,

Estes textos não foram escritos por mim, conforme disse ao Pr Roberto, a origem é de um grupo de batistas fundamentalistas que foi compilado por Marcelo Gross em jun.2009. Disse ele que colocou as fontes no final do texto, mas assim não o fez. Normalmente após um breve tempo estas falhas são corrigidas e quando eu receber (caso receba), não perderei tempo em publicar aqui.

O grupo é este que se segue e você ou quem desejar, caso queira pode se inscrever e ler o que eles publicam periodicamente: solascripturatt@yahoogrupos.com.br

Normalmente, assuntos como este eu transporto para cá pois aqui podemos opinar e discutir aberta e francamente qualquer assunto. Os proprietários do grupo já foram convidados algumas vezes para participar abertamente com a gente mas houve uma recusa pois disseram que aqui é muito aberto, podendo participar ateus e pessoas de outros credos. oh my


Compreendo irmão Ed...

Ao contrário dos proprietários do grupo, gosto muito de como este forum é administrado, mostrando liberdade de expressão desde quando se há respeito mútuo.

Lamento que eles não queiram expor aqui seus argumentos. Se o que expomos é a verdade, então não devemos temer.

E sim... tenho interesse em conhecer as publicações deles,... irei me inscrever... porém não passarei de um mero espectador não entrando em questões.

grato pelos esclarecimentos,


Ministro Sales

Sales
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 6100
Idade : 41
flag : Brasil
Data de inscrição : 10/10/2008

http://www.tempodedeus.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição Protestante

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:34 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum