.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
25 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 25 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Darwin, Malthus e a miséria

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Darwin, Malthus e a miséria

Mensagem por dedo-duro em Sab 30 Maio 2009, 6:02 pm

A intenção de Malthus era a de explicar “de que forma as populações humanas se mantêm em equilíbrio com os recursos alimentares.

A obra de Thomas Malthus- “Essai sur la population” (1838)- reiterava que o crescimento das populações é limitado pelos recursos disponíveis.

Simplicidade do raciocínio de Malthus pode resumir-se do seguinte modo:

- a humanidade tinha tendência natural para aumentar

- a produção de alimentos não conseguia acompanhar esse crescimento

- contudo, havia um equilíbrio aproximado pois o número de indivíduos era restringido pelas limitações naturais, como a morte, a fome, a doença ou as acções humanas (guerra)

Segundo Malthus estas restrições eram uma parte necessária da existência humana e recaíam normalmente sobre os membros mais fracos (os mais pobres e os mais doentes) de uma sociedade.

Darwin utilizou as ideias de Malthus e, assim, a ideia de “sobrevivência dos mais capazes” na população humana é aplicada aos animais e às plantas. Na diversidade do mundo vivo, devido à escassez de recursos, vai ocorrer uma luta pela sobrevivência. Os vencedores são os que, por acaso, têm alguma vantagem sobre os outros (estão mais adaptados ao meio). Os sobreviventes terão mais possibilidade de passar as características à geração seguinte. Este processo repetido diversas vezes, irá fazer com que novas características se acumulem, dando origem a novas espécies.

_______________

A grande criatividade de Darwin devia-se à junção de várias idéias e observações da sua época para formular a idéia de seleção natural. Primeiro, de Malthus, Darwin obteve a idéia de que a prole toda de diferentes animais não deveria nunca ter sobrevivido. Por tempos imemoriais alguns devem sempre ter morrido antes de se reproduzirem, senão o mundo estaria transbordando de seres vivos, o que obviamente não é o caso. Da análise de Spencer sobre empresas capitalistas, Darwin emprestou a frase "sobrevivência do mais apto". Outro autor sugere que seria historicamente mais correto chamar as idéias de Darwin de "spencerismo biológico" do que as idéias de Spencer de "darwinismo social". A sobrevivência do mais apto explicaria quais indivíduos sobreviveriam. Da seleção artificial praticada por agropecuaristas e por cavalheiros ingleses que gostavam de reproduzir pássaros exóticos como esporte, Darwin observou como se poderia modificar os descendentes de um animal de uma geração para outra. Juntando estas três idéias, Darwin podia explicar o mecanismo da evolução de diferentes espécies. A natureza agiria sobre o excesso de prole, selecionando aqueles indivíduos mais aptos, o que no decorrer das gerações levaria a mudanças nas suas características. Diferentes espécies se originariam quando diferentes ambientes, como diferentes criadores de pássaros, tivessem criado animais tão diferentes que eles não poderiam mais se cruzar na reprodução.

http://www.redepsi.com.br/portal/modules/soapbox/print.php?articleID=381

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Darwin, Malthus e a miséria

Mensagem por dedo-duro em Qua 03 Jun 2009, 8:56 pm

A seleção natural é fruto da miséria e da escassez, portanto. Alguém contesta? SH?

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum