.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
63 usuários online :: 3 usuários cadastrados, 1 Invisível e 59 Visitantes :: 1 Motor de busca

gusto, Khwey, Lit San Ares

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Dom 05 Abr 2009, 11:54 am

Prezado senador,

Gostaria, por meio desta, de expressar a minha opinião sobre o projeto que está para ser votado pelo Senado sob o número PLC 122/2006. A proposta pretende punir como crime qualquer tipo de reprovação ao homossexualismo.

Como doutora em Genética Humana pela universidade de Tübingen, Alemanha, considero o homossexualismo um desvio da sexualidade que precisa urgentemente de tratamento. Não há evidências científicas de que o homossexualismo tenha surgido por ação da seleção natural na espécie humana. Contudo, existe amplo fundamento científico neste sentido para a relação heterossexual.

Em segundo lugar, como profissional da área médica, defendo que o homossexualismo não pode ser aceito como comportamento “natural”. Não pode ser normal pessoas morrerem com garrafas dentro do intestino!! Num estudo publicado em 2004 na revista British Journal of Psychiatry, observou-se que 42% dos homossexuais, 43% das lésbicas e 49% dos bissexuais apresentaram pensamentos e ações auto-destrutivos. Em 1981, observou-se que aproximadamente um de cada 10 homicídios em Sao Francisco deviam-se a práticas sexuais sadomasoquistas entre homossexuais! Analisando as estatísticas publicadas em 1999 no Clinical Psychology Review, observa-se além disso uma íntima associação entre o homossexualismo e violência doméstica: 48% dos casais de lésbicas e 38% dos casais homossexuais reportam este tipo de violência, comparados a 28% dos casais heterossexuais. Em outro trabalho publicado em 2005 na Family Practice News, observou-se que os homossexuais apresentam um aumento de quatro vezes no consumo de marihuana, 7 vezes de cocaína e 10 vezes de anfetamina comparados à população em geral!

Em terceiro lugar e como cristã, não posso concordar com essa proposta, da mesma forma como não poderia concordar com a aprovação da corrupção em qualquer nível. O homossexualismo é decorrente da corrupção humana, assim como o adultério. As pessoas envolvidas no homossexualismo são amadas por Deus, mas Ele deseja libertá-las de sua doença!! Como Ele, considero muito todas as pessoas sem qualquer acepção, mas desejo vê-las curadas e não escravas de vícios e doenças. O preconceito contra a doença do homossexualismo deve ser banido da mesma forma como o preconceito contra vítimas da AIDS, mas a doença não pode ser ignorada, ou de outra forma, os doentes morrerão! Isto não é amor. Alguém já disse que o oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença. Por favor, não seja indiferente ao clamor de milhares de vítimas deste desvio de suas almas, não o trate como “natural”! Não aprove o problema, mas trate-o e arranque as suas raízes!

Certa de que o conteúdo desta carta fará parte de ponderações sérias antes da sua votação, agradeço a atenção recebida,

Angelica Boldt
(do blog de Julio Severo)

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Luís em Dom 05 Abr 2009, 12:12 pm

.
O assunto é deveras polêmico. É como dizer que as neuroses severas são uma doença. E são, mas o que fazer? Alguém tem alguma solução mágica? Seres humanos com problemas psíquicos deviam ser discriminados? Então pelo menos metade da população seria discriminada.

Ser humano e 'civilizado' é um problema por si só. Como esperar 100& seres 'normais' numa sociedade que tem vergonha do corpo e castiga as demonstrações infantis de sexualidade?


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Dom 05 Abr 2009, 12:42 pm

O grande problema Luis não é este,claro que tem que haver uma compreensão dos problemas ,neuroses,fixações,etc das pessoas.
Demonstrações infantis são uma especie de ensaio do uso do corpo.
muitas envolvem até coprofagia,eu já vi.
devemos então deixar acontecer porque se mostrou espontaneo e natural??
o que eu estou dizendo é que a ditadura homossexual está se instalando sem que exista uma defesa contra ela.
quer se manifestar a favor??otimo!
mas permita que eu me manifeste contra,entendeu??
No seu caso vc é ateu,ok!
pode se manisfestar dentro da legalidade,sem medo.
e se houvesse uma lei contra isto??aí ficaria dificil,né??
só o que queremos é o direito de tambem nos manifestar-mos.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Luís em Dom 05 Abr 2009, 2:11 pm

Jan Mozol escreveu:O grande problema Luis não é este,claro que tem que haver uma compreensão dos problemas ,neuroses,fixações,etc das pessoas.
Demonstrações infantis são uma especie de ensaio do uso do corpo.
muitas envolvem até coprofagia,eu já vi.
devemos então deixar acontecer porque se mostrou espontaneo e natural??
o que eu estou dizendo é que a ditadura homossexual está se instalando sem que exista uma defesa contra ela.
quer se manifestar a favor??otimo!
mas permita que eu me manifeste contra,entendeu??
No seu caso vc é ateu,ok!
pode se manisfestar dentro da legalidade,sem medo.
e se houvesse uma lei contra isto??aí ficaria dificil,né??

Sobre eu ser ateu, o que é um "Deus"? :sim:
só o que queremos é o direito de tambem nos manifestar-mos.

Temos de discriminar o diferente? Seja homo quem é, quem não é que não seja. Há espaço para todos. Do meu ponto de vista, quanto mais homo, mais mulher gostosa me sobra. Viver e deixar viver, esta a lei; nada de controlar a vida pessoal dos outros.

Agora, ditadura é outra coisa. Seria um grupo - no caso os homo - tentarem restringir a liberdade dos não homo. Mas isto não acontece, nem creio que vá acontecer.

Sobre eu ser ateu, o que é um "Deus"?


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por dedo-duro em Dom 05 Abr 2009, 3:53 pm

Pouparam-me o trabalho de refutar a carta:



Prezados senadores,

Venho por meio desta manifestar minha indignação com a carta que lhe foi enviada pela Dra. Angélica Boldt sobre o PLC 122. Como colega de profissão desta senhora, sinto-me no dever de rechaçar as mentiras e inconsistências presentes em seu discurso.

Primeiro, ela se vale do argumento de autoridade para tentar lhes convencer de que a homossexualidade não é natural. No entanto, a Dra. Angélica se esquece que é especialista em genética de doenças infecciosas e auto-imunes, patologias dentre as quais a homossexualidade certamente não se encontra incluída.

Quanto ao fato, levantado por ela, de comportamentos homossexuais serem naturais ou não, esta pergunta leva à necessidade de definir o que entendemos por natural. Para a biologia, natural é o que não é fabricado por mãos humanas, de modo que a homossexualidade é tão natural quanto qualquer outro traço humano. E o que dizer das centenas de espécies de mamíferos, aves, anfíbios, peixes, e mesmo invertebrados, nas quais já foram observados comportamentos homossexuais?

É claro que sei que a Dra. Angélica usa o termo “natural” para se referir a uma perspectiva bíblica da palavra. Ora, a escolha desta interpretação para um discurso que começa com o argumento de autoridade não é somente curioso, mas de má fé. Ao fazer isto, a Dra. Angélica abriu mão de querer ter sua opinião de cientista levada a sério. De certa forma foi melhor assim, pois o que ela disse em seguida, a respeito da visão da biologia sobre a homossexualidade, é completamente descabido.

A Dra. Angélica diz que “não há evidências científicas de que a homossexualidade tenha surgido por ação da seleção natural na espécie humana”. Como minha especialização é em entomologia, e não em evolução de comportamentos humanos, não posso confirmar a veracidade desta sentença. Mas isto não importa. Como todo biólogo deveria saber, há outros mecanismos pelos quais a evolução pode atuar, de modo que a homossexualidade pode de fato não ter evoluído por seleção natural, embora não haja dúvidas de que ela evoluiu de alguma forma, senão não existiria.

Como agora os senhores podem ver, biologicamente a homossexualidade é, sim, natural. Mas isto também não importa! Natural não é e nem deve ser sinônimo de aceitável socialmente. Não é pelo fato de leões cometerem infanticídio que devemos considerar tal ato adequado para nossa espécie.

Sobre o questionamento da Dra. Angélica de que “não pode ser normal pessoas morrerem com garrafas enfiadas dentro do intestino”, vejo que ela não considerou que também há registros de mulheres heterossexuais hospitalizadas com objetos alojados em seus órgãos genitais, de modo que infelizmente não nos presenteou com uma análise da eventual anormalidade na orientação sexual destas mulheres. Por isso desconsiderarei esta parte de seu discurso.

Quanto às estatísticas apresentadas pela Dra. Angélica, penso ser óbvio que pessoas constantemente marginalizadas tenham maior tendência a apresentar sinais de depressão e comportamentos auto-destrutivos. É o que se vê em todas as pessoas que sofrem bullying. E ninguém sugere que o problema é com eles, e não com os agressores. Da mesma forma, se há algum problema com a homossexualidade, e nós temos que convir que há, ele é com quem a condena, e não com os homossexuais.

Por fim, venho manifestar meu apoio ao PLC 122, não somente por ser homossexual e compreender sua importância na defesa de minha dignidade, mas por considerar que se trata de um projeto de lei justo e necessário. Se há alguns dos senhores que o acham ditatorial, o que dizer, então, do fato de outros tipos de discriminação constarem na nossa constituição? Seria a proibição da discriminação por preconceito de cor ditatorial? Se não, qual a diferença entre este tipo de discriminação, ou outro qualquer listado em nossa Carta Magna, daquela por orientação sexual e identidade de gênero?

Gostaria muito de saber a opinião dos senhores sobre isso.

http://stoa.usp.br/liv/weblog/46900.html

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Convidad em Dom 05 Abr 2009, 6:31 pm

Luís escreveu:
Jan Mozol escreveu:O grande problema Luis não é este,claro que tem que haver uma compreensão dos problemas ,neuroses,fixações,etc das pessoas.
Demonstrações infantis são uma especie de ensaio do uso do corpo.
muitas envolvem até coprofagia,eu já vi.
devemos então deixar acontecer porque se mostrou espontaneo e natural??
o que eu estou dizendo é que a ditadura homossexual está se instalando sem que exista uma defesa contra ela.
quer se manifestar a favor??otimo!
mas permita que eu me manifeste contra,entendeu??
No seu caso vc é ateu,ok!
pode se manisfestar dentro da legalidade,sem medo.
e se houvesse uma lei contra isto??aí ficaria dificil,né??

Sobre eu ser ateu, o que é um "Deus"? :sim:
só o que queremos é o direito de tambem nos manifestar-mos.

Temos de discriminar o diferente? Seja homo quem é, quem não é que não seja. Há espaço para todos. Do meu ponto de vista, quanto mais homo, mais mulher gostosa me sobra. Viver e deixar viver, esta a lei; nada de controlar a vida pessoal dos outros.

Agora, ditadura é outra coisa. Seria um grupo - no caso os homo - tentarem restringir a liberdade dos não homo. Mas isto não acontece, nem creio que vá acontecer.

Sobre eu ser ateu, o que é um "Deus"?

óbvio que acontece .
o congresso está cheio de 'leis da mordaça' tentando penalizar que não concorde com a prática homossexual , DISCRIMINANDO quem pensa diferente deles , DITATORIALMENTE negando a voz aos que entendem diferente .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Luís em Dom 05 Abr 2009, 6:37 pm

A tentativa é de penalizar quem os discrimine, quem use termos pejorativos para se referir a eles. No resto, não creio que vão ter sucesso, por mais que pretendam.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Convidad em Dom 05 Abr 2009, 6:53 pm

dedo-duro escreveu:Pouparam-me o trabalho de refutar a carta:



Prezados senadores,

Venho por meio desta manifestar minha indignação com a carta que lhe foi enviada pela Dra. Angélica Boldt sobre o PLC 122. Como colega de profissão desta senhora, sinto-me no dever de rechaçar as mentiras e inconsistências presentes em seu discurso.

Primeiro, ela se vale do argumento de autoridade para tentar lhes convencer de que a homossexualidade não é natural. No entanto, a Dra. Angélica se esquece que é especialista em genética de doenças infecciosas e auto-imunes, patologias dentre as quais a homossexualidade certamente não se encontra incluída.

Quanto ao fato, levantado por ela, de comportamentos homossexuais serem naturais ou não, esta pergunta leva à necessidade de definir o que entendemos por natural. Para a biologia, natural é o que não é fabricado por mãos humanas, de modo que a homossexualidade é tão natural quanto qualquer outro traço humano. E o que dizer das centenas de espécies de mamíferos, aves, anfíbios, peixes, e mesmo invertebrados, nas quais já foram observados comportamentos homossexuais?

É claro que sei que a Dra. Angélica usa o termo “natural” para se referir a uma perspectiva bíblica da palavra. Ora, a escolha desta interpretação para um discurso que começa com o argumento de autoridade não é somente curioso, mas de má fé. Ao fazer isto, a Dra. Angélica abriu mão de querer ter sua opinião de cientista levada a sério. De certa forma foi melhor assim, pois o que ela disse em seguida, a respeito da visão da biologia sobre a homossexualidade, é completamente descabido.

A Dra. Angélica diz que “não há evidências científicas de que a homossexualidade tenha surgido por ação da seleção natural na espécie humana”. Como minha especialização é em entomologia, e não em evolução de comportamentos humanos, não posso confirmar a veracidade desta sentença. Mas isto não importa. Como todo biólogo deveria saber, há outros mecanismos pelos quais a evolução pode atuar, de modo que a homossexualidade pode de fato não ter evoluído por seleção natural, embora não haja dúvidas de que ela evoluiu de alguma forma, senão não existiria.

Como agora os senhores podem ver, biologicamente a homossexualidade é, sim, natural. Mas isto também não importa! Natural não é e nem deve ser sinônimo de aceitável socialmente. Não é pelo fato de leões cometerem infanticídio que devemos considerar tal ato adequado para nossa espécie.

Sobre o questionamento da Dra. Angélica de que “não pode ser normal pessoas morrerem com garrafas enfiadas dentro do intestino”, vejo que ela não considerou que também há registros de mulheres heterossexuais hospitalizadas com objetos alojados em seus órgãos genitais, de modo que infelizmente não nos presenteou com uma análise da eventual anormalidade na orientação sexual destas mulheres. Por isso desconsiderarei esta parte de seu discurso.

Quanto às estatísticas apresentadas pela Dra. Angélica, penso ser óbvio que pessoas constantemente marginalizadas tenham maior tendência a apresentar sinais de depressão e comportamentos auto-destrutivos. É o que se vê em todas as pessoas que sofrem bullying. E ninguém sugere que o problema é com eles, e não com os agressores. Da mesma forma, se há algum problema com a homossexualidade, e nós temos que convir que há, ele é com quem a condena, e não com os homossexuais.

Por fim, venho manifestar meu apoio ao PLC 122, não somente por ser homossexual e compreender sua importância na defesa de minha dignidade, mas por considerar que se trata de um projeto de lei justo e necessário. Se há alguns dos senhores que o acham ditatorial, o que dizer, então, do fato de outros tipos de discriminação constarem na nossa constituição? Seria a proibição da discriminação por preconceito de cor ditatorial? Se não, qual a diferença entre este tipo de discriminação, ou outro qualquer listado em nossa Carta Magna, daquela por orientação sexual e identidade de gênero?

Gostaria muito de saber a opinião dos senhores sobre isso.

http://stoa.usp.br/liv/weblog/46900.html

um argumento mais palha que o outro ,
vejamos só exemplificativamente :

a) "pessoas marginalizadas são mais propensas aos atos da estatística ...." , para o homossexualismo isto é : falácia das brabas , as estatísticas sobre estes assuntos são disponíveis em Localidades , que se descuidar o hetero é mais discriminado que o próprio homossexual , vide São Francisco - CA . Ademais , bastaria ele nos apresentar estatísticas que contradizessem as que foram apresentadas , quem quanto mais liberal o país , menos estes fatos ocorrem no meio dos homossexuais , o que a pessoa saber ser impossível .

b) "para a biologia , natural é o que não é fabricado por mãos humanas , .... daí homossexualismo é natural " ... ora , se não há prova que o homossexualismo é genético (após centenas de tentativas pseudo-estudos que não vingaram) , é lógico que é comportamental , daí aplicando-se esta 'máxima' do link acima (lógica dele , não minha) , teríamos que até pedofília , ou até pessoas homícidas seriam 'naturais' ... argumento lamentável apenas .

c) "Se há alguns dos senhores que o acham ditatorial, o que dizer, então, do fato de outros tipos de discriminação constarem na nossa constituição? Seria a proibição da discriminação por preconceito de cor ditatorial? " ... pessoas não escolhem viver com outra côr , mesmo que a pessoa fique um mês todo mentalizando 'quero ser branco , quero ser pardo...' NEM POR UM SEGUNDO deixará de ser negro ... , o que nunca foi provado no homossexualismo , mas temos transbordantes testemunhos que dizem ao contrário . Alás , é outro espantalho tentar confundir preconceito biológico , com direito à debate sobre homossexualismo ... quando o autor desta 'comparação' , se '''esquece''' que comentar sobre homossexualismo , é comentar sobre uma prática, e não uma pessoa .

d) "Como todo biólogo deveria saber, há outros mecanismos pelos quais a evolução pode atuar, de modo que a homossexualidade pode de fato não ter evoluído por seleção natural, embora não haja dúvidas de que ela evoluiu de alguma forma, senão não existiria." ... risível ... a pessoa pode provar que 'homossexualidade evoluiu de alguma forma ?" , será que 'tendências homicídas' , 'suícidas' , 'coprológicas' , etc ... 'evoluiram de alguma forma' ?? ORA ORA ORA , é lógico que se a ciência não prova a ligação biológica do homossexualismo , não cabe inventar 'evolução alguma' , e ele diz que foi a Dra. Márcia que abriu mão de ciência séria !!!! (este então nem começou a ter os rudimentos da ciência séria , que envolvem mínima cognição e epistemologia para afirmar as coisas) .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Convidad em Dom 05 Abr 2009, 6:57 pm

Luís escreveu:A tentativa é de penalizar quem os discrimine, quem use termos pejorativos para se referir a eles. No resto, não creio que vão ter sucesso, por mais que pretendam.

não , não é luís , este assunto já debato fazem dois anos .
O Pl pretente MESMO criminalizar quem der um pitaco qualquer sobre a prática homossexual , ditadura de idéias mesmos ..

Teremos no país uma facção de pessoas intocáveis ...
Por exemplo , você pode se pronunciar contra o casamento não pode ? Você pode se pronunciar a favor do poligamismo , não pode ? o debate de idéias é algo necessário , mesmo que a opinião alheia nos desagrade .... se formos minoria , pronto ... seremos vencidos no campo da retórica e filosofia .... é como tem que ser em um democracia .

Porém , este PL (e outros que já estão na linha de embarque) , pretendem , simplemente , criminalizar quem diga algo contra a OPÇÃO do homossexual , simplesmente dirão ... calem-se . Agora veremos se na discussão final , que está para ser travada , alterarão o texto para amenizá-lo ou não .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Luís em Dom 05 Abr 2009, 7:57 pm

.
Não conseguirão passar.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por dedo-duro em Dom 05 Abr 2009, 8:00 pm

Articulador escreveu:a) "pessoas marginalizadas são mais propensas aos atos da estatística ...." , para o homossexualismo isto é : falácia das brabas , as estatísticas sobre estes assuntos são disponíveis em Localidades ...

a) absurdo.
b) misquotation.
c) a autora provou que o homessexualismo ocorre na natureza, em diferentes espécies. Você, além de não desprovar, não demonstra como o homossexualismo seria uma escolha.
d) Não posso dizer que seu resposta foi risível. Foi algo triste.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Dom 05 Abr 2009, 8:53 pm

Temos de discriminar o diferente? Seja homo quem é, quem não é que não seja. Há espaço para todos. Do meu ponto de vista, quanto mais homo, mais mulher gostosa me sobra. Viver e deixar viver, esta a lei; nada de controlar a vida pessoal dos outros.

Agora, ditadura é outra coisa. Seria um grupo - no caso os homo - tentarem restringir a liberdade dos não homo. Mas isto não acontece, nem creio que vá acontecer.

Sobre eu ser ateu, o que é um "Deus"?
Luis vc é mais inteligente que isso.
O que vc defende como ateismo,é livre,vc pode falar a vontade,como nós teistas tambem defendemos nossa posição,dentro de uma coisa normal.
Leia de novo a plc 122.ela fere o principio da reciprocidade,da liberdade religiosa,etc.
Lutar contra ela deve ser do interesse de ateus tambem,afinal ,mais tarde poderá surgir uma plc que seja contra qualquer atividade que não a do governo??hoje comunista e ligada a iurd...e depois???


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Luís em Dom 05 Abr 2009, 8:56 pm

Em principio, tens razão, Mozol.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Dom 05 Abr 2009, 9:00 pm

dedo-duro escreveu:
Articulador escreveu:a) "pessoas marginalizadas são mais propensas aos atos da estatística ...." , para o homossexualismo isto é : falácia das brabas , as estatísticas sobre estes assuntos são disponíveis em Localidades ...

a) absurdo.
b) misquotation.
c) a autora provou que o homessexualismo ocorre na natureza, em diferentes espécies. Você, além de não desprovar, não demonstra como o homossexualismo seria uma escolha.
d) Não posso dizer que seu resposta foi risível. Foi algo triste.
Dedo..vc tambem é inteligente.
querer atacar algo só porque quem traz o assunto é teista é no minimo burro,não é do seu feitio.
a pessoa que contradizeu a cientista nem é da area,é entomologista,estuda insetos,e é gay.
segundo ,a questaõ é um pouco mais elevada,envolve liberdade constitucional que foi duramente conquistada.
o que queremos é liberdae,como o é hoje.gays podem fazer o que quiser.queremos apenas promover e suportar nossa religião,sendo ela boa ou má.queremos que seu direito de ser ateu e se pronunciar assim tambem seja respeitado.
entendeu??


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Dom 05 Abr 2009, 9:13 pm

Luís escreveu:Em principio, tens razão, Mozol.
pois é Luis, o caso é que os ativistas gays querem colocar na cabeça das pessoas que nós queremos insultar,agredir as pessoas homossexuais,que somos um bando de nazistas,que logo defenderemos outras discriminações sobre pessoas,como negros ,judeus,asiaticos,sei lá.
o que queremos é o direito de termos nossa religião,que prega que o homossexualismo não é aceitavel.só isso,não queremos agredir ou discriminar ninguem, alias defendemos a igualdade de todos,inclusive a nossa.
queremos falar o que pensamos(dentro da lei)queremos que vcs ateus tambem tenham este direito,os gays os deles,etc.
Mas como se defnder de todas as estatisticas??
voltemos e revejamos.
em tempo:
O grupo Glbts do brasil alega que os gays são os mais perseguidos e mortos .
contam que aprox.2500 pessoas homossexuais foram assassinados nos ultimos anos.
Bem..3% da população se declara gay.
2500 pessoas assassinadas nos ultimos anos(diga-se de passagem que 80% foram entre eles mesmos,por ciumes,drogas,profissionalmente(relação de prostituição)) seriam algo em torno de 1,28 % do total de homicidios por assassinato nos ultimos anos. ou seja,,por quem gritam os pobres mortais heterossexuais assassinados???
por que não vebas para defender(tambem) estas pessoas...a ditadura homossexual já está se instalando.

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Dom 05 Abr 2009, 9:49 pm

Analisemos:
Carta Magna:
CRENÇA = É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias (inciso VI do artigo 5º da Constituição Federal).
iberdade de Consciência:
Direito de fazer e de pensar, sem restrição, o certo e o errado, desde que não vedado por lei. É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias (ver liberdade de crença). Artigo 5º inciso VI e 19 inciso I da Constituição Federal.
um grupo de homossexuais invadindo uma igreja para beijos e atos libidinosos feriria este direito

Liberdade de Crença:
Tem o sentido de fé religiosa ligada ou não a uma denominação organizada. É assegurado, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva (ver liberdade de consciência). Artigo 5º inciso VII da Constituição Federal.
(temos o mesmo direito da Icar decolocar nossos sacerdotes nos quarteis e hospitais)

Liberdade de Expressão:
É aquela que a pessoa de qualquer cor, raça, religião, e etc., exerce, amparado pela vigente CF, para livremente se expressar (falar sem medo), sem ferir direitos de outras pessoas. Longe da censura. Esta é um instrumento abominável. Acresça-se na expressão: É livre a expressão intelectual, artística das atividades científicas e das atividades de comunicação Essas liberdades de expressão são absolutamente livres, sem censura e independem de licenças. Artigo 5º inciso XIV da Constituição Federal.
Não podemos aracar com xingamentos ou fisicamente a homossexuais,nem desejamos isto,mas temos o direito de nos colocar contra a instituição gay,contra seus lideres(que representam estas instituições) e contra a homossexualidade,dentro de nossa religião ou não(sim,um ateu que seja contra a homossexualidade tambem tem este direito)

Liberdade Religiosa:
Consiste no direito que todo o indivíduo tem de professar a religião que desejar, de ser ateu e de ser contra toda e qualquer religião. Liberdade de culto, de propaganda de culto e de propaganda religiosa é a liberdade de consciência no que se refere à crença religiosa. A tutela aí é à religião num sentido geral e amplo. Compreende todas as religiões, desde que permitidas e compatíveis com as normas comuns do Estado. Não há necessidade de registro. Só não podem ser religiões éticas, imorais e incitadoras do suicídio, de maus costumes, do sacrifício de pessoas, ou que instiguem a violência. Artigo 5º inciso VIII da Constituição Federal.


PROJETO DE LEI 5003/2001 (PLC 122/2006)
SUBSTITUTIVO ADOTADO - CCJC
As nossas sugestões estão em vermelho,baseados na constituição e no livre exercicio das religiões.


Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, que define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor, dá nova redação ao § 3, do art. 140, do Decreto-Lei n 2.848, de 7 de dezembro de 1940— Código Penal — e ao art. 5º, da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e dá outras providências.
O Congresso Nacional decreta
Art. 1º Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, definindo os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero.
Art. 2º A ementa da lei passa vigorar com a seguinte redação:
“Define os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero (NR)”
Art. 3º O artigo 1º, da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passam a vigorar com a seguinte redação:
“Art. 1º Serão punidos, na forma desta lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero. (NR)”
Art. 4º A Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa a vigorar acrescida do seguinte art. 4º:
“Art. 4º Praticar o empregador ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta.
Pena: reclusão de dois a cinco anos.”
Art. 5º Os artigos 5º, 6º e 7º, da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passam a vigorar com a seguinte redação:
“Art. 5º Impedir. recusar ou proibir o ingresso ou permanência em qualquer ambiente ou estabelecimento público ou privado, aberto ao público,desde que neste não se crie tumulto,provocação ou ato libidinoso ou insidioso,declarado em estatuto do estabelecimento;
Pena — reclusão de um a três anos”
“Art. 6º Recusar, negar. impedir, preterir, prejudicar retardar ou excluir em qualquer sistema de seleção educacional, recrutamento ou promoção funcional ou profissional.
Pena — reclusão de três a cinco anos”
“Art. 7º Sobretaxar, recusar, preterir ou impedira hospedagem em hotéis, motéis, pensões ou similares;
Pena — reclusão de três a cinco anos”
Art. 6º A Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa a vigorar acrescida do seguinte art. 7º
‘Art. 7º Sobretaxar recusar, preterir ou impedir a locação, a compra, a aquisição, o arrendamento ou empréstimo de bens móveis ou imóveis de qualquer finalidade;
Pena: reclusão de dois a cinco anos.”
Art. 7° A Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa a vigorar acrescida dos seguintes art. 8º-A e 8º-B:
“Art. 8º-A. Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º,com excessão de templos religiosos,devidamente identificados,e com estatutos definidos pela maioria de seus associados;
Pena: reclusão de dois a cinco anos.”
“Art. 8º-B. Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas ao demais cidadãos ou cidadãos com excessão de templos religiosos,atividades ao ar livre de cunho religioso ,workshops,reuniões devidamente identificados,e com estatutos definidos pela maioria de seus associados.
Pena: reclusão de dois a cinco anos.”
Art. 8º Os artigos 16 e 20, da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passam a vigorar com a seguinte redação:
“Art. 16. Constitui efeito da condenação;
I - a perda do cargo ou função pública. para o servidor público;
II - inabilitação Para contratos com órgãos da administração pública direta, indireta ou fundacional;
III — proibição de acesso a créditos concedidos pelo Poder Público e suas instituições financeiras, ou a programas de incentivo ao desenvolvimento por estes instituídos ou mantidos;
IV — vedação de isenções, remissões, anistias ou quaisquer benefícios de natureza tributária.
V— multa de até 10.000 (dez mil) UFIRs, podendo ser multiplicada em até 10 (dez) vezes em caso de reincidência, e levando-se em conta a capacidade financeira do infrator.
VI — suspensão do funcionamento dos estabelecimentos por prazo não superior a três meses.
§ l º Os recursos provenientes das multas estabelecidas por esta lei, serão destinados para campanhas educativas contra a discriminação.
§ 2º Quando o ato ilícito for praticado por contratado, concessionário, permissionário da Administração Pública, além das responsabilidades individuais será acrescida a pena de rescisão do instrumento contratual do convênio ou da permissão.
§ 3º Em qualquer caso, o prazo de inabilitação será de doze meses contados da data da aplicação da sanção.
§ 4º As informações cadastrais e as referências invocadas como justificadoras da discriminação serão sempre acessíveis a todos aqueles que se sujeitarem a processo seletivo, no que se refere à sua participação. (NR)”
“Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero.
.......................................
§ 5º O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica; (NR)”
Art. 9º A Lei nº.71 6, de 5 de janeiro de 1989, passa a vigorar acrescida dos seguintes arts. 20-A e 20-B:
“Art. 20-A. A prática dos atos discriminatórios a que se refere esta lei será apurada em processo administrativo e pena), que terá início mediante:
I - reclamação do ofendido ou ofendida;
II – ato ou oficio de autoridade competente;
III - comunicado de organizações não governamentais de defesa da cidadania e direitos humanos.”
“Art. 20-B. A interpretação dos dispositivos dessa lei e de iodos os instrumentos normativos de proteção do direitos de igualdade, de oportunidade e de tratamento, atenderá ao princípio da mais ampla proteção dos direitos humanos.
§ 1º Nesse intuito, serão observados, além dos princípios e direitos previstos nessa lei, todas disposições decorrentes de tratados ou convenções internacionais das quais o Brasil seja signatário, da legislação interna e das disposições administrativas.
§ 2º Para fins de interpretação e aplicação dessa lei, serão observadas, sempre que mais benéficas em favor da luta antidiscriminatória, as diretrizes traçadas pelas Cortes Internacionais de Direitos Humanos, devidamente reconhecidas pelo Brasil.”
Art. 10. O § 3º, do art. 140, do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 — Código Penal, passa a vigorar com a seguinte redação:
‘Art.140 ............................
...........................................
§ 3º Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero, ou a condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência:
Pena — reclusão de 1 (um) a 3 (três) anos e multa (NR)”
Art. 11.0 Artigo 5º, da Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, passa a vigorar acrescido do seguinte parágrafo único:
“Art. 5º .......................
.....................................:
Fica proibida a adoção de qualquer prática discriminatória e limitativa para efeito de acesso a relação de emprego, ou sua manutenção, por motivo de sexo, orientação sexual e identidade de gênero, origem, raça, cor, estado civil, situação familiar ou idade, ressalvadas, neste caso, as hipóteses de proteção ao menor previstas no inciso XXXIII do art.7º da Constituição Federa.”
Art.12. Esta lei entrará vigor na data de sua publicação.
Sala da Comissão, 3 de agosto de 2005.— Deputado Antonio Carlos Biscaia Presidente.
Acho que isto vale para todos.do mesmo jeito que ,por exemplo,um grupo de religiosos invadisse um congresso glbt,cantando,desligando os microfones,orando,distribuindo folhetos,etc.
ou um grupo de umbandistas ser retirado de uma cachoeira,sob pretexto de preservar a ecologia,etc.
O problema é que os evangélicos estão mais preocupados em combater uns aos outros do que se organizar como os gays.
Somos mais de 70% da população entre catolicos e evangélicos,será que não conseguimos ter mais força e votos que 3% de gays??
Na realidade o projeto cria uma porta para uma ditadura gay,e dá um direito superior ao permitido pela constituição.


Só para lembrar o presidente glbt Luis Mott é investigado por incitação a pedofilia pela Onu.(aqui no brasil nem uma palavra de censura.)e por este motivo o grupo Abglt teve sua inclusão nas ongs licenciadas pela ONU negada:
NOVA IORQUE, EUA — C-FAM) Depois de dois anos de debate, a comissão da ONU responsável pela avaliação de inscrições de organizações não governamentais (ONGs) votou pela rejeição da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros (ABGLT) por causa de sua posição acerca da pedofilia. A comissão de ONGs passou a investigar a ABGLT devido a alegações de que um dos fundadores da ABGLT estava sendo investigado por postar artigos em seu blog promovendo a pedofilia.


Última edição por Jan Mozol em Dom 05 Abr 2009, 10:07 pm, editado 1 vez(es)

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Luís em Dom 05 Abr 2009, 9:57 pm

,
Não sei se a coisa é tão seria assim. Mas sei que não podemos partir do princípio que a orientação sexual é uma questão de escolha, por que não é. Ninguém escolhe se vai ser homo ou hetero. Por isto condenar a homossexualidade é, antes de tudo, uma burrice cavalar. Não há "culpa" nem responsabilidade. O Homo é uma vítima, ou da sua genética ou da família e ambiente onde se criou.

Olho vivo com o preconceito, seja ele de origem religiosa ou outra.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Dom 05 Abr 2009, 10:10 pm

MAs é isto que eu estou falando;
olho vivo com o preconceito..vale dos dois lados.
A conquista da liberdade religiosa,inclusive o ateismo,foi ardua e dificil.
Leia de novo a plc e pense:
com a atuação tão intensa dos grupos gays vc duvida que eles invadirão varios cultos só para agitar??
eu não duvido.
e mais..vc escolhe sim.
até um certo ponto já vem com a pessoa ,mas a maioria escolhe ser homossexual.

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jarbas em Seg 06 Abr 2009, 2:26 am

.....

Vem mesmo a hora...

E se engrandeceu até contra o príncipe do exército; e por ele foi tirado o sacrifício contínuo, e o lugar do seu santuário foi lançado por terra.

E um exército foi dado contra o sacrifício contínuo, por causa da transgressão; e lançou a verdade por terra, e o fez, e prosperou.

sacrifício contínuo = são os cultos nas igrejas


Maranata.



"Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem."  (Lucas 21 : 36)

"Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;"  (II Pedro 2 : 9)


"PERECE o justo, e não há quem considere isso em seu coração, e os homens compassivos são recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal."  (Isaías 57 : 1)


"O temor do SENHOR é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio."
  (Provérbios 8 : 13)

Jarbas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 15317
Localização : Goiânia - Go
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Luís em Seg 06 Abr 2009, 6:17 am

Jan Mozol escreveu:MAs é isto que eu estou falando;
olho vivo com o preconceito..vale dos dois lados.
A conquista da liberdade religiosa,inclusive o ateismo,foi ardua e dificil.
Leia de novo a plc e pense:
com a atuação tão intensa dos grupos gays vc duvida que eles invadirão varios cultos só para agitar??
eu não duvido.
e mais..vc escolhe sim.
até um certo ponto já vem com a pessoa ,mas a maioria escolhe ser homossexual.

Por favor, cite suas fontes sobre a 'escolha' do homossexual. Nunca vi nada a respeito, mas pelo contrário.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Seg 06 Abr 2009, 12:02 pm

Fontes??
servem mais de 30 anos de janela??
algumas crianças tem uma delicadeza maior,outros tem varias irmãs e pegam alguns trejeitos femininos,mas a opção final fica sempre a cargo de cada um.
justificar o meio ou genetica é justificar qualquer coisa.
sou ateu-não poropção,mas por genetica ou porque meus pais foram ateus.
sou pedifilo-culpa da genetica ou de ter sido violado quando criança,ou ter convivido com pedofilos.
sou assassino...e por aí vai.
Luis,hitler e a maioria dos chefes nazistas pensvam assim.
é judeu?? vai contaminar o resto,pois na propria raça já vem com esta predisposição genetica,é cigano??é negro??
percebe o caminho???
Lombroso achava que pelos calombos do cerebro,pela feião,tipo das mãos ele podia saber quem era assassino,ladrão...
então repense e veja que o meio,e o biotipo podem contribuir,mas a homossexualidade é decidida pela pessoa.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Jan Mozol em Seg 06 Abr 2009, 12:04 pm

feião=feição gargalhada
não é porque o cara é feio que vai ser ruim.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por dedo-duro em Seg 06 Abr 2009, 2:20 pm

Jan Mozol escreveu:
dedo-duro escreveu:
Articulador escreveu:a) "pessoas marginalizadas são mais propensas aos atos da estatística ...." , para o homossexualismo isto é : falácia das brabas , as estatísticas sobre estes assuntos são disponíveis em Localidades ...

a) absurdo.
b) misquotation.
c) a autora provou que o homessexualismo ocorre na natureza, em diferentes espécies. Você, além de não desprovar, não demonstra como o homossexualismo seria uma escolha.
d) Não posso dizer que seu resposta foi risível. Foi algo triste.
Dedo..vc tambem é inteligente.
querer atacar algo só porque quem traz o assunto é teista é no minimo burro,não é do seu feitio.
a pessoa que contradizeu a cientista nem é da area,é entomologista,estuda insetos,e é gay.
segundo ,a questaõ é um pouco mais elevada,envolve liberdade constitucional que foi duramente conquistada.
o que queremos é liberdae,como o é hoje.gays podem fazer o que quiser.queremos apenas promover e suportar nossa religião,sendo ela boa ou má.queremos que seu direito de ser ateu e se pronunciar assim tambem seja respeitado.
entendeu??

Primeiro quero dizer que não há esta infantilidade de se defender um grupo ou idéia somente em razão de discordância com outro grupo. Simpatizo com os Homossexuais não por suas práticas, mas por ser um defensor das liberdades humanas. Não gosto de ver gente sofrendo. E essa "polícia" anti-homossexualista evangélica só tem levado dor a pessoas inocentes. Se o que vocês querem é liberdade, saibam que ela é limitada, não podendo trazer prejuízos a terceiros. Vocês, crentes em qualquer religião, podem ter uma vida feliz sem fazer qualquer menção às práticas dos GLBTS. Deixem que estes cuidem de suas próprias vidas, enquanto vocês cuidam das suas. Não sejamos enxeridos e deixemos que cada um leve a vida como achar conveniente.

PS: a médica que escreveu a carta é especialista em genética de doenças infecciosas, não em genética comportamental.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Convidad em Seg 06 Abr 2009, 4:50 pm

dedo-duro escreveu:
Articulador escreveu:a) "pessoas marginalizadas são mais propensas aos atos da estatística ...." , para o homossexualismo isto é : falácia das brabas , as estatísticas sobre estes assuntos são disponíveis em Localidades ...

a) absurdo.
b) misquotation.
c) a autora provou que o homessexualismo ocorre na natureza, em diferentes espécies. Você, além de não desprovar, não demonstra como o homossexualismo seria uma escolha.
d) Não posso dizer que seu resposta foi risível. Foi algo triste.



você fez tudo que me acusou .. isto sim lamentável ,
vejamos a mensagem original antes de seu misquotation :

Articulador escreveu:a) "pessoas marginalizadas são mais propensas aos atos da estatística ...." , para o homossexualismo isto é : falácia das brabas , as estatísticas sobre estes assuntos são disponíveis em Localidades , que se descuidar o hetero é mais discriminado que o próprio homossexual , vide São Francisco - CA . Ademais , bastaria ele nos apresentar estatísticas que contradizessem as que foram apresentadas , quem quanto mais liberal o país , menos estes fatos ocorrem no meio dos homossexuais , o que a pessoa saber ser impossível .


a) QUE ABSUDO ??, qualquer 'inocente' sabe que em localidades como São Francisco , o 'preconceito' está minguado a quase zero , portanto atribuir ''marginalização'' , à pessoas que saem na rua de sunguinha e esfregam na cara das pessoas que vivem na cidade mais liberal do mundo para o homossexualismo , isto sim é absurdo . Atribuir altissímos níveis de auto-mutilação , e aos desvios descritos é FALÁCIAS DAS BRABAS ... vejamos o que as estatísticas (que sua fonte nem OUSOU questionar) dizem : "42% dos homossexuais, 43% das lésbicas e 49% dos bissexuais apresentaram pensamentos e ações auto-destrutivos . Em 1981, observou-se que aproximadamente um de cada 10 homicídios em Sao Francisco deviam-se a práticas sexuais sadomasoquistas entre homossexuais! Analisando as estatísticas publicadas em 1999 no Clinical Psychology Review, observa-se além disso uma íntima associação entre o homossexualismo e violência doméstica: 48% dos casais de lésbicas e 38% dos casais homossexuais reportam este tipo de violência, comparados a 28% dos casais heterossexuais."

b) misquotation seu ,como demonstrei acima , tentando me tirar do contexto completo , sem apresentar o casos de São Francisco . Aliás não tem o que 'recortar' de sua fonte , ela não nega as estatísticas .

c) isto se chama argumento desonesto .
você está careca de saber que o homossexualismo na natureza é MUITO minoritário , isto não prova nada biológicamente , somente o seu desespero argumentativo . Usa também a falácia do ônus invertido , já que por milênios , por extensiva maioria o homem se porta hetererossexualmente , cabe o ÕNUS de provar esta INVENÇÃO de herança genética , aos que querem que assim seja (veja bem o verbo- 'querem') , por estarem indo contra o conhecimento humano .

d) a sua não foi triste , foi argumentação desonesta , fez o que me acusou , e ainda não discutiu fatos , por não ter argumentos suficientes para rebater , com sua fonte também não tinha , apenas se escorando em queixumes vacuosos .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Convidad em Seg 06 Abr 2009, 4:56 pm

Luís escreveu:,
Não sei se a coisa é tão seria assim. Mas sei que não podemos partir do princípio que a orientação sexual é uma questão de escolha, por que não é. Ninguém escolhe se vai ser homo ou hetero. Por isto condenar a homossexualidade é, antes de tudo, uma burrice cavalar. Não há "culpa" nem responsabilidade. O Homo é uma vítima, ou da sua genética ou da família e ambiente onde se criou.

Olho vivo com o preconceito, seja ele de origem religiosa ou outra.

PROVA?
quandos vocês aprenderam que manifestação de vontade não é prova ?
quando , e SE provarem (centenas de tentativas já fracassaram) , que o homossexualismo é genético , se discutirá se deve-se ou não , falar sobre esta PRÁTICA ...

Mas o que temos visto é bem simples , FAZ QUEM QUER , NÃO FAZ QUEM NÃO QUER , e quando os 'supostos geneticistas' que tem achado que homossexualismo é genético , acharem os tais estudos conclusivos , favor explicar porque nossas igrejas estão lotadas de EX homossexuais , com família , filhos , que testemunham diariamente que não sentem falta de sua vida pregressa .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: carta de uma cientista contra a ditadura homossexual

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:01 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum