.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
58 usuários online :: 4 usuários cadastrados, Nenhum Invisível e 54 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano, David de Oliveira, irmão, Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Outro casamento gay "evangélico"

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Seg 02 Mar 2009, 1:17 pm

famado escreveu:
A ciência não sabe nem do que se trata.
Homossexualidade é a preferência por relações amorosas íntimas/carnais por pessoas do mesmo sexo. Segundo Freud e outros, há níveis de hetero/homo sexualidade. Supostamente, ninguém seria 100% nem uma coisa nem outra.

Porque a pessoa é homossexual? Quando se torna?
Segundo alguns a identidade sexual se forma por volta dos três anos. Segundo outros, um pouco mais tarde, mas, seguramente, antes da puberdade. Os estudos nos fazem acreditar que uma minoria dos homossexuais o é por questões não psíquicas, mas por tendência inata; como se alguma falha fisiológica ocorresse em seu desenvolvimento. Tem-se por certo de que a maioria o é por questões psíquicas, cuja farta literatura ajuda a entender (Mães sedutoras+pais distantes e fracos seriam um grande causador da homo masculina).

Enfim, é uma coisa ainda sem explicação.
Ao contrário, é uma das coisas mais bem explicadas hoje em dia. Basta ler a fartíssima literatura a respeito. Por exemplo, sabe-se que há alta incidência entre os últimos filhos de famílias numerosas, onde a maioria dos filhos é deste mesmo sexo (uma família de 7 com 5 ou 6 homens, por ex.).


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Convidad em Seg 02 Mar 2009, 1:36 pm

famado escreveu:
darkshi escreveu:Duvidam do poder de cura de Deus?

Cura de que?... É uma doença?... A ciência não sabe nem do que se trata.... Porque a pessoa é homossexual?... Quando se torna?... Enfim, é uma coisa ainda sem explicação.

Pode ser que Deus queira o celibato daquela pessoa. Olhe esta passagem:

Mateus 19:12

Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.


o darkshi está correto , Paulo nos diz "melhor casar que viver abrasado" . Mas ora , se a pessoa consegue viver sozinha , sem se abrasar (sem pensar em sexo portanto) , se tornou ..... NOVA CRIATURA , e o darkshi estará correto , não tem mais propensão a pecado . Homossexualismo não é diferente que qualquer outro pecado na carne , Deus liberta , se a pessoa quiser ser libertada .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por famado em Seg 02 Mar 2009, 1:57 pm

Luís escreveu:
famado escreveu:
A ciência não sabe nem do que se trata.
Homossexualidade é a preferência por relações amorosas íntimas/carnais por pessoas do mesmo sexo. Segundo Freud e outros, há níveis de hetero/homo sexualidade. Supostamente, ninguém seria 100% nem uma coisa nem outra.
Quando eu digo que a ciência não sabe do que se trata, quero dizer, não há uma opinião unânime(eu me expressei mal). Há muita polêmica.


Porque a pessoa é homossexual? Quando se torna?
Segundo alguns a identidade sexual se forma por volta dos três anos. Segundo outros, um pouco mais tarde, mas, seguramente, antes da puberdade. Os estudos nos fazem acreditar que uma minoria dos homossexuais o é por questões não psíquicas, mas por tendência inata; como se alguma falha fisiológica ocorresse em seu desenvolvimento. Tem-se por certo de que a maioria o é por questões psíquicas, cuja farta literatura ajuda a entender (Mães sedutoras+pais distantes e fracos seriam um grande causador da homo masculina).
Idem acima. Olhe o que grifei de negrito em seu post.


Enfim, é uma coisa ainda sem explicação.
Ao contrário, é uma das coisas mais bem explicadas hoje em dia. Basta ler a fartíssima literatura a respeito. Por exemplo, sabe-se que há alta incidência entre os últimos filhos de famílias numerosas, onde a maioria dos filhos é deste mesmo sexo (uma família de 7 com 5 ou 6 homens, por ex.).
É uma coisa bem explicada ou muito estudada? Por exemplo, eu concordo que há um grande número de homossexuais filhos de mães solteiras, mas isso é só uma estatística. Qual o motivo. A ausência de uma referência masculina (no caso, o pai)? É tudo muito obscuro e cheio de hipóteses e possibilidades.

famado
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3373
Idade : 48
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Seg 02 Mar 2009, 2:02 pm

Famado,

Se andas em busca de unanimidade e 100% de certezas, absolutismos, então és candidato a morar noutro mundo. Isto não é próprio deste nem dos homens que o habitam.

E se refugiar em fantasias de seres 'divinos' e absolutos não resolve o problema nãozinho... só o empurra com a barriga.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por famado em Seg 02 Mar 2009, 2:05 pm

Luís escreveu:Famado,

Se andas em busca de unanimidade e 100% de certezas, absolutismos, então és candidato a morar noutro mundo. Isto não é próprio deste nem dos homens que o habitam.

Depois eu respondo. Estou de saída.

E se refugiar em fantasias de seres 'divinos' e absolutos não resolve o problema nãozinho... só o empurra com a barriga.

Isto é outro assunto, diverso do primeiro. Se quiser falo sobre isso em outro tópico, em um outro momento, preciso sair agora.

famado
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3373
Idade : 48
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Convidad em Seg 02 Mar 2009, 2:18 pm

Ser Humano escreveu:
Articulador escreveu:
ou seja, falou extensivamente , continuou dando alfinetadas , estranhamento cobrando uma coisa e fazendo a mesma que imputa , mas não esclareceu se um eventual lider espiritual seu poderia ser hipócrita com o que deveria pregar , lendo um coisa e praticando outra . O homem também tem outra facilidade de auto-engano , no multiplicar das palavras para não admitir o ponto central que lhe incomoda . Vamos fazer o seguinte , você quer nos ensinar um cristo , nós temos outro para lhe ensinar , faça-nos um favor , diga ONDE encaixa-se sua teoria de 'não recriminar pecados' , nas palavras de Cristo abaixo.

O que eu estou cobrando, Articulador, além de uma resposta mais clara? Desde o começo, estou tentando fazer o que você me pede: cito trechos, os interpreto, como os entendo, é claro, e questiono o papel do cristão.

Mas não vejo onde estou fazendo o que imputo nesse tópico - pois faço questão de me enquandrar. Quando falo sobre o ser humano, suas falhas e fraquezas, falo inclusive, de mim mesma - se não tivesse minhas próprias traves nos olhos, não precisaria estar aqui.

Pensei que havia esclarecido a questão de um suposto líder epiritual quando disse que não me importaria sua conduta sexual, mas apenas sua conduta com os outros - pois é esse, segundo entendo, o ponto central do cristianismo.

Dentro dos parâmteros que você apresenta, no entanto, cabe reformular, realmente: se eu for esperar de um suposto líder espiritual que pratique tudo aquilo que prega, de fato, jamais terei um - pois como disse, ainda não conheci um ser humano sequer que está imune às falhas e fraquezas humanas.

Mas veja, não é que eu queira ensinar um Cristo diferente - esse é o único Cristo que eu conheço, pois é como vejo o Cristo. E o que estou expondo aqui é justamente para que possamos discutir a respeito. Se estou errada, acredito que mais cedo ou mais tarde, acabarei enxergando, mas ainda não aconteceu. Eu não posso concordar com você, sem concordar realmente, como você também não pode concordar comigo. Se o cristianismo é um - os entendimentos são muitos. E o mesmo que te faz pensar que é você quem está certo, me faz pensar o mesmo - a interpretação que temos.

ser-humano , não é vero (respeitosamente, acho que vc não percebeu) , há sim uma disposição de crítica bem visível nos seus posts , mas vamos deixar isto para trás de novo , só peço que entenda , não existem só dois lados aqui , de um lado o lider 'inclusivo e compreensivo' , de outro os 'exaltados e altivos que julgam a todos' , estou demonstrando é que exite uma TERCEIRA posição , a do cristão que precisa proselitar o que Cristo ensinou , INDEPENDENTE dos próprios defeitos .

Pois bem , quanto ao exemplo do lider homossexual , não posso considerar a pergunta respondida : existe uma diferença entre todos termos falhas MAS estarmos lutando contra elas e buscando a correção , daquele que é conivente com suas falhas , quando não até se orgulha delas . Enquanto o primeiro Cristo chama de doente , e veio para estes , o segundo ele chama de fariseu . Então se alguém usa uma bíblia , mas VOLUNTARIAMENTE , se opõe ao que ela ensina , seu maior pecado , adicionado a qualquer outro que esteja fazendo , se chama hipocrisia .

Cristo nos mandou pregar arrependimento :
(Marcos 2:17) - E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento.
(Lucas 3:3) - E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados;
(Lucas 3:8) - Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.
(Tiago 5:20) - Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu
caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão
de pecados.

Cristo disse seriam adulteros quem se envergonhasse das palavras dele :
(Marcos 8:38) - Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.

Cristo não tem parte com o pecado :
(Gálatas 2:17) - Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma.
(Hebreus 7:26) - Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;

Cristo diz que para se achegar a Deus é necessário limpeza dos pecados passados :
(Tiago 4:8) - Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.



Mas como foi que o Cristo ensinou a converter os outros de seus erros? Por acaso, o Cristo diferenciou pecados - diferenciando a multidão da pecadora? Por acaso, perguntou a cada um se seus pecados eram mais ou menos graves que o da pecadora? Não - Cristo apenas perguntou se também tinham pecados - donde a multidão pode compreender que não era diferente da pecadora, largando suas pedras.

e depois voltou-se à adúltera e falou : VÁS E NÃO PEQUES MAIS !!
as palavras acima são claras e insofismáveis ... , Jesus deu um outra chance , mas não a benção para continuar pecando .

Então gostaria que você me desse quatro respostas singelas e objetivas , um sim ou não basta , para vermos qual o cristianismo que é real :
a) Está ou não claro , que Cristo pregava a necessidade de arrependimento ?
b) Está ou não claro , que ordenou que pregassemos arrependimento ?
c) Está ou não claro , que Cristo não aceita o doente que não quer se arrepender ?


se abandonar um pouco o prolixo , e nos responder estes três perguntas , estaremos chegando a um ponto mais comum . Caso não responda , a clareza das palavras , e sua omissão , falarão por você .

a) Sim.
b) Sim.
c) Não, se o doente não tem consciência de sua condição.

Mas, vamos trabalhar mais essa resposta. Se a Bíblia contém a exata medida do bom proceder - ensinando não apenas como o cristão deve se portar consigo mesmo, mas também como se comportar com o outro - ninguém segue a exata medida. Enquanto alguns falham consigo mesmos, outros falham com os outros e todos estão doentes.

Não quero confrontar por confrontar - não é para isso que estou aqui, mas para, como cada um de vocês, expor o que penso e como entendo - para mostrar o que vejo e enxergar o que não vejo.

Mostre-me onde estou errada - não adianta eu ficar citando trechos que demonstram o que quero dizer e você os trechos que demonstram o que você quer dizer, porque ambos fazem parte do mesmo livro - são partes do todo.

Quando confronto os trechos que eu você citamos, entendo que há duas mensagens que se completam e não podem ser lidas isoladadamente - uma, ensinando como proceder: "procure acertar, mas errando arrependa-se"; e outra ensinando como proceder com os outros "procure ajudar o outro a acertar, mas se ele errar não o julgue".

você apenas respondeu a terceira pergunta em contrário à clareza bíblica, você disse que o doente não teria clareza de sua condição de doente , ora para que serve então a pregação do que Cristo revelou na bíblia ? Reveja : (Tiago 5:20) - Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados.

Então o roteiro é claro , se alguém não tem certeza da sua doença , CABE-NOS avisá-lo dela , e este aviso não é pelo nosso 'acho' , mas pelo que Cristo falou , vamos corroborar a palavra acima :
(Tito 1:13) - Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé.
(I Timóteo 5:20) - Aos que pecarem, repreende-os na presença de todos, para que também os outros tenham temor.
(Lucas 9:55) - Voltando-se, porém, repreendeu-os, e disse: Vós não sabeis de que espírito sois.

Então vemos , tanto por doutrina , como por exemplo , que Cristo colocou como nosso DEVER repreender os que pecarem , sendo brandamente ou severamente , em função da gravidade e reiteração . Resumindo em base das suas duas últimas afirmações :

"procure acertar, mas errando arrependa-se"; correto
"procure ajudar o outro a acertar, mas se ele errar não o julgue"; meio-correto ,

julgue o ato e abra os olhos do doente para o alto custo deste ato , é o que dizem os evangelhos . Lembrando ainda que no caso do casamento do homossexual , sua proposição não era ajudar o homossexual a acertar , e sim forçar a aceitação da igreja , o que tratoraria o que os envangelhos ensinam criando uma religião 'personalizada' .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Adriane Cunha em Seg 02 Mar 2009, 6:15 pm

Adriane Cunha escreveu:
Ser Humano escreveu:Sim, eu sou favorável a união homoafetiva - nisso teremos que concordar em discordar, mas não é isso o que estamos debatendo aqui, pelo menos, não é o que eu estou. O que questiono é o papel do cristão, dos líderes, principalmente. Como devem tratar com as falhas alheias: como superioridade, como se fossem santos ou com a humildade de quem também tem falhas? Devem repelir ou conquistar os que condenam? Devem ser a luz que aponta na direção dos olhos alheios, ofuscando-os com sua pretensa altivez ou a luz que ilumina o caminho sem chamar atenção para si mesma? O que os cristãos acreditam que o Cristo espera deles: que sejam os juízes do mundo?

Kika, minha amada! Sei que é agnóstica como postou em outra categoria do Fórum.

cafezinho Uma pergunta hipotética, amada...

Imagine que você seja uma crente em Jesus. Você concordaria ser liderada por um "pastor homossexual" que aponta um caminho ("verdade") contrário às Santas Escrituras?

Em Cristo Jesus...

Me sinto pouco a vontade em duplicidade de posts, mas preciso fazê-lo.

Kika, minha amada... Entendi tudo o que postou. Todos erramos. Ponto final.

Minha pergunta acima foi objetiva, amada. De forma hipotética, se você fosse uma pessoa crente em Jesus, tomando conhecimento da Palavra de Deus, você se permitiria ser liderada por um "pastor homossexual"?

a) Sim.
b) Não.

Em Cristo Jesus...


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Seg 02 Mar 2009, 10:04 pm

Adriane Cunha escreveu:
Adriane Cunha escreveu:
Ser Humano escreveu:Sim, eu sou favorável a união homoafetiva - nisso teremos que concordar em discordar, mas não é isso o que estamos debatendo aqui, pelo menos, não é o que eu estou. O que questiono é o papel do cristão, dos líderes, principalmente. Como devem tratar com as falhas alheias: como superioridade, como se fossem santos ou com a humildade de quem também tem falhas? Devem repelir ou conquistar os que condenam? Devem ser a luz que aponta na direção dos olhos alheios, ofuscando-os com sua pretensa altivez ou a luz que ilumina o caminho sem chamar atenção para si mesma? O que os cristãos acreditam que o Cristo espera deles: que sejam os juízes do mundo?

Kika, minha amada! Sei que é agnóstica como postou em outra categoria do Fórum.

cafezinho Uma pergunta hipotética, amada...

Imagine que você seja uma crente em Jesus. Você concordaria ser liderada por um "pastor homossexual" que aponta um caminho ("verdade") contrário às Santas Escrituras?

Em Cristo Jesus...

Me sinto pouco a vontade em duplicidade de posts, mas preciso fazê-lo.

Kika, minha amada... Entendi tudo o que postou. Todos erramos. Ponto final.

Minha pergunta acima foi objetiva, amada. De forma hipotética, se você fosse uma pessoa crente em Jesus, tomando conhecimento da Palavra de Deus, você se permitiria ser liderada por um "pastor homossexual"?

a) Sim.
b) Não.

Em Cristo Jesus...

Perdoe-me, querida, se a resposta que dei não era a que você desejava escutar, mas foi o melhor que consegui elaborar no momento.

Sinceramente, não sei responder - pois não tenho como saber quem eu seria se não fosse quem eu sou. Pensando como penso, hipoteticamente, a resposta seria sim - mas se eu fosse diferente, talvez dissesse que não. A julgar pela maioria dos crentes em Cristo, nos termos que você colocou, é bem possível.

Nesse caso, o Articulador deve ter razão - o cristianismo não é o que imagino - preciso rever os meus conceitos.

Mas, e você - se não fosse, hipoteticamente, uma crente em Cristo, nos termos em que coloca a questão - acredita que teria outra opinião?


Última edição por Ser Humano em Seg 02 Mar 2009, 10:20 pm, editado 2 vez(es)


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Seg 02 Mar 2009, 10:16 pm

Luís escreveu:
Gostei muito deste teu post. Mas pare de ser 'bacana' assim ou me apaixono! (Corro o risco de seres uma velha gorda, feia e desdentada! :risadinha: )

Acrescente a lista: baixinha e com xulé... oi ei, de onde você me conhece? sei não...

aqui procê aqui procê aqui procê aqui procê aqui procê aqui procê aqui procê


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Seg 02 Mar 2009, 10:33 pm

athos escreveu:
famado escreveu:Eita assunto polêmico.
Vamos a uma análise racional:
A bíblia condena o homossexualismo.
O homossexualismo não tem explicação científica.
O homossexualismo não tem origem espiritual (há muitos homossexuais endemoninhados porque eles se envolvem como os diversos tipos de espiritismo).
Entendo que nossas igrejas devem aceitar os homossexuais, mas não a prática homossexual.
Devemos entender que eles nunca deixarão de ser homossexuais. Eu desafio alguém me mostrar um afeminado que tenha perdido os trejeitos.
A igreja católica tem a nos ensinar nesta ramo. Eles hoje aceitam os homossexuais, mas não aceitam a pratica homossexual.
Não podemos impor um casamento heterossexual a um homem que não gosta de mulher. Ele e ela serão infelizes. Deixemos o cara em paz, e recomendemos que ele não pratique o homossexualismo. Será uma espécie de eunuco.
nesse caso ele pode virar celibato

e no caso de um bissexual? ele pode se casar com uma mulher né?
Athos, todos podem tudo o que é legal, desde que, com sua liberdade de ser, não oprimam a liberdade alheia. Creio que o que as pessoas adultas fazem em suas intimidades não é da conta de ninguém, a não ser das pessoas elas mesmas. Penso que a religião tem mais o que fazer do que fuxicar sobre a sexualidade das pessoas. Ninguém é 'culpado' de sentir-se atraído por um ou outro sexo. Muito menos de praticar a sexualidade que lhe apraz. Isto é de 'foro íntimo', como é o time que se torce o ou partido que se vota. Tentar controlar a intimidade das pessoas é uma forma de atentar contra seus direitos mais fundamentais e uma violência inaceitável. Basta que cada um cuide de sua própria M O D E R A D O e deixa a dos outros em paz. O velho 'viver e deixar viver'.


Última edição por Adriane Cunha em Seg 02 Mar 2009, 11:01 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Uso de palavra torpe)


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Adriane Cunha em Seg 02 Mar 2009, 10:56 pm

Ser Humano escreveu:Mas, e você - se não fosse, hipoteticamente, uma crente em Cristo, nos termos em que coloca a questão - acredita que teria outra opinião?

Manteria a mesma posição sem fobias, amada.

Não aceitaria um pastor "dito homossexual". Da Mesma forma que um padre "dito homossexual". Se a pessoa tem conhecimento de Palavra de Deus, precisa ser a primeira a colocá-la em prática. Daí o Sacerdócio...

Homossexuais pensam ser uma opção ou condição. Existe uma linha que a medicina talvez ainda não tenha conseguido mudar, a saber: A questão dos XY e XX do ser humano. Apesar de desejarem mudar a ordem natural, em suas consciências sempre entederão que são homens (XY) com comportamento de menina e, mulheres (XX) com comportamento de menino.

Aqui no consultório tenho pacientes GLS. As (os) trato da forma que devo. Rezando os princípios da boa educação, respeito mútuo e ética.
Certa feita, uma paciente se "apaixonou" por mim. O que fiz? Conversei com ela. No entanto, suas amigas lésbicas, ao tomarem conhecimento do "fato" (não por mim, por conta da ética), deram uma surra nela. Por que será? hummm

Dra. Adriane Cunha.


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Adriane Cunha em Seg 02 Mar 2009, 11:04 pm

Ser Humano escreveu:
Luís escreveu:
Gostei muito deste teu post. Mas pare de ser 'bacana' assim ou me apaixono! (Corro o risco de seres uma velha gorda, feia e desdentada! :risadinha: )
Acrescente a lista: baixinha e com xulé... oi ei, de onde você me conhece? sei não...
aqui procê aqui procê aqui procê aqui procê aqui procê aqui procê aqui procê

Amados! Tentem lembrar do comando MP para vossas conversas, por gentileza!

Com os nossos agradecimentos...


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Seg 02 Mar 2009, 11:13 pm

Adriane Cunha escreveu:
Ser Humano escreveu:Mas, e você - se não fosse, hipoteticamente, uma crente em Cristo, nos termos em que coloca a questão - acredita que teria outra opinião?

Manteria a mesma posição sem fobias, amada.

Não aceitaria um pastor "dito homossexual". Da Mesma forma que um padre "dito homossexual". Se a pessoa tem conhecimento de Palavra de Deus, precisa ser a primeira a colocá-la em prática. Daí o Sacerdócio...

Homossexuais pensam ser uma opção ou condição. Existe uma linha que a medicina talvez ainda não tenha conseguido mudar, a saber: A questão dos XY e XX do ser humano. Apesar de desejarem mudar a ordem natural, em suas consciências sempre entederão que são homens (XY) com comportamento de menina e, mulheres (XX) com comportamento de menino.

Aqui no consultório tenho pacientes GLS. As (os) trato da forma que devo. Rezando os princípios da boa educação, respeito mútuo e ética.
Certa feita, uma paciente se "apaixonou" por mim. O que fiz? Conversei com ela. No entanto, suas amigas lésbicas, ao tomarem conhecimento do "fato" (não por mim, por conta da ética), deram uma surra nela. Por que será? hummm

Dra. Adriane Cunha.

Nem imagino o motivo da surra, Adriane. Bom, mas enfim, vou ficando por aqui. Não tenho o que acrescentar. Como diz o ditado: cada cabeça uma sentença.

Quanto ao post anterior - foi apenas uma descontração que achei por bem rsponder, mas evitarei daqui por diante. positivinho


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Seg 02 Mar 2009, 11:50 pm

Idem com fritas!


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Martins em Ter 03 Mar 2009, 10:27 am

o meu com queijo...

O Homo-sexual deve ir na igreja sim, para aprender que está na direção errada.

Mas deve ir em uma igreja que não se apóia em modernidades, pois aí não é uma igreja, e sim um club religioso.

Martins
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 84
Idade : 43
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Ter 03 Mar 2009, 11:09 am

Cloé Martins da Silva escreveu:o meu com queijo...

O Homo-sexual deve ir na igreja sim, para aprender que está na direção errada.

Mas deve ir em uma igreja que não se apóia em modernidades, pois aí não é uma igreja, e sim um club religioso.
Meu amor,
Partes do pressuposto de que a orientação sexual é uma 'escolha', fruto do 'livre-arbítrio' e aí erras feio. Assim como não tens liberdade para gostar ou não de chocolate (gostas ou não), não se escolhe gostar ou não de pessoas do mesmo sexo, ou do outro sexo. Gosta-se ou não. Absolutamente não é uma questão de escolha. Esta definição pode acontecer antes mesmo do nascimento e, na maioria das pessoas homo, acontece na infância ainda. Mesmo que seja um processo psíquico, é inteiramente inconsciente e o adulto não pode fazer nada sobre isto. Experimente deixar de gostar daquilo que mais gostas e vais entender.

Quanto à prática em si, é algo de foro íntimo, só interessa à cada um e ninguém tem direito de controlar a vida íntima dos outros. Cada um faz o que quer com seu próprio corpo. Só não tem o direito de forçar a barra com o corpo alheio.

Ao invés de nos preocuparmos com a sexualidade alheia, é melhor nos consultarmos para saber porque este alheio nos incomoda. Via de regra, nos incomoda tanto mais quanto mais mexe com nossa própria homossexualidade.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por darkshi em Ter 03 Mar 2009, 11:22 am

Luís escreveu:
Cloé Martins da Silva escreveu:o meu com queijo...

O Homo-sexual deve ir na igreja sim, para aprender que está na direção errada.

Mas deve ir em uma igreja que não se apóia em modernidades, pois aí não é uma igreja, e sim um club religioso.
Meu amor,
Partes do pressuposto de que a orientação sexual é uma 'escolha', fruto do 'livre-arbítrio' e aí erras feio. Assim como não tens liberdade para gostar ou não de chocolate (gostas ou não), não se escolhe gostar ou não de pessoas do mesmo sexo, ou do outro sexo. Gosta-se ou não. Absolutamente não é uma questão de escolha. Esta definição pode acontecer antes mesmo do nascimento e, na maioria das pessoas homo, acontece na infância ainda. Mesmo que seja um processo psíquico, é inteiramente inconsciente e o adulto não pode fazer nada sobre isto. Experimente deixar de gostar daquilo que mais gostas e vais entender.

Quanto à prática em si, é algo de foro íntimo, só interessa à cada um e ninguém tem direito de controlar a vida íntima dos outros. Cada um faz o que quer com seu próprio corpo. Só não tem o direito de forçar a barra com o corpo alheio.

Ao invés de nos preocuparmos com a sexualidade alheia, é melhor nos consultarmos para saber porque este alheio nos incomoda. Via de regra, nos incomoda tanto mais quanto mais mexe com nossa própria homossexualidade.

PROVE que orientação não é uma escolha. Que não existe influencias culturais e ambientais.
Alguma prova que vá alem de uma mera opinião repetida de alguma escola de psicologia. Porque se for assim, coloco as pesquisas de Skinner. Que acredita que é capaz de moldar qualquer característica do ser.

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Ter 03 Mar 2009, 11:43 am

Articulador escreveu: Você apenas respondeu a terceira pergunta em contrário à clareza bíblica, você disse que o doente não teria clareza de sua condição de doente, ora para que serve então a pregação do que Cristo revelou na bíblia?

Boa pergunta. A minha resposta é que deveria servir para que os homens procurassem ser melhores do que são e não melhores do que os outros, mas imagino que cada um tenha sua própria resposta. Porque se a filosofia é objetiva, as pessoas a interpretam de forma subjetiva, cada qual conforme o seu próprio entendimento - e desse forma, o que é bom para um pode não servir para outro.

Quantos as falhas, sejam voluntárias ou involuntárias - elas são fruto de nossas fraquezas, seja porque não as enxergamos, seja porque as enxergamos, mas não conseguimos ou não queremos mudar.

No primeiro caso, a pessoa não consegue enxergar as próprias falhas, pois não admite sequer que possa está errada, se acha a dona da verdade, vive constantemente prejudicando aos outros, mas comporta-se como vítima das circunstâncias. Suas falhas têm sempre uma explicação: a culpa é dos outros.

No segundo caso, a pessoa têm consciência das próprias falhas e deseja corrigir-se, mas cede ao calor do momento. Constatemente se arrepende, mas não consegue controlar os impulsos - ficando, momentaneamente, cega.

E no terceiro, a pessoa têm orgulho das próprias falhas, não quer mudar - acha que os outros têm obrigação de gostar delas como são, pois se acham muito especiais, muito inteligentes ou sábias e divertidas - essas não se enxergam.

Assim somos nós, cheios de falhas, de fraquezas. Por isso acho tão importante olharmos com mais cuidado para nós mesmos, nos conhecermos, reconhecermos nossos defeitos - falar, mas ouvir o que os outros têm a dizer - avaliar as críticas e os elogios que fazemos e que recebemos. Ninguém pode ajudar quem não quer ser ajudado - primeiro é preciso que nós queiramos melhorar, seja lá o que for, em nós mesmos. E esse é um trabalho diário, para a vida toda, pois para cada defeito superado, surgem novos defeitos. E tudo isso para benefício próprio, o que consequentemente, beneficia a todos que nos cercam.

Como pode haver diálogo, crescimento, aprendizado se teimamos em nos comportar dessas maneiras? Por outro lado, acho que ninguém é dessa ou daquela forma o tempo todo - uns são mais, outros menos, alguns apenas ocasionalmente. Mas quem de nós, não se comporta dessa ou daquela forma, às vezes?

Então, voltando ao ponto - para que serve a pregação que o Cristo revelou na Bíblia? Talvez sirva para abrir os nossos próprios olhos, em primeiro lugar, pois uma visão turva distorce a realidade - mas nem sempre temos consciência do nosso problema de visão. Muitas vezes julgamos estar no caminho certo e não poderíamos estar mais enganados. E isso se aplica, inclusive, a tudo que acabei de escrever.

Articulador, pense com sinceridade, nas inúmeras discussões travadas somente aqui no fórum, entre diferentes visões a cerca da Bíblia - entre as diferentes opiniões das diferentes congregações. O que você acha mais provável, sinceramente: que as pessoas das quais dicorda constantemente estão sendo voluntariamente desonestas, apenas para conforntá-lo ou que elas distorcem o que está escrito porque, de fato, não conseguem compreender? E seja qual for a resposta, será que elas não pensam o mesmo?

Muitos ateus acusam os crentes de desonestidade. Eu não concordo com isso. Penso que a grande maioria dos crentes, acredita com sinceridade naquilo que prega, por mais distante que possa parecer do que está escrito. Já ouvi as mais diversas interpretações dos trechos bíblicos, algumas tão distantes do que eu julgo entender, que não consigo sequer compreender, mas não deixo de notar a sinceridade com que a pessoa fala, a fé que demonstra ter no que diz. Justamente por se tratar de fé não acredito que o crente distorça intencionalmente os mandamentos, uma vez que têm consciência das possíveis consequências - só posso crêr que ele não percebe sua própria distorção, mas acredita sinceramente que aquela seja a verdade e não há outra.

O que, por outro lado, me faz questionar: será que não estou caindo no mesmo erro? Será que minha interpretação não está tão equivocada quanto a dele? Será que as pessoas se questionam como eu me questiono, mas não enxergam outra verdade, como eu também não consigo ver? Será que elas não se questionam? Tenho muito interesse de saber como funciona a fé, todo tipo de fé, desde a esperança até a fé religiosa, no íntimo das pessoas.


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Ter 03 Mar 2009, 11:54 am

darkshi escreveu:
Luís escreveu:
Cloé Martins da Silva escreveu:o meu com queijo...

O Homo-sexual deve ir na igreja sim, para aprender que está na direção errada.

Mas deve ir em uma igreja que não se apóia em modernidades, pois aí não é uma igreja, e sim um club religioso.
Meu amor,
Partes do pressuposto de que a orientação sexual é uma 'escolha', fruto do 'livre-arbítrio' e aí erras feio. Assim como não tens liberdade para gostar ou não de chocolate (gostas ou não), não se escolhe gostar ou não de pessoas do mesmo sexo, ou do outro sexo. Gosta-se ou não. Absolutamente não é uma questão de escolha. Esta definição pode acontecer antes mesmo do nascimento e, na maioria das pessoas homo, acontece na infância ainda. Mesmo que seja um processo psíquico, é inteiramente inconsciente e o adulto não pode fazer nada sobre isto. Experimente deixar de gostar daquilo que mais gostas e vais entender.

Quanto à prática em si, é algo de foro íntimo, só interessa à cada um e ninguém tem direito de controlar a vida íntima dos outros. Cada um faz o que quer com seu próprio corpo. Só não tem o direito de forçar a barra com o corpo alheio.

Ao invés de nos preocuparmos com a sexualidade alheia, é melhor nos consultarmos para saber porque este alheio nos incomoda. Via de regra, nos incomoda tanto mais quanto mais mexe com nossa própria homossexualidade.

PROVE que orientação não é uma escolha. Que não existe influencias culturais e ambientais.
Alguma prova que vá alem de uma mera opinião repetida de alguma escola de psicologia. Porque se for assim, coloco as pesquisas de Skinner. Que acredita que é capaz de moldar qualquer característica do ser.
Se te faltam "provas", vais ter de ler uma porção de livros e trabalhos científicos. Algo bem mais trabalhoso do que 'crer' por crer. Ao trabalho! :risadinha:


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Ter 03 Mar 2009, 12:24 pm

darkshi escreveu:
PROVE que orientação não é uma escolha. Que não existe influencias culturais e ambientais.
Alguma prova que vá alem de uma mera opinião repetida de alguma escola de psicologia. Porque se for assim, coloco as pesquisas de Skinner. Que acredita que é capaz de moldar qualquer característica do ser.

Eu não sei, não posso provar nada, mas acho "de achômetro" que talvez seja genético.

Primeiro porque a condição do homossexual na sociedade é muito degradante - todos temos consciência que o homossexualismo não é bem visto, mas ao contrário, causa, geralmente, repugnância nas pessoas. A discriminação é grande em todos os setores da sociedade, até mesmo entre os próprios homossexuais, muitos deles enrustidos. Não vejo porquê uma pessoa em sã consciência escolheria essa opção se não tivesse um forte impulso nesse sentido.

Segundo porque a maioria dos homossexuais, senão todos eles, inicialmente, rejeita sua própria condição - tentando combater o próprio desejo, até mesmo forçando, muitas vezes, um interesse que não possuem pelo sexo oposto. Por seus relatos, clínicos, disponíovel por estudos, podemos notar que o homossexualismo não é uma condição vista com naturalidade quando aflora, mas como uma anomalia a ser combatida - só mais tarde, com a maturidade, sendo aceito ou não, pelo indivíduo.

Terceiro porque, como heterossexual, jamais tive desejo por ter qualquer experiência com mulheres, nem curiosidade ou fantasias. E já houve mulheres que tentaram despertar o meu desejo, mas nada aconteceu. Confesso até, que senti um certo mal estar, por ter sido levada a imaginar uma intimidade qualquer, quando ocorreu o fato.

E por fim, há vários estudos - não sei se confiáveis - que fazem bastante sentido com as impressões que descrevi.


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por famado em Ter 03 Mar 2009, 3:58 pm

Luís escreveu:Famado,

Se andas em busca de unanimidade e 100% de certezas, absolutismos, então és candidato a morar noutro mundo. Isto não é próprio deste nem dos homens que o habitam.


Este assunto está longe, muito longe de ser ter pelo menos 50% de coincidência de conclusões. Já vi documentário sobre estudos biológicos que indicavam que há ação hormonal, já vi outros que indicavam que a causa acontecia durante o parto, já vi estudos de homossexualismo entre os índios e vc está dizendo um monte de outras coisas. Já vi documentários sobre homossexualismo entre animais (golfinhos e macacos, principalmente) e tb havia um monte de explicações. Nada coincide com nada.

E se refugiar em fantasias de seres 'divinos' e absolutos não resolve o problema nãozinho... só o empurra com a barriga.

O nobre colega é livre para crer ou não crer em Deus. Nós crentes temos razões suficientes para crer.

famado
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3373
Idade : 48
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Ter 03 Mar 2009, 4:31 pm

.
Pois é, aonde tem um monte de informações e estudos tu te confundes, onde depende apenas de crer por crer ai tu és cheio de certezas.
--------------------------
Claro, bajulando bem pode ser que o 'papai-do-céu' deixe cair o que precisas... razão mais do que suficiente... :risadinha:


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por darkshi em Ter 03 Mar 2009, 4:49 pm

Luís escreveu:.
Pois é, aonde tem um monte de informações e estudos tu te confundes, onde depende apenas de crer por crer ai tu és cheio de certezas.
--------------------------
Claro, bajulando bem pode ser que o 'papai-do-céu' deixe cair o que precisas... razão mais do que suficiente... :risadinha:

Bem mais eficiente do que seus atomos-deuses.

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por famado em Ter 03 Mar 2009, 4:51 pm

Luís escreveu:.
Pois é, aonde tem um monte de informações e estudo tu te confundes, onde depende apenas de crer por crer ai tu és cheio de certeza.

Quando se tratam de coisas materiais, a prova é indispensável. Se a matéria é espiritual, a fé é indispensável.


--------------------------
Claro, bajulando bem pode ser que o 'papai-do-céu' deixe cair o que precisas... razão mais do que suficiente... :risadinha:

Não é bem isso. O que quero dizer é que cada crente tem uma experiência pessoal que perfaz motivo suficiente para crer em Deus. Esta experiência é exclusiva para cada um. Serve de prova para aquele que a viveu, mas não para outra pessoa.

famado
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3373
Idade : 48
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Ter 03 Mar 2009, 5:04 pm

famado escreveu:
Quando se tratam de coisas materiais, a prova é indispensável. Se a matéria é espiritual, a fé é indispensável.
Em princípio sim, mas eu não seria tão radical. Em terrenos mais 'movediços' como as subjetividades humanas, é necessário uma boa dose de "fé" pessoal também. Não uma fé cega, mas uma fé fundamentada na razão.

O que quero dizer é que cada crente tem uma experiência pessoal que perfaz motivo suficiente para crer em Deus. Esta experiência é exclusiva para cada um. Serve de prova para aquele que a viveu, mas não para outra pessoa.
É vero! São da classe de experiências que não se pode discutir. O que chamas de "deus" outro pode chamar de outro nome. Caum-caum.

Neste caso, recomendo a pessoa perguntar-se: Puxa, que "deus" é este que não escuta pedidos de favelados nem de africanos, mas só de gente limpinha e bem alimentada?

Pessoalmente, se tal entidade existe, quero mais é que cresça e pare de brincar de se esconder. :risadinha:


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:29 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum