.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
Quem está conectado
80 usuários online :: Nenhum usuário registrado, 1 Invisível e 79 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Outro casamento gay "evangélico"

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Convidad em Sab 28 Fev 2009, 6:11 am

Ser Humano escreveu:

Em seu amor obstinado o Cristo foi único, dando o exemplo daquilo que ensinou, pondo em prática tudo aquilo que pregou - diferente dos homens, que querem se igualar ao Cristo, cobrando as dívidas uns dos outros, mas sem antes quitar as suas próprias. Por isso ele disse: atire a primeira pedra aquele que não tiver pecado.

Quem aqui não tem seus próprios pecados para sair atirando pedra nos outros, como se fosse o próprio Cristo? Quem é que tem o balde vazio? O meu, eu garanto, está cheio - não sou melhor do que ninguém.

está equivocada , e já foi demonstrado pelas palavras de Cristo , que foi obstinado e MANDOU que fossêmos obstinados na mesma direção , amando , orando e EXORTANDO as pessoas que se achegam à igreja, em relação aos pecados . E mais , Cristo não exigiu perfeição de ninguém para isto , porque até mesmo disse que aquele que pregasse , poderia no final ser o rejeitado , porque todo aquele que falar segundo o que Cristo falou , está apenas alugando as palavras Dele . Se você é portadora de um recado , você é a responsável , ou quem mandou você portar o recado ? então não ceda à crítica fácil .

E note , você está diversionando - o tema não era criticar os gays , e sim sua intenção de impingir que a igreja cristã além de fazer vista grossa à condenação dos evangelhos desta prática , ainda a aprove pelo casamento gay . É por isto que temos tantas religiões hoje em dia , porque cada um quer criar um 'cristo' personalizado que não recrimine suas ações , aí temos o 'cristo que aprova poligamia' , o 'cristo que aprova homossexualismo', o 'cristo que aprova vicitudes' , e por aí vai , mas ninguém quer aceitar o Cristo dos evangelhos , que disse que o pecado custa eternamente .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ed em Sab 28 Fev 2009, 7:42 am


Pelo banner principal vemos que se trrata de uma comunidade homosexual, escondendo-se por detrás de uma bíblia!

Isto é fruto destas bíblias fajutas e adulteradas conforme a necessidade dos pecadores que delas fazem serventia! ai, caramba!

Isto aí é uma comunidade que tem uma estratégia de arrebanhar o público homosexual, (que dizem ser os melhores gdastadores do mercado), com popularidade em alta, pois oferece salvação a todos sem exeção, fundamentalmente uma comunidade anti-cristã...

Os Apóstolos foram todos perseguidos até a morte, porque pregavam contra este tipo de desvio comportamental!

Como diz o Bóris Casoy, Isto é uma Vergonha!!!


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3162 dias de existência com 228923 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11002
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Franciscano em Sab 28 Fev 2009, 11:12 am

Evangelho para todos é uma coisa, mas igreja para todos é outra completamente diferente...

Tia 3:11 - Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?

Tia 3:12 - Meus irmãos, pode também a figueira produzir azeitonas, ou a videira figos? Assim tampouco pode uma fonte dar água salgada e doce.


::
A felicidade está nas coisas mais simples da vida!

Franciscano
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 66
Idade : 45
Localização : Osasco
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por athos em Sab 28 Fev 2009, 1:04 pm

Ser Humano escreveu:
Ed escreveu:Tipo assim... " Ei vocês dois, menininhos, não vão fazer safadezas atrás da porta que papai do céu não gosta, viu! oh my

Oras, minha cara, Jesus chamava os fariseus de hipócritas na cara!

Quem tem a fala mansa mo evangelho é conivente do pecado!

O amor ao próximo é sinalizar para que esta pessoa não vá direto ao precipício...

Quem ama esclarece positivinho

Ora, meu caro, mas o Cristo por acaso trazia o balde cheio, deixando um rastro de falhas por onde passava? O Cristo por acaso julgou a hipocrisia dos fariseus com hipocrisia ou com a propriedade de quem trazia o balde sempre vazio? Que propriedade tem o glutão para apontar o rastro do beberrão?

Lanternas, quando apontadas na direção dos olhos acabam cegando. E podem levar direto ao precipício.

Poxa isso é uma lanterna ou um farol de trem?


Cal escreveu:A ideia de Deus é irrefutável, pois nada provaria que Ele não existe.

athos
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1156
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

http://www.peniel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Sab 28 Fev 2009, 3:19 pm

Articulador escreveu:
Ser Humano escreveu:
Ed escreveu:Tipo assim... " Ei vocês dois, menininhos, não vão fazer safadezas atrás da porta que papai do céu não gosta, viu! oh my

Oras, minha cara, Jesus chamava os fariseus de hipócritas na cara!

Quem tem a fala mansa mo evangelho é conivente do pecado!

O amor ao próximo é sinalizar para que esta pessoa não vá direto ao precipício...

Quem ama esclarece positivinho

Ora, meu caro, mas o Cristo por acaso trazia o balde cheio, deixando um rastro de falhas por onde passava? O Cristo por acaso julgou a hipocrisia dos fariseus com hipocrisia ou com a propriedade de quem trazia o balde sempre vazio? Que propriedade tem o glutão para apontar o rastro do beberrão?

insistiu no espantalho : quem julga ATOS pela palavra de Cristo , não julga , é Cristo quem julga , somente declaramos o que Cristo declarou primeiro e MANDOU declararmos , isto é o cristianismo ensinado por Cristo .

Que espatalho, amigo? Baixe as armas e converse comigo simplesmente. O Cristo ensinou muitas coisas e uma delas foi que observássemos primeiro as nossas falhas para somente depois corrigir aos outros, como narrado por Mateus: não julgue para não ser julgado, porque com o juízo que julgar será julgado e com a medida que usar será medido. Tire primeiro a trave do seu olho e então cuidarás de tirar o argueiro do olho do teu irmão.

Agora , como você não deixou dúvida em suas três últimas postanges , que quando aplicarmos as PALAVRAS DE CRISTO , que mandou pregar sobre CONVERSÃO DE PECADOS , seríamos aparentados à 'glutões e fariseus' , você precisa olhar melhor seu auto-conceito , pois acaba de vestir a carapuça acusativa que intentava por sobre os outros , pois se tornou julgadora dos outros . Diferentemente de nós , que usamos o que saiu da boca do próprio Jesus para declaramos o que é ou não pecado , você julga por seus próprios conceitos .

Você fala como se o seu entendimento fosse perfeito e não pudesse conter falhas. Escute o que os outros têm a dizer. Releia, se tiver paciência, minhas palavras, mas sem desconfiança, apenas tentando entender o que escrevi. Em nenhum momento julguei qualquer um em particular, até porque não os conheço. Quando discorri sobre o glutão em relação ao beberrão, estava generalizando sobre o que é humano - sobre a miopia com que cada um de nós em maior ou menor grau enxerga os próprios defeitos em relação aos defeitos dos outros. Quando discorri sobre Cristo e os fariseus, quis dizer exatamente o que disse - não há olhos no mundo que não contenham suas próprias traves.

Então se você não aceita o que Cristo afirmou , porque se incomodar ? seu conceito de cristianismo precisa ser provado , não apenas 'empurrado' tentando calar quem os usa fielmente pelos evangelhos . Querer criar um 'Cristo' diferente , não é nada inédito no mundo .

Será que sou eu mesma que não aceito o que o Cristo afirmou? É esse o meu interesse - descobrir, através do debate, onde estou enganada. Por que vejo de forma tão diferente? Por que enxergo um Cristo tão diferente do Cristo que você enxerga? Talvez eu esteja enganada, você tem razão, mas talvez seja você. E talvez ainda nós dois estejamos enganados. Por algum motivo, Articualdor, todos acham que estão certos - não sou diferente. Mas a melhor maneira que conheço de descobrir minhas falhas é expondo-as. E se me incomodo é porque dou importância. O Critianismo não é propriedade particular, mas patrimônio universal da humanidade.

Lanternas, quando apontadas na direção dos olhos acabam cegando. E podem levar direto ao precipício

Não vai adiantar você iluminar fósforo à fósforo , se a pessoa cair no abismo e morre , antes de conseguir clarear seu caminho . De outro lado , isto é outro espantalho , se você quer que a igreja faça o casamento gay , não quer que a laterna ilumine nada , e sim que o caminho escuro seja perpetuado pela aceitação de um vínculo , e ainda chancelado pela igreja . A questão aqui é simples ; pregamos a verdade objetivamente , se alguém se ofender-se , é porque doeu , se doeu vai tormar uma posição , e é exatamente isto que Cristo quer , pregação e posição . Sim ou Não .

Se eu quisesse modificar as Igrejas, montava a minha própria, não estaria aqui debatendo idéias - estaria lá fora pregando minha própria versão de cristianismo.

Mas do remédio que me oferece, experimente você também - aceite uma dose de suas próprias palavras. Procuram hospitais aqueles que estão com os corpos doentes. E da mesma forma, procuram Igrejas aqueles que estão com as almas doentes. E assim como os corpos dos médicos adoecem e precisam do mesmo remédio que ministram aos outros, as almas dos líderes espirituais não estão imunes.

Os hospitais perderiam o sentido de existir, recebendo os que estão saudáveis, deixando os doentes do lado de fora para não contaminarem os outros. Qual é a função das Igrejas senão receber as almas que, segundo seus próprios diagnósticos, estão dontes?

Sim, eu sou favorável a união homoafetiva - nisso teremos que concordar em discordar, mas não é isso o que estamos debatendo aqui, pelo menos, não é o que eu estou. O que questiono é o papel do cristão, dos líderes, principalmente. Como devem tratar com as falhas alheias: como superioridade, como se fossem santos ou com a humildade de quem também tem falhas? Devem repelir ou conquistar os que condenam? Devem ser a luz que aponta na direção dos olhos alheios, ofuscando-os com sua pretensa altivez ou a luz que ilumina o caminho sem chamar atenção para si mesma? O que os cristãos acreditam que o Cristo espera deles: que sejam os juízes do mundo?


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Adriane Cunha em Sab 28 Fev 2009, 6:15 pm

Ser Humano escreveu:Sim, eu sou favorável a união homoafetiva - nisso teremos que concordar em discordar, mas não é isso o que estamos debatendo aqui, pelo menos, não é o que eu estou. O que questiono é o papel do cristão, dos líderes, principalmente. Como devem tratar com as falhas alheias: como superioridade, como se fossem santos ou com a humildade de quem também tem falhas? Devem repelir ou conquistar os que condenam? Devem ser a luz que aponta na direção dos olhos alheios, ofuscando-os com sua pretensa altivez ou a luz que ilumina o caminho sem chamar atenção para si mesma? O que os cristãos acreditam que o Cristo espera deles: que sejam os juízes do mundo?

Kika, minha amada! Sei que é agnóstica como postou em outra categoria do Fórum.

cafezinho Uma pergunta hipotética, amada...

Imagine que você seja uma crente em Jesus. Você concordaria ser liderada por um "pastor homossexual" que aponta um caminho ("verdade") contrário às Santas Escrituras?

Em Cristo Jesus...


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Convidad em Sab 28 Fev 2009, 9:52 pm

Ser Humano escreveu:
Articulador escreveu:
Ser Humano escreveu:
Ed escreveu:Tipo assim... " Ei vocês dois, menininhos, não vão fazer safadezas atrás da porta que papai do céu não gosta, viu! oh my

Oras, minha cara, Jesus chamava os fariseus de hipócritas na cara!
Quem tem a fala mansa mo evangelho é conivente do pecado!
O amor ao próximo é sinalizar para que esta pessoa não vá direto ao precipício...
Quem ama esclarece positivinho

Ora, meu caro, mas o Cristo por acaso trazia o balde cheio, deixando um rastro de falhas por onde passava? O Cristo por acaso julgou a hipocrisia dos fariseus com hipocrisia ou com a propriedade de quem trazia o balde sempre vazio? Que propriedade tem o glutão para apontar o rastro do beberrão?

insistiu no espantalho : quem julga ATOS pela palavra de Cristo , não julga , é Cristo quem julga , somente declaramos o que Cristo declarou primeiro e MANDOU declararmos , isto é o cristianismo ensinado por Cristo .

Que espatalho, amigo? Baixe as armas e converse comigo simplesmente. O Cristo ensinou muitas coisas e uma delas foi que observássemos primeiro as nossas falhas para somente depois corrigir aos outros, como narrado por Mateus: não julgue para não ser julgado, porque com o juízo que julgar será julgado e com a medida que usar será medido. Tire primeiro a trave do seu olho e então cuidarás de tirar o argueiro do olho do teu irmão.

todos somos adultos , sabemos discernir a crítica direta , mas também a desnominada , que não está nada escondida em seus posts anteriores . Agora , tenho o maior prazer de conversar contigo desarmado de tudo , então passa a régua nisto . Com relação à sua citação de Mateus , novamente você insiste em algo que já esclareceu-se , achurei a parte que bem esclarece : " e com a medida que usar será medido." ou seja , a medida do fariseu é DELE , não dos evangelhos e das palavras que Cristo mandou dizer .

Agora , como você não deixou dúvida em suas três últimas postanges , que quando aplicarmos as PALAVRAS DE CRISTO , que mandou pregar sobre CONVERSÃO DE PECADOS , seríamos aparentados à 'glutões e fariseus' , você precisa olhar melhor seu auto-conceito , pois acaba de vestir a carapuça acusativa que intentava por sobre os outros , pois se tornou julgadora dos outros . Diferentemente de nós , que usamos o que saiu da boca do próprio Jesus para declaramos o que é ou não pecado , você julga por seus próprios conceitos .

Você fala como se o seu entendimento fosse perfeito e não pudesse conter falhas. Escute o que os outros têm a dizer. Releia, se tiver paciência, minhas palavras, mas sem desconfiança, apenas tentando entender o que escrevi. Em nenhum momento julguei qualquer um em particular, até porque não os conheço. Quando discorri sobre o glutão em relação ao beberrão, estava generalizando sobre o que é humano - sobre a miopia com que cada um de nós em maior ou menor grau enxerga os próprios defeitos em relação aos defeitos dos outros. Quando discorri sobre Cristo e os fariseus, quis dizer exatamente o que disse - não há olhos no mundo que não contenham suas próprias traves.

bom , você também fala como se seu entendimento fosse perfeito , o que desempatará ? o que achamos , ou o conhecimento dos evangelhos ? . 'não julguei em particular' , existem duas posições claramente antagônicas aqui , se você não se refere a si , só pode estar se referindo à outra , mas novamente prefiro deixar para trás . A questão aqui é bem mais simples : o ensino de Cristo é para o que julgava pelos próprios conceitos (por isto ele disse 'com a medida que usares' , porque a medida não era a dos evangelhos , e sim a particular) , e ainda fazia pior do que aquele a quem apontava . É diferente de quando dizemos que alguém peca , e provamos nos evangelhos que o próprio Jesus se desagrada deste pecado , se você aceitar esta diferença que é FACILMENTE provada nos evangelhos , o debate avança a uma nova etapa mais profícua .

Então se você não aceita o que Cristo afirmou , porque se incomodar ? seu conceito de cristianismo precisa ser provado , não apenas 'empurrado' tentando calar quem os usa fielmente pelos evangelhos . Querer criar um 'Cristo' diferente , não é nada inédito no mundo .

Será que sou eu mesma que não aceito o que o Cristo afirmou? É esse o meu interesse - descobrir, através do debate, onde estou enganada. Por que vejo de forma tão diferente? Por que enxergo um Cristo tão diferente do Cristo que você enxerga? Talvez eu esteja enganada, você tem razão, mas talvez seja você. E talvez ainda nós dois estejamos enganados. Por algum motivo, Articualdor, todos acham que estão certos - não sou diferente. Mas a melhor maneira que conheço de descobrir minhas falhas é expondo-as. E se me incomodo é porque dou importância. O Critianismo não é propriedade particular, mas patrimônio universal da humanidade.

Amiga , cristianismo é bíblia . não existe lugar para crermos em 'cristo' que se adequam ao nosso conceito íntimo . Você diz que apoia a homoafetividade , quem te ensinou isto , Cristo ?? não ... foi o hábito secular , e tanto é assim que dificilmente se você vivesse 100 anos antes , teria a mesma posição . Já Cristo ensina o que ? eu já demonstrei - que é anti-natural ao projeto do Criador , e que ele se desagrada disto .... a humanidade quer um 'cristo' que não lhes reprima em nada , mas será que o Pai amoroso é o que não exige nada do filho ?? este é o 'pai' OMISSO .

Lanternas, quando apontadas na direção dos olhos acabam cegando. E podem levar direto ao precipício

Não vai adiantar você iluminar fósforo à fósforo , se a pessoa cair no abismo e morre , antes de conseguir clarear seu caminho . De outro lado , isto é outro espantalho , se você quer que a igreja faça o casamento gay , não quer que a laterna ilumine nada , e sim que o caminho escuro seja perpetuado pela aceitação de um vínculo , e ainda chancelado pela igreja . A questão aqui é simples ; pregamos a verdade objetivamente , se alguém se ofender-se , é porque doeu , se doeu vai tormar uma posição , e é exatamente isto que Cristo quer , pregação e posição . Sim ou Não .

Se eu quisesse modificar as Igrejas, montava a minha própria, não estaria aqui debatendo idéias - estaria lá fora pregando minha própria versão de cristianismo.

Mas do remédio que me oferece, experimente você também - aceite uma dose de suas próprias palavras. Procuram hospitais aqueles que estão com os corpos doentes. E da mesma forma, procuram Igrejas aqueles que estão com as almas doentes. E assim como os corpos dos médicos adoecem e precisam do mesmo remédio que ministram aos outros, as almas dos líderes espirituais não estão imunes.

Os hospitais perderiam o sentido de existir, recebendo os que estão saudáveis, deixando os doentes do lado de fora para não contaminarem os outros. Qual é a função das Igrejas senão receber as almas que, segundo seus próprios diagnósticos, estão dontes?

O doente precisa de REMÉDIO , não de atitudes para ficar perpetuamente doente . como a bíblia registra claramente, irrefutavelmente , que Cristo não concorda com o homossexualismo , que Deus criou o homem com ÓBVIA E OBSERVÁVEL função complementar genital entre homem e mulher , e para estabelecer um núcleo familiar entre homem e mulher , o remédio é pregar isto , não obrigar as igrejas a aceitarem a opção homossexual e ainda daremARSENICO , ao aprovarem o casamento deles . Evitando apontar uma nova falácia : Nunca falamos de não aceitar os homossexuais na igreja , ao contrário , os ACEITAMOS , mas para pregar a verdade bíblica para eles , que remete à condenação da prática homossexual .

Sim, eu sou favorável a união homoafetiva - nisso teremos que concordar em discordar, mas não é isso o que estamos debatendo aqui, pelo menos, não é o que eu estou. O que questiono é o papel do cristão, dos líderes, principalmente. Como devem tratar com as falhas alheias: como superioridade, como se fossem santos ou com a humildade de quem também tem falhas? Devem repelir ou conquistar os que condenam? Devem ser a luz que aponta na direção dos olhos alheios, ofuscando-os com sua pretensa altivez ou a luz que ilumina o caminho sem chamar atenção para si mesma? O que os cristãos acreditam que o Cristo espera deles: que sejam os juízes do mundo?

então sou eu que me armei ?? estou vendo acima uma reedição de sua implicitudes anteriores , antes eram 'baldes cheios , fariseus , iniquos' , agora temos 'complexo de superioridade e altivez' ... , desculpe , você não está sendo sincera em sua crítica , nomeada ou não . Ninguém precisa se sentir superior para pregar que determinado pecado leva ao inferno , não precisa-se de orgulho para atender ao que CRITO MANDOU fazer (terceira vez que digo isto , vai comentar , ou fingir que não está lendo ??) .

Até agora eu lhe apresentei um Cristo bíblico , você tem duas opções : perguntar mais sobre o Cristo para tentar entender o ponto de vista dele , ou insistir criando o seu , sem se importar com o ponto de vista de seu Criador . O meu quer corrigir para salvar , o meu aceita todos os pecadores , mas quer confissão e arrependimento , o seu aceita todos , mas não aceita que se diga que estão em pecado .... Então para que serviu Cristo ? você precisa ser aceita por Ele para que , se não se reconhece doente ? como você mesmo disse : Ele veio SOMENTE para os doentes , mas os que acham que não estão doentes , não precisam dele .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Jan Mozol em Dom 01 Mar 2009, 10:52 am

Mas é por aí mesmo.
Nós percebemos que aqueles que se encontram nesta situação tem uma necessidade grande de APROVAÇÃO.
uai...se estão seguros e contentes com sua escolha para que tanta mecessidade de sacramentarem(irghh!) a sua união??
é sempre assim quando lá no fundo sabemos que estamos errados.
necessitamos 'compartilhar' o que fazemos,buscamos compreensão e cumplicidade.
Infelizmente não dá para compactuar.
podemos até tolerar,mas fora do nosso contexto de vida e para não polemizar.
afinal,neste país,a minoria vale mais que a maioria.
deveria ser por plebiscito.

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Dom 01 Mar 2009, 2:15 pm

Adriane Cunha escreveu:
Ser Humano escreveu:Sim, eu sou favorável a união homoafetiva - nisso teremos que concordar em discordar, mas não é isso o que estamos debatendo aqui, pelo menos, não é o que eu estou. O que questiono é o papel do cristão, dos líderes, principalmente. Como devem tratar com as falhas alheias: como superioridade, como se fossem santos ou com a humildade de quem também tem falhas? Devem repelir ou conquistar os que condenam? Devem ser a luz que aponta na direção dos olhos alheios, ofuscando-os com sua pretensa altivez ou a luz que ilumina o caminho sem chamar atenção para si mesma? O que os cristãos acreditam que o Cristo espera deles: que sejam os juízes do mundo?

Kika, minha amada! Sei que é agnóstica como postou em outra categoria do Fórum.

cafezinho Uma pergunta hipotética, amada...

Imagine que você seja uma crente em Jesus. Você concordaria ser liderada por um "pastor homossexual" que aponta um caminho ("verdade") contrário às Santas Escrituras?

Em Cristo Jesus...

Adriane, vou tentar responder. Essa questão de crer em Jesus é um tanto complicada, na minha opinião, porque eu, por exemplo, considero sua filosofia elevada, digna de ser avaliada, não superficialmente, mas com profundidade. Ocorre que não interpreto as escrituras literalmente, como crentes interpretam, normalmente. Considero as religiões como um meio de auto-apredizado, auto-domínio. E se há tantas é porque os indivíduos não são iguais e talvez precisem de caminhos diferentes.

Tenho afinidades com o cristianismo, não por influência cultural - ou, não apenas por essa influência, pois já me aprofundei na filosofia de outras religiões como budismo, espiritismo e islamismo, por exemplo. E também em filosofias que não são religiosas.

Acho que dificilmente teria um líder espiritual, pois não considero os homens capazes de governar uns aos outros, sobretudo, em questão de espiritualidade. Na minha opinião essa é uma condição pessoal. Penso no mundo como uma grande escola, onde todos são alunos e mestres de si mesmos e dos outros - ou seja, cnsidero todos líderes, pois as pessoas não nos ensinam somente através de virtudes, mas principalmente, nas falhas - dando o exemplo do que não convém.

Mas, caso eu elegesse um líder, sinceramente, não me importaria sua condição sexual - o que ele faz na sua intimidade - me importaria como pessoa, sua atitude em relação aos outros. O que uma pessoa faz da própria vida, se não prejudica aos outros, na minha opinião, não devia ser do interesse de mais ninguém - mas essa é apenas a minha opinião.

Algo que me intriga, com relação a cristãos, de uma forma geral - não falo do fórum e de qualquer um em particular - é que interpreto claramente nas escrituras a condenação ao julgamento como uma falta das mais graves. E justamente porque ser humano nenhum é perfeito, mas todos têm suas próprias falhas.

O que quero dizer é o seguinte: todos os cristãos procuram seguir, da melhor maneira que podem, o que ensina o Cristo, mas acabam falhando, cedendo às próprias fraquezas, pois não têm o completo domínio de si mesmos. E tenho visto muitos cristãos, no meu círculo pessoal de convívio, vangloriam-se no que obedecem às escrituras, quando penso que deveriam concentrar sua atenção no que não conseguem obedecer. Afinal, penso assim, do que me adianta me gabar daquilo que para mim não é nenhum sacrifício?

Por exemplo, apenas para ilustrar, há pessoas que instalam um programa pirata em suas máquinas e sabem que estão erradas, mas não se condenam devidamente, pois consideram o seu erro menos grave e ainda compram a própria consciência dizendo para si mesmos "não estou prejudicando a ninguém" ou algo assim. No entanto, se o vizinho tem uma extensão pirata de TV a cabo, o condenam severamente. E assim como nesse exemplo, tenho observado muitas pessoas ao meu redor agir de forma semelhante - errando aqui e condenando ali.

Nós podemos até não cometer os mesmos erros que condenamos nos outros, mas nós cometemos outros, tão ou mais graves que aqueles que condenamos, muitas vezes sem nos darmos conta disso - ninguém, ou pelo menos, ninguém que eu tenha conhecido na vida, está imune aos erros, mas me parece que a grande maioria das pessoas considera os erros dos outros sempre mais graves.

É onde entendo que cabe o "não julgue para não ser julgado, porque com o juízo que julgar será julgado e com a medida que usar será medido. Tire primeiro a trave do
seu olho e então cuidarás de tirar o argueiro do olho do teu irmão."

Outra coisa que noto é que as pessoas erram em particular, longe das vistas dos outros, mas condenam em público. Como se errando as escondidas fosse como se não errassem. Nós temos uma grande capacidade de nos enganarmos quanto aos nossos próprios erros, diminuindo-os, e quanto aos erros dos outros, aumentando-os. E a filosofia cristã, na minha opinião, é uma excelente ferramenta para corrigir essa miopia, quando convida o homem a olhar para si mesmo, para suas próprias falhas. Quando nos esfrega na face nossos defeitos, dizendo: atire a primeira pedra aquele que não tiver pecados.

E, por outro lado, do mesmo modo que a filosofia cristã nos mostra o quanto somos pequenos, nos convida a sermos grandes - amando ao próximo como a nós mesmos, perdoando suas falhas com a mesma facilidade que perdoamos as nossas próprias, porque os homens falham por fraqueza, pela mesma fraqueza da qual sofremos.

Pergunto, a todos, não para responderem, mas apenas para pensarem - quem aqui nesse fórum não tem uma fraqueza que precisa superar? Um defeito que precisa controlar? Um sentimento que precisa combater? Uma falha que precisa corrigir? E quem não os acumula, diariamente, umas vezes sem querer, sem se dar conta, outras vezes no impulso ou até mesmo consciente de estar agindo errado? Seja respondendo com rispidez ao colega de trabalho porque teve uma noite ruim, seja exaltando-se em uma discussão no fórum. Nas pequenas coisas entre o nascer e o pôr do Sol.

Eu não me preocupo com aqueles que vasculham de dentro de si mesmos, procurando pelas próprias falhas, porque mesmo não conseguindo resistir as fraquezas o tempo todo, eles têm consciência - me preocupa aqueles que procuram esconder de si mesmos as próprias falhas, concentrando-se nas próprias virtudes ao observar as falhas alheias - aqueles que em vez de tentar ser melhor do que si mesmos, se preocupam antes em ser melhor do que os outros. Porque esses não compreendem a dádiva que é ter consciência da necessidade de auto-superação.

E se me preocupo é porque sou grata, porque sempre que me perco, encontro alguém maior do que eu para me indicar o caminho e tenho a necessidade de retribuir. E é assim que interpreto o cristianismo - sei que minha interpretação não é a única nem a melhor, mas é a melhor para mim mesma, pois é no que acredito.


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Jan Mozol em Dom 01 Mar 2009, 2:59 pm

Legal sua colocação.
Saiba que todos erramos e muitos tem consciencia disto.
porem são alguns parametros que nos permitem manter uma certa disciplina em sociedade.
Esta disciplina permite que a coisa não seja levada para um patamar que seria mais ou menos assim:
vou piratear tv a cabo porque outros pirateiam software...daqui a pouco:
vou fazer um gato,já que a companhia de luz ganha muito e é subsidiada.
ah..tambem vou seduzir uma criança porque na internet tem muita gente que o faz e posta os videos.
tambem vou transar com meu namorado homosexual porque já ví o cantor george michael fazer num banheiro de londres...
Ser Humano.
as leis e os parametros de conduta moral e etica são justamente para evitar o 'abrir um buraco na porteira'.
muita gente tem consciencia e segue sua vida com certo controle.
o controle absoluto é uma falacia,algo que nõ existe.
por isso alguns de nós nos tornamos até chatos,patrulhadores,porque do jeito que está,patrulhando já está desta forma,imagine liberando geral??
por alguns que não sabem os limites,seja psicologicamente ou por sacanagem mesmo é que existe o patrulhamento,mais ou menos dentro de certas regras.
Comparar usar software pirata com uma conduta que pode influenciar negativamente uma criança é forçar demais.
amanhã a criança pode comprar um software original...mas os atos que pode ter cometido sexualmente vão marcar para sempre..trazendo(como a gente vê direto) problemas psicologicos,suicidio,exclusão da sociedade,etc.
E mesmo que não fosse assim,somos humanos e tambem temos direito de rejeitar o que não nos agrda,como vc está fazendo,como eu estou fazendo,


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Convidad em Dom 01 Mar 2009, 5:33 pm

Ser Humano escreveu:
Adriane, vou tentar responder. Essa questão de crer em Jesus é um tanto complicada, na minha opinião, porque eu, por exemplo, considero sua filosofia elevada, digna de ser avaliada, não superficialmente, mas com profundidade. Ocorre que não interpreto as escrituras literalmente, como crentes interpretam, normalmente. Considero as religiões como um meio de auto-apredizado, auto-domínio. E se há tantas é porque os indivíduos não são iguais e talvez precisem de caminhos diferentes.

Tenho afinidades com o cristianismo, não por influência cultural - ou, não apenas por essa influência, pois já me aprofundei na filosofia de outras religiões como budismo, espiritismo e islamismo, por exemplo. E também em filosofias que não são religiosas.

Acho que dificilmente teria um líder espiritual, pois não considero os homens capazes de governar uns aos outros, sobretudo, em questão de espiritualidade. Na minha opinião essa é uma condição pessoal. Penso no mundo como uma grande escola, onde todos são alunos e mestres de si mesmos e dos outros - ou seja, cnsidero todos líderes, pois as pessoas não nos ensinam somente através de virtudes, mas principalmente, nas falhas - dando o exemplo do que não convém.

Mas, caso eu elegesse um líder, sinceramente, não me importaria sua condição sexual - o que ele faz na sua intimidade - me importaria como pessoa, sua atitude em relação aos outros. O que uma pessoa faz da própria vida, se não prejudica aos outros, na minha opinião, não devia ser do interesse de mais ninguém - mas essa é apenas a minha opinião.

Algo que me intriga, com relação a cristãos, de uma forma geral - não falo do fórum e de qualquer um em particular - é que interpreto claramente nas escrituras a condenação ao julgamento como uma falta das mais graves. E justamente porque ser humano nenhum é perfeito, mas todos têm suas próprias falhas.

O que quero dizer é o seguinte: todos os cristãos procuram seguir, da melhor maneira que podem, o que ensina o Cristo, mas acabam falhando, cedendo às próprias fraquezas, pois não têm o completo domínio de si mesmos. E tenho visto muitos cristãos, no meu círculo pessoal de convívio, vangloriam-se no que obedecem às escrituras, quando penso que deveriam concentrar sua atenção no que não conseguem obedecer. Afinal, penso assim, do que me adianta me gabar daquilo que para mim não é nenhum sacrifício?

Por exemplo, apenas para ilustrar, há pessoas que instalam um programa pirata em suas máquinas e sabem que estão erradas, mas não se condenam devidamente, pois consideram o seu erro menos grave e ainda compram a própria consciência dizendo para si mesmos "não estou prejudicando a ninguém" ou algo assim. No entanto, se o vizinho tem uma extensão pirata de TV a cabo, o condenam severamente. E assim como nesse exemplo, tenho observado muitas pessoas ao meu redor agir de forma semelhante - errando aqui e condenando ali.

Nós podemos até não cometer os mesmos erros que condenamos nos outros, mas nós cometemos outros, tão ou mais graves que aqueles que condenamos, muitas vezes sem nos darmos conta disso - ninguém, ou pelo menos, ninguém que eu tenha conhecido na vida, está imune aos erros, mas me parece que a grande maioria das pessoas considera os erros dos outros sempre mais graves.

É onde entendo que cabe o "não julgue para não ser julgado, porque com o juízo que julgar será julgado e com a medida que usar será medido. Tire primeiro a trave do
seu olho e então cuidarás de tirar o argueiro do olho do teu irmão."

Outra coisa que noto é que as pessoas erram em particular, longe das vistas dos outros, mas condenam em público. Como se errando as escondidas fosse como se não errassem. Nós temos uma grande capacidade de nos enganarmos quanto aos nossos próprios erros, diminuindo-os, e quanto aos erros dos outros, aumentando-os. E a filosofia cristã, na minha opinião, é uma excelente ferramenta para corrigir essa miopia, quando convida o homem a olhar para si mesmo, para suas próprias falhas. Quando nos esfrega na face nossos defeitos, dizendo: atire a primeira pedra aquele que não tiver pecados.

E, por outro lado, do mesmo modo que a filosofia cristã nos mostra o quanto somos pequenos, nos convida a sermos grandes - amando ao próximo como a nós mesmos, perdoando suas falhas com a mesma facilidade que perdoamos as nossas próprias, porque os homens falham por fraqueza, pela mesma fraqueza da qual sofremos.

Pergunto, a todos, não para responderem, mas apenas para pensarem - quem aqui nesse fórum não tem uma fraqueza que precisa superar? Um defeito que precisa controlar? Um sentimento que precisa combater? Uma falha que precisa corrigir? E quem não os acumula, diariamente, umas vezes sem querer, sem se dar conta, outras vezes no impulso ou até mesmo consciente de estar agindo errado? Seja respondendo com rispidez ao colega de trabalho porque teve uma noite ruim, seja exaltando-se em uma discussão no fórum. Nas pequenas coisas entre o nascer e o pôr do Sol.

Eu não me preocupo com aqueles que vasculham de dentro de si mesmos, procurando pelas próprias falhas, porque mesmo não conseguindo resistir as fraquezas o tempo todo, eles têm consciência - me preocupa aqueles que procuram esconder de si mesmos as próprias falhas, concentrando-se nas próprias virtudes ao observar as falhas alheias - aqueles que em vez de tentar ser melhor do que si mesmos, se preocupam antes em ser melhor do que os outros. Porque esses não compreendem a dádiva que é ter consciência da necessidade de auto-superação.

E se me preocupo é porque sou grata, porque sempre que me perco, encontro alguém maior do que eu para me indicar o caminho e tenho a necessidade de retribuir. E é assim que interpreto o cristianismo - sei que minha interpretação não é a única nem a melhor, mas é a melhor para mim mesma, pois é no que acredito.


ou seja, falou extensivamente , continuou dando alfinetadas , estranhamento cobrando uma coisa e fazendo a mesma que imputa , mas não esclareceu se um eventual lider espiritual seu poderia ser hipócrita com o que deveria pregar , lendo um coisa e praticando outra . O homem também tem outra facilidade de auto-engano , no multiplicar das palavras para não admitir o ponto central que lhe incomoda . Vamos fazer o seguinte , você quer nos ensinar um cristo , nós temos outro para lhe ensinar , faça-nos um favor , diga ONDE encaixa-se sua teoria de 'não recriminar pecados' , nas palavras de Cristo abaixo:


Cristo nos mandou pregar arrependimento :
(Marcos 2:17) - E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento.
(Lucas 3:3) - E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados;
(Lucas 3:8) - Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.
(Tiago 5:20) - Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu
caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão
de pecados.

Cristo disse seriam adulteros quem se envergonhasse das palavras dele :
(Marcos 8:38) - Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.

Cristo não tem parte com o pecado :
(Gálatas 2:17) - Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma.
(Hebreus 7:26) - Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;

Cristo diz que para se achegar a Deus é necessário limpeza dos pecados passados :
(Tiago 4:8) - Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.


Então gostaria que você me desse quatro respostas singelas e objetivas , um sim ou não basta , para vermos qual o cristianismo que é real :
a) Está ou não claro , que Cristo pregava a necessidade de arrependimento ?
b) Está ou não claro , que ordenou que pregassemos arrependimento ?
c) Está ou não claro , que Cristo não aceita o doente que não quer se arrepender ?


se abandonar um pouco o prolixo , e nos responder estes três perguntas , estaremos chegando a um ponto mais comum . Caso não responda , a clareza das palavras , e sua omissão , falarão por você .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Convidad em Dom 01 Mar 2009, 5:44 pm

Eu não me preocupo com aqueles que vasculham de dentro de si mesmos,
procurando pelas próprias falhas, porque mesmo não conseguindo resistir
as fraquezas o tempo todo, eles têm consciência

lógico , só que uma coisa não limita a outra .
Cristo mandou os pecadores se arrepender , e disse que o próprio pregador de arrependimento , se fosse hipócrita , poderia pagar maior custo , em vista de seu maior conhecimento .

Imagine que interessante : Um cristão (usando teu exemplo) rouba TV a cabo por não ter como pagar , Cristo lhe cobrará uma medida de erro .... mas ele vê um assassino , torturador e traficante , e pensa 'não posso pregar para ele o arrependimento , e que estes pecados levam ao inferno , porque eu puxo um fio do vizinho' ... vc acha mesmo , sinceramente , que é assim ??

(Tiago 5:20) - Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu
caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão
de pecados.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Seg 02 Mar 2009, 9:58 am

Jan Mozol escreveu:Legal sua colocação.
Saiba que todos erramos e muitos tem consciencia disto.
porem são alguns parametros que nos permitem manter uma certa disciplina em sociedade.
Esta disciplina permite que a coisa não seja levada para um patamar que seria mais ou menos assim:
vou piratear tv a cabo porque outros pirateiam software...daqui a pouco:
vou fazer um gato,já que a companhia de luz ganha muito e é subsidiada.
ah..tambem vou seduzir uma criança porque na internet tem muita gente que o faz e posta os videos.
tambem vou transar com meu namorado homosexual porque já ví o cantor george michael fazer num banheiro de londres...
Ser Humano.
as leis e os parametros de conduta moral e etica são justamente para evitar o 'abrir um buraco na porteira'.
muita gente tem consciencia e segue sua vida com certo controle.
o controle absoluto é uma falacia,algo que nõ existe.
por isso alguns de nós nos tornamos até chatos,patrulhadores,porque do jeito que está,patrulhando já está desta forma,imagine liberando geral??
por alguns que não sabem os limites,seja psicologicamente ou por sacanagem mesmo é que existe o patrulhamento,mais ou menos dentro de certas regras.
Comparar usar software pirata com uma conduta que pode influenciar negativamente uma criança é forçar demais.
amanhã a criança pode comprar um software original...mas os atos que pode ter cometido sexualmente vão marcar para sempre..trazendo(como a gente vê direto) problemas psicologicos,suicidio,exclusão da sociedade,etc.
E mesmo que não fosse assim,somos humanos e tambem temos direito de rejeitar o que não nos agrda,como vc está fazendo,como eu estou fazendo,

Mas então, Jan, podemos dizer que o Articulador está certo - cada um tem sua própria versão de cristianismo - normalmente, aquela que convém.

Patrulhar, concordo com você, é uma tarefa que todos nós, cristãos ou não, deveríamos assumir. Não é, de certa forma, o que estou fazendo nesse tópico? Mas acredito que devemos, sobretudo, patrulhar a nós mesmos. Note que, embora eu seja favorável a união homoafetiva, não defendo a homossexualidade, mas me limito a questionar o papel do cristão, justamente porque tenho uma interpretação diferente.

Agora, penso que comparar uma conduta que, quando muito, faz mal apenas a própria pessoa com o abuso de sexual ou a pedofilia é um tremendo de um exagero. Afinal, é justamente por isso que sou favorável a união homoafetiva - por ser algo que diz respeito ao indivíduo, com o mútuo consentimento, entre dois adultos, conscientes de suas escolhas, sem prejudicar a terceiros.


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por darkshi em Seg 02 Mar 2009, 10:27 am

Ser Humano escreveu:
Mas então, Jan, podemos dizer que o Articulador está certo - cada um tem sua própria versão de cristianismo - normalmente, aquela que convém.

Patrulhar, concordo com você, é uma tarefa que todos nós, cristãos ou não, deveríamos assumir. Não é, de certa forma, o que estou fazendo nesse tópico? Mas acredito que devemos, sobretudo, patrulhar a nós mesmos. Note que, embora eu seja favorável a união homoafetiva, não defendo a homossexualidade, mas me limito a questionar o papel do cristão, justamente porque tenho uma interpretação diferente.

Agora, penso que comparar uma conduta que, quando muito, faz mal apenas a própria pessoa com o abuso de sexual ou a pedofilia é um tremendo de um exagero. Afinal, é justamente por isso que sou favorável a união homoafetiva - por ser algo que diz respeito ao indivíduo, com o mútuo consentimento, entre dois adultos, conscientes de suas escolhas, sem prejudicar a terceiros.


O problema é que no cristianismo temos a visão de um Deus absoluto, que serve de base para o que deve ser considerado certo e errado. Então, para Cristo, o que existe é o correto que é Ele e o resto é errado. E nossas opiniões de certo e errado não alteram as de Deus.
Concordo com vc sobre como devemos tratar a questão. Mas não concordo que sob a desculpa de "amar o próximo" ou "jogue a primeira pedra quem nunca pecou" devemos aceitar ou no minimo fazer vista grossa a um erro grave como a união homosexual.

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ed em Seg 02 Mar 2009, 10:38 am

Ser Humano escreveu:Penso no mundo como uma grande escola, onde todos são alunos e mestres de si mesmos e dos outros - ou seja, cnsidero todos líderes, pois as pessoas não nos ensinam somente através de virtudes, mas principalmente, nas falhas - dando o exemplo do que não convém
Ter o mundo como uma escola é bom pelo fato de aprendermos com os erros dos outros. Ter o mundo como uma escola de vida evolutiva pode ser um entendimento espírita.

O mundo não é uma escola, o mundo é um lugar que foi amaldiçoado por Deus.

Gen 3:17 - E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida.

O único aprendizado que necessitamos é que Jesus pode restaurar sua vida para com Ele ter a vida que perdemos para satanás...

O restante do que aprendemos neste mundo são coias terrena, que passam e se diluem no vácuo...

Pro 9:10 - O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência.

Se lermos a Bíblia conforme imaginamos ser o certo, dizendo "os cristãos não sabem interpretar", correrás o sério risco de ser fundadora de mais uma nova heresia...

A Bíblia não tem segredo, é simples: O homem pecou e carece de salvação.

O caminho está na Bíblia. A forma de alcançar a salvação também! Não temos que inventar possibilidades de escape para ecumenizar homosexuais com cristãos. Temos que evangelizar os Homo e alertá-los para largar deste caminho errado que não o levarão a salvação.


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3162 dias de existência com 228923 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11002
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Jan Mozol em Seg 02 Mar 2009, 10:47 am

Agora, penso que comparar uma conduta que, quando muito, faz mal apenas a própria pessoa com o abuso de sexual ou a pedofilia é um tremendo de um exagero. Afinal, é justamente por isso que sou favorável a união homoafetiva - por ser algo que diz respeito ao indivíduo, com o mútuo consentimento, entre dois adultos, conscientes de suas escolhas, sem prejudicar a terceiros.
Normamlmente,talvez fosse assim,mas neste mundo moderno as coisas tomam rumos inesperados.
o problema é o exemplo...
sabemos que o ser humano(homo sapiens,não vc,rsrsr) passa por varias fases,oral,anal,libido,id,etc.
Uma criança,mesmo inconscientemente registra e grava o que ela vê.
O exemplo destes adultos é que me preocupa...num adulto tambem,talvez não faça diferença,mas numa criança,na fase errada,pode fazer eco...
principalmente que nos meios de comunicação temos uma vasta maioria de gays e simpatizantes....
com a escusa de mostrar a diversidade,na verdade mostra geralmente o homosexual como heroi da resistencia,a lesbica como rompedora de tabus...
podem até ser,mas na realidade pessoal de cada um deles.
com o exemplo errado(para mim) e com a facilidade de experimentação o mal está feito.
não defendo nenhuma pena de morte,mas a discrição,e o direito de reponder a altura.um direito constitucional, que está sendo suprimido pela minoria,contra a maioria.
Veja que um pastor que pediu que um casal de gays 'namorasse' um pouco mais afastado da igreja,foi mandado para aquele lugar pelos gays,com xingamentos e palavrões.obviamente as pessoas que estavam lá,expulsaram os gays (somente com palavras).
no outro culto,mais de 100 gays apareceram,travestis com seios de fora,calcinhas,rapazes musculosos,lesbicas,emos,uma veraddeira fauna,e começaram a se beijar escandalosamente na porta da igreja..
entendeu??
o que manda é o poder.
Gls são centrados em grupelhose fazem as coisas de uma forma dmiravelmente organizada,votam,protestamem unissono.
quando se organizam são exaltados...quando os heteros se organizam...são taxados de nazistas,fascistas,repressores,preconceituosos...
não é isso que queremos não.
Queremos o mesmo direito, a mesma cota de parcialidade.
se este direito não éobservado,tal qual os que ultrapassam a barreira do normal do lado dos gays,tambem existem os 'cabecinhas' do noso lado que partem para coisas ridiculas.
fora os que realmente são radicais,que batem,matam..estes são o lixo da sociedade.


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Jan Mozol em Seg 02 Mar 2009, 10:49 am

Gen 3:17 - E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida.
Opa.. a terra é maldita por causa dos malditos(humanos).
se tirarem os humanos a terra é bendita.
(parece o filme do dia em que a terra parou0


"Pois eu digo: Jesus Cristo virá nos arrebatar em 2010...
Maranata.
"Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa." (Apocalipse 3 : 11)"

Néééé!
O certo é isso:
“Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (2Ts 2.2-4)ACF

Jan Mozol
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3574
Idade : 54
flag : Argentina
Data de inscrição : 27/04/2008

http://www.thundercnc.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ed em Seg 02 Mar 2009, 10:58 am

Pois é Jan, a maioria pensa que este mundo é o lugar de nossas vidas em definitivo por não entenderem este verso.

1Jo 2:15 - Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
Penso que este verso está contido na Palavra de Deus, não? Será necessário uma boa exegese sobre ele? Certamente que não.

Tudo nesta vida é efêmero. Quem entender que este mundo aqui está corrompido, e crer em Jesus, estará seguro pela eternidade...


Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus 2Co 2:17

O Forum Gospel Brasil completa hoje 3162 dias de existência com 228923 mensagens

Ed
Mateus 18:20
Mateus 18:20

Número de Mensagens : 11002
Idade : 64
Localização : BRUSA
flag : BrUSA
Data de inscrição : 13/04/2008

http://gospelbrasil.topicboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por famado em Seg 02 Mar 2009, 11:38 am

Eita assunto polêmico.
Vamos a uma análise racional:
A bíblia condena o homossexualismo.
O homossexualismo não tem explicação científica.
O homossexualismo não tem origem espiritual (há muitos homossexuais endemoninhados porque eles se envolvem como os diversos tipos de espiritismo).
Entendo que nossas igrejas devem aceitar os homossexuais, mas não a prática homossexual.
Devemos entender que eles nunca deixarão de ser homossexuais. Eu desafio alguém me mostrar um afeminado que tenha perdido os trejeitos.
A igreja católica tem a nos ensinar nesta ramo. Eles hoje aceitam os homossexuais, mas não aceitam a pratica homossexual.
Não podemos impor um casamento heterossexual a um homem que não gosta de mulher. Ele e ela serão infelizes. Deixemos o cara em paz, e recomendemos que ele não pratique o homossexualismo. Será uma espécie de eunuco.

famado
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3373
Idade : 48
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por athos em Seg 02 Mar 2009, 11:44 am

famado escreveu:Eita assunto polêmico.
Vamos a uma análise racional:
A bíblia condena o homossexualismo.
O homossexualismo não tem explicação científica.
O homossexualismo não tem origem espiritual (há muitos homossexuais endemoninhados porque eles se envolvem como os diversos tipos de espiritismo).
Entendo que nossas igrejas devem aceitar os homossexuais, mas não a prática homossexual.
Devemos entender que eles nunca deixarão de ser homossexuais. Eu desafio alguém me mostrar um afeminado que tenha perdido os trejeitos.
A igreja católica tem a nos ensinar nesta ramo. Eles hoje aceitam os homossexuais, mas não aceitam a pratica homossexual.
Não podemos impor um casamento heterossexual a um homem que não gosta de mulher. Ele e ela serão infelizes. Deixemos o cara em paz, e recomendemos que ele não pratique o homossexualismo. Será uma espécie de eunuco.
nesse caso ele pode virar celibato

e no caso de um bissexual? ele pode se casar com uma mulher né?


Cal escreveu:A ideia de Deus é irrefutável, pois nada provaria que Ele não existe.

athos
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1156
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

http://www.peniel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por famado em Seg 02 Mar 2009, 12:04 pm

Sei lá. Fica a gosto do cara. Ou celibato ou casamento heterossexual.

famado
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3373
Idade : 48
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por darkshi em Seg 02 Mar 2009, 12:08 pm

Duvidam do poder de cura de Deus?


"Teleology is like a mistress to a biologist: he cannot live without her but he's unwilling to be seen with her in public." J. B. S. Haldane

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Luís em Seg 02 Mar 2009, 12:24 pm

Ser Humano escreveu:
Adriane Cunha escreveu:
Ser Humano escreveu:Sim, eu sou favorável a união homoafetiva - nisso teremos que concordar em discordar, mas não é isso o que estamos debatendo aqui, pelo menos, não é o que eu estou. O que questiono é o papel do cristão, dos líderes, principalmente. Como devem tratar com as falhas alheias: como superioridade, como se fossem santos ou com a humildade de quem também tem falhas? Devem repelir ou conquistar os que condenam? Devem ser a luz que aponta na direção dos olhos alheios, ofuscando-os com sua pretensa altivez ou a luz que ilumina o caminho sem chamar atenção para si mesma? O que os cristãos acreditam que o Cristo espera deles: que sejam os juízes do mundo?

Kika, minha amada! Sei que é agnóstica como postou em outra categoria do Fórum.

cafezinho Uma pergunta hipotética, amada...

Imagine que você seja uma crente em Jesus. Você concordaria ser liderada por um "pastor homossexual" que aponta um caminho ("verdade") contrário às Santas Escrituras?

Em Cristo Jesus...

Adriane, vou tentar responder. Essa questão de crer em Jesus é um tanto complicada, na minha opinião, porque eu, por exemplo, considero sua filosofia elevada, digna de ser avaliada, não superficialmente, mas com profundidade. Ocorre que não interpreto as escrituras literalmente, como crentes interpretam, normalmente. Considero as religiões como um meio de auto-apredizado, auto-domínio. E se há tantas é porque os indivíduos não são iguais e talvez precisem de caminhos diferentes.

Tenho afinidades com o cristianismo, não por influência cultural - ou, não apenas por essa influência, pois já me aprofundei na filosofia de outras religiões como budismo, espiritismo e islamismo, por exemplo. E também em filosofias que não são religiosas.

Acho que dificilmente teria um líder espiritual, pois não considero os homens capazes de governar uns aos outros, sobretudo, em questão de espiritualidade. Na minha opinião essa é uma condição pessoal. Penso no mundo como uma grande escola, onde todos são alunos e mestres de si mesmos e dos outros - ou seja, cnsidero todos líderes, pois as pessoas não nos ensinam somente através de virtudes, mas principalmente, nas falhas - dando o exemplo do que não convém.

Mas, caso eu elegesse um líder, sinceramente, não me importaria sua condição sexual - o que ele faz na sua intimidade - me importaria como pessoa, sua atitude em relação aos outros. O que uma pessoa faz da própria vida, se não prejudica aos outros, na minha opinião, não devia ser do interesse de mais ninguém - mas essa é apenas a minha opinião.

Algo que me intriga, com relação a cristãos, de uma forma geral - não falo do fórum e de qualquer um em particular - é que interpreto claramente nas escrituras a condenação ao julgamento como uma falta das mais graves. E justamente porque ser humano nenhum é perfeito, mas todos têm suas próprias falhas.

O que quero dizer é o seguinte: todos os cristãos procuram seguir, da melhor maneira que podem, o que ensina o Cristo, mas acabam falhando, cedendo às próprias fraquezas, pois não têm o completo domínio de si mesmos. E tenho visto muitos cristãos, no meu círculo pessoal de convívio, vangloriam-se no que obedecem às escrituras, quando penso que deveriam concentrar sua atenção no que não conseguem obedecer. Afinal, penso assim, do que me adianta me gabar daquilo que para mim não é nenhum sacrifício?

Por exemplo, apenas para ilustrar, há pessoas que instalam um programa pirata em suas máquinas e sabem que estão erradas, mas não se condenam devidamente, pois consideram o seu erro menos grave e ainda compram a própria consciência dizendo para si mesmos "não estou prejudicando a ninguém" ou algo assim. No entanto, se o vizinho tem uma extensão pirata de TV a cabo, o condenam severamente. E assim como nesse exemplo, tenho observado muitas pessoas ao meu redor agir de forma semelhante - errando aqui e condenando ali.

Nós podemos até não cometer os mesmos erros que condenamos nos outros, mas nós cometemos outros, tão ou mais graves que aqueles que condenamos, muitas vezes sem nos darmos conta disso - ninguém, ou pelo menos, ninguém que eu tenha conhecido na vida, está imune aos erros, mas me parece que a grande maioria das pessoas considera os erros dos outros sempre mais graves.

É onde entendo que cabe o "não julgue para não ser julgado, porque com o juízo que julgar será julgado e com a medida que usar será medido. Tire primeiro a trave do
seu olho e então cuidarás de tirar o argueiro do olho do teu irmão."

Outra coisa que noto é que as pessoas erram em particular, longe das vistas dos outros, mas condenam em público. Como se errando as escondidas fosse como se não errassem. Nós temos uma grande capacidade de nos enganarmos quanto aos nossos próprios erros, diminuindo-os, e quanto aos erros dos outros, aumentando-os. E a filosofia cristã, na minha opinião, é uma excelente ferramenta para corrigir essa miopia, quando convida o homem a olhar para si mesmo, para suas próprias falhas. Quando nos esfrega na face nossos defeitos, dizendo: atire a primeira pedra aquele que não tiver pecados.

E, por outro lado, do mesmo modo que a filosofia cristã nos mostra o quanto somos pequenos, nos convida a sermos grandes - amando ao próximo como a nós mesmos, perdoando suas falhas com a mesma facilidade que perdoamos as nossas próprias, porque os homens falham por fraqueza, pela mesma fraqueza da qual sofremos.

Pergunto, a todos, não para responderem, mas apenas para pensarem - quem aqui nesse fórum não tem uma fraqueza que precisa superar? Um defeito que precisa controlar? Um sentimento que precisa combater? Uma falha que precisa corrigir? E quem não os acumula, diariamente, umas vezes sem querer, sem se dar conta, outras vezes no impulso ou até mesmo consciente de estar agindo errado? Seja respondendo com rispidez ao colega de trabalho porque teve uma noite ruim, seja exaltando-se em uma discussão no fórum. Nas pequenas coisas entre o nascer e o pôr do Sol.

Eu não me preocupo com aqueles que vasculham de dentro de si mesmos, procurando pelas próprias falhas, porque mesmo não conseguindo resistir as fraquezas o tempo todo, eles têm consciência - me preocupa aqueles que procuram esconder de si mesmos as próprias falhas, concentrando-se nas próprias virtudes ao observar as falhas alheias - aqueles que em vez de tentar ser melhor do que si mesmos, se preocupam antes em ser melhor do que os outros. Porque esses não compreendem a dádiva que é ter consciência da necessidade de auto-superação.

E se me preocupo é porque sou grata, porque sempre que me perco, encontro alguém maior do que eu para me indicar o caminho e tenho a necessidade de retribuir. E é assim que interpreto o cristianismo - sei que minha interpretação não é a única nem a melhor, mas é a melhor para mim mesma, pois é no que acredito.

Gostei muito deste teu post. Mas pare de ser 'bacana' assim ou me apaixono! (Corro o risco de seres uma velha gorda, feia e desdentada! :risadinha: )

--------------- Pano rápido! ---------------

Grosso modo, apesar de não ser só isto, a religião pode bem ser entendida como uma ferramenta para educar e civilizar o povo (seus instintos naturais). A escolha de um líder, uma verdade, um livro etc, é uma 'medida econômica', muito prática para as massas. A complexidade do controverso, do dialético, do negativo como fôrma do positivo, é algo demasiado custoso para o homem comum. Demanda ócio e recursos intelectuais escassos para a maioria. Só na medida em que o progresso civilizatório liberta o homem do trabalho, e diminui sua miséria histórica, vamos tendo condições de espalhar uma filosofia de vida mais complexa entre as massas.


"A razão de eu jamais haver visto teu deus é que ele está na tua imaginação."

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Ser Humano em Seg 02 Mar 2009, 12:29 pm

Articulador escreveu:
ou seja, falou extensivamente , continuou dando alfinetadas , estranhamento cobrando uma coisa e fazendo a mesma que imputa , mas não esclareceu se um eventual lider espiritual seu poderia ser hipócrita com o que deveria pregar , lendo um coisa e praticando outra . O homem também tem outra facilidade de auto-engano , no multiplicar das palavras para não admitir o ponto central que lhe incomoda . Vamos fazer o seguinte , você quer nos ensinar um cristo , nós temos outro para lhe ensinar , faça-nos um favor , diga ONDE encaixa-se sua teoria de 'não recriminar pecados' , nas palavras de Cristo abaixo.

O que eu estou cobrando, Articulador, além de uma resposta mais clara? Desde o começo, estou tentando fazer o que você me pede: cito trechos, os interpreto, como os entendo, é claro, e questiono o papel do cristão.

Mas não vejo onde estou fazendo o que imputo nesse tópico - pois faço questão de me enquandrar. Quando falo sobre o ser humano, suas falhas e fraquezas, falo inclusive, de mim mesma - se não tivesse minhas próprias traves nos olhos, não precisaria estar aqui.

Pensei que havia esclarecido a questão de um suposto líder epiritual quando disse que não me importaria sua conduta sexual, mas apenas sua conduta com os outros - pois é esse, segundo entendo, o ponto central do cristianismo.

Dentro dos parâmteros que você apresenta, no entanto, cabe reformular, realmente: se eu for esperar de um suposto líder espiritual que pratique tudo aquilo que prega, de fato, jamais terei um - pois como disse, ainda não conheci um ser humano sequer que está imune às falhas e fraquezas humanas.

Mas veja, não é que eu queira ensinar um Cristo diferente - esse é o único Cristo que eu conheço, pois é como vejo o Cristo. E o que estou expondo aqui é justamente para que possamos discutir a respeito. Se estou errada, acredito que mais cedo ou mais tarde, acabarei enxergando, mas ainda não aconteceu. Eu não posso concordar com você, sem concordar realmente, como você também não pode concordar comigo. Se o cristianismo é um - os entendimentos são muitos. E o mesmo que te faz pensar que é você quem está certo, me faz pensar o mesmo - a interpretação que temos.

Cristo nos mandou pregar arrependimento :
(Marcos 2:17) - E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento.
(Lucas 3:3) - E percorreu toda a terra ao redor do Jordão, pregando o batismo de arrependimento, para o perdão dos pecados;
(Lucas 3:8) - Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.
(Tiago 5:20) - Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu
caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão
de pecados.

Cristo disse seriam adulteros quem se envergonhasse das palavras dele :
(Marcos 8:38) - Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.

Cristo não tem parte com o pecado :
(Gálatas 2:17) - Pois, se nós, que procuramos ser justificados em Cristo, nós mesmos também somos achados pecadores, é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma.
(Hebreus 7:26) - Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e feito mais sublime do que os céus;

Cristo diz que para se achegar a Deus é necessário limpeza dos pecados passados :
(Tiago 4:8) - Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.


Mas como foi que o Cristo ensinou a converter os outros de seus erros? Por acaso, o Cristo diferenciou pecados - diferenciando a multidão da pecadora? Por acaso, perguntou a cada um se seus pecados eram mais ou menos graves que o da pecadora? Não - Cristo apenas perguntou se também tinham pecados - donde a multidão pode compreender que não era diferente da pecadora, largando suas pedras.

Então gostaria que você me desse quatro respostas singelas e objetivas , um sim ou não basta , para vermos qual o cristianismo que é real :
a) Está ou não claro , que Cristo pregava a necessidade de arrependimento ?
b) Está ou não claro , que ordenou que pregassemos arrependimento ?
c) Está ou não claro , que Cristo não aceita o doente que não quer se arrepender ?


se abandonar um pouco o prolixo , e nos responder estes três perguntas , estaremos chegando a um ponto mais comum . Caso não responda , a clareza das palavras , e sua omissão , falarão por você .

a) Sim.
b) Sim.
c) Não, se o doente não tem consciência de sua condição.

Mas, vamos trabalhar mais essa resposta. Se a Bíblia contém a exata medida do bom proceder - ensinando não apenas como o cristão deve se portar consigo mesmo, mas também como se comportar com o outro - ninguém segue a exata medida. Enquanto alguns falham consigo mesmos, outros falham com os outros e todos estão doentes.

Não quero confrontar por confrontar - não é para isso que estou aqui, mas para, como cada um de vocês, expor o que penso e como entendo - para mostrar o que vejo e enxergar o que não vejo.

Mostre-me onde estou errada - não adianta eu ficar citando trechos que demonstram o que quero dizer e você os trechos que demonstram o que você quer dizer, porque ambos fazem parte do mesmo livro - são partes do todo.

Quando confronto os trechos que eu você citamos, entendo que há duas mensagens que se completam e não podem ser lidas isoladadamente - uma, ensinando como proceder: "procure acertar, mas errando arrependa-se"; e outra ensinando como proceder com os outros "procure ajudar o outro a acertar, mas se ele errar não o julgue".


Cão também é gente!

Ser Humano
Esmeralda
Esmeralda

Número de Mensagens : 535
flag : Brasil
Data de inscrição : 13/09/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por famado em Seg 02 Mar 2009, 12:45 pm

darkshi escreveu:Duvidam do poder de cura de Deus?

Cura de que?... É uma doença?... A ciência não sabe nem do que se trata.... Porque a pessoa é homossexual?... Quando se torna?... Enfim, é uma coisa ainda sem explicação.

Pode ser que Deus queira o celibato daquela pessoa. Olhe esta passagem:

Mateus 19:12

Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.

famado
Sirius
Sirius

Número de Mensagens : 3373
Idade : 48
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/02/2009

Voltar ao Topo Ir em baixo

roll Re: Outro casamento gay "evangélico"

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:05 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum