.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Só há um jeito do Lula perder a próxima eleição!
Hoje à(s) 10:51 pm por Rogerio1972

» Dar a outra face...
Hoje à(s) 10:32 pm por gusto

» Lula é o maior farsante do Brasil', afirma Silas Malafaia
Hoje à(s) 10:27 pm por gusto

» Agora o Brasil sai da crise...
Hoje à(s) 10:25 pm por gusto

» Conexão Repórter - Sombras da Noite
Hoje à(s) 8:41 pm por Eterna

» Por que Deus permite a injustiça?
Hoje à(s) 7:29 pm por Eterna

» Já existíamos antes de nascermos
Hoje à(s) 6:51 pm por Eterna

» Política 2
Hoje à(s) 6:24 pm por Christiano

» O que você está ouvindo agora?
Hoje à(s) 5:52 pm por gusto

Quem está conectado
81 usuários online :: 3 usuários cadastrados, 1 Invisível e 77 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano, gusto, Rogerio1972

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Azenilto_Brito em Ter 27 Jan 2009, 10:30 pm

O texto de Marcos 9:43, sobre "o bicho que nunca morre, o fogo que nunca apaga" é excelente como "chave" para entender toda essa questão. Pois, primeiro, Cristo fala de "bicho" e não de "alma". Ora, alma é alma e bicho é bicho.

Perguntei a certo apologista da imortalidade da alma por que Jesus usou a expressão "bicho", e não "alma" nesta passagem. Ele confessou ignorar a razão disso, que é, na verdade, um detalhe importantíssimo.

Ocorre que Cristo está se valendo de uma METÁFORA já utilizada antes por Isaías:

"E sairão, e verão os cadáveres dos homens que transgrediram contra mim; porque o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e eles serão um horror para toda a carne". -- Isa. 66:24.


O que temos aí é a sequência de textos que falam dos "novos céus, e uma nova Terra", quando, inclusive, o sábado será respeitado (vs. 22, 23), e a descrição do profeta é dos inimigos de Deus que serão deixados mortos, com os bichos consumidores de cadáveres em plena ação. O próprio fato de falar em "cadáveres" já liqüida a questão. Para um israelita, a coisa mais desonrosa para alguém seria morrer feito um animal, sem devido sepultamento. E o que temos aí é uma HIPÉRBOLE, pela qual o profeta acrescenta o mais abjeto horror à descrição desse castigo final dos ímpios. O bicho que "nunca morre" é apenas uma linguagem de "exagero literário", dentro do campo das "liberdades poéticas", como se dá com o Hino Nacional brasileiro ao falar em "pátria amada, IDOLATRADA". Só que, por mais patriota que seja a pessoa, ninguém está idolatrando a pátria, coisa nenhuma. . .

É o caso de Jeremias 17:27, onde Deus promete castigar os seus moradores com fogo que "não se apagará" por sua violação do sábado. E eles não atenderam ao apelo divino, sua cidade foi destruída com fogo pelos inimigos que os levou em cativeiro, mas tal fogo, que não se apagaria, já se apagou há muito tempo.

Assim como Sodoma e Gomorra que foram destruídas com "fogo eterno" (Judas 7), mas o seu fogo também não mais consome nada. . .

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Khwey em Ter 27 Jan 2009, 11:13 pm

Azenilto_Brito escreveu:O texto de Marcos 9:43, sobre "o bicho que nunca morre, o fogo que nunca apaga" é excelente como "chave" para entender toda essa questão. Pois, primeiro, Cristo fala de "bicho" e não de "alma". Ora, alma é alma e bicho é bicho.
É verdade, alma é alma e bicho é bicho. Logo, bicho que nunca morre é um eterno estado da alma, em sentido figurado.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16972
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Convidad em Qua 28 Jan 2009, 2:35 am

Azenilto_Brito escreveu:O texto de Marcos 9:43, sobre "o bicho que nunca morre, o fogo que nunca apaga" é excelente como "chave" para entender toda essa questão. Pois, primeiro, Cristo fala de "bicho" e não de "alma". Ora, alma é alma e bicho é bicho.

Perguntei a certo apologista da imortalidade da alma por que Jesus usou a expressão "bicho", e não "alma" nesta passagem. Ele confessou ignorar a razão disso, que é, na verdade, um detalhe importantíssimo.

Ocorre que Cristo está se valendo de uma METÁFORA já utilizada antes por Isaías:

"E sairão, e verão os cadáveres dos homens que transgrediram contra mim; porque o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e eles serão um horror para toda a carne". -- Isa. 66:24.


O que temos aí é a sequência de textos que falam dos "novos céus, e uma nova Terra", quando, inclusive, o sábado será respeitado (vs. 22, 23), e a descrição do profeta é dos inimigos de Deus que serão deixados mortos, com os bichos consumidores de cadáveres em plena ação.


é óbvio que não , o problema são vocês quererem ver sábado e aniquilacionismo em tudo , Isaias 65/66 falam do reinado do Messias , o que é simples provar pelo contexto :

(Isaías 65:19) - E exultarei em Jerusalém, e me alegrarei no meu povo; e nunca mais se ouvirá nela voz de choro nem voz de clamor.
(Isaías 65:20) - Não haverá mais nela criança de poucos dias, nem velho que não cumpra os seus dias; porque o menino morrerá de cem anos; porém o pecador de cem anos será amaldiçoado.

(Isaías 66:16) - Porque com fogo e com a sua espada entrará o SENHOR em juízo com toda a carne; e os mortos do SENHOR serão multiplicados.

Como está claro , não poderia ser o paraíso prometido , pois haverá nascimento de crianças (e portanto casamentos) , e haverá ainda a MORTE da carne , porém Cristo disse que viveríamos eternamente , que não haveriam pecadores no novo paraíso , e que não nos daríamos em casamento .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Gustavo em Qua 28 Jan 2009, 5:27 pm

Azenilto_Brito escreveu:O texto de Marcos 9:43, sobre "o bicho que nunca morre, o fogo que nunca apaga" é excelente como "chave" para entender toda essa questão. Pois, primeiro, Cristo fala de "bicho" e não de "alma". Ora, alma é alma e bicho é bicho.
Claro que é excelente... Por acaso o bicho que nunca morre vai se alimentar de um cadáver que é aniquilado?? ai, caramba!
Somente os aniquilacionistas mesmo, para acreditar que este texto simboliza qualquer outra coisa menos o tormento eterno... ta loco

Gustavo
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 374
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Azenilto_Brito em Qui 29 Jan 2009, 12:10 am

O problema é que o reino do Messias NÃO ACONTECEU, como profetizado, porque Israel falhou e não cumpriu sua missão.

As profecias são CONDICIONAIS (ver Deut. 28 e Jer. 18:7-10), assim o que foi prometido a Israel agora cumpre-se com a Igreja, ainda que não nos termos exatos das profecias aplicáveis àquele tempo, ou seja--como haveria de ocorrer os fatos CASO ISRAEL CUMPRISSE O SEU PAPEL de "testemunhas de IHWH" e luz das nações "até os confins da Terra" (Isa. 43:10, 11 e 49:6).

Quanto ao bicho que nunca morre, não vi nenhuma refutação que tivesse o mínimo peso ao que eu expus. A Bíblia fala da "destruição dos homens ímpios" claramente, como faz Pedro, mostrando no contexto o paralelo da destruição total pelas águas do dilúvio com a destruição final pelos "fogos da vingança", que só quando Cristo retornar é que será trazido (o que liquida a tese do inferno já em operação)--ver 2a. Ped. 3:5-13.

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Azenilto_Brito em Qui 29 Jan 2009, 12:25 am

10 RAZÕES POR QUE NÃO HAVERÁ UM FOGO DO INFERNO ETERNAMENTE QUEIMANDO

1 - Porque a vida eterna é um dom de Deus (Rom. 6:23). Os ímpios não a possuem, ao contrário, “não verão a vida” (João 3:36); “todo assassino não tem a vida eterna permanente em si” (1 João 3:15).

Obs.: Paulo fala em Romanos 2:7 que os que obterão vida eterna são os que buscam a imortalidade, e não se vai em busca do que já se possui (“incorruptibilidade” em outras versões é “imortalidade”).

2 - Porque o tormento eterno iria perpetuar e imortalizar o pecado, sofrimento, dor e contradiz a revelação divina de que tais coisas não mais existirão sob as novas condições após a volta de Cristo (Apo. 2:14).

3 - Porque o universo teria para sempre um ponto negro, com bilhões de criaturas vivendo eternamente em torturas infinitas, tendo suas existências preservadas assim pelo próprio Deus em quem “vivemos, e nos movemos, e existimos” (Atos 17:28).

Obs.: A Bíblia informa que após Deus perseguir “com trevas” e consumir “de todo” os Seus inimigos, “não se levantará por duas vezes a angústia” (Naum 1:9).

4 - Porque a noção de um fogo inapagável, a arder eternamente, não condiz com o atributo de amor e justiça vistos como características do caráter divino, e postula o conceito de uma ira que nunca é consumada.

5 - Porque as Escrituras ensinam que a obra expiatória de Cristo é “aniquilar . . . o pecado” (Heb. 9:26), primeiro do indivíduo, e, por fim, de todo o universo. O resultado pleno do sacrifício de Cristo se verá não só num povo redimido, mas nesta Terra renovada (Efés. 1:14).

6 - Porque a Bíblia indica que somente os salvos terão corpos incorruptíveis (Fil. 3:20, 21 e 1 Cor. 15:35-55).

Obs.: Os crentes na tese do inferno eterno têm uma imensa dificuldade em explicar como os ímpios que ressuscitam poderiam ser lançados no fogo que jamais consome seus corpos que não são incorruptíveis.

7 - Porque Paulo claramente fala em “destruição” e “banimento” eterno dos pecadores, e não se pode conceber um ato de destruição que não se completa, como se fosse um processo eterno (2a. Tess. 1:7-10).

Obs.: Paulo indica que os “fogos da vingança” estão ainda no futuro e se manifestarão com o Advento de Cristo, com o que as noções de um inferno já em operação perdem inteiramente o sentido.

8 - Porque o mesmo fogo que causa a “destruição dos homens ímpios” opera a transformação do planeta, dando lugar a “novos céus e uma Nova Terra, nos quais habita a justiça” (2a. Ped. 3:6-13).

9 - Porque a descrição do castigo dos ímpios em Apo. 20:14, onde o lago de fogo é chamado de “segunda morte”, confirma as muitas declarações ao longo de toda a Escritura, tanto do Velho quanto do Novo Testamento que tratam da extinção final dos pecadores.

Obs.: Alguns dos textos que claramente tratam disso são: Salmo 37:9, 10, 20; 68:2; 92:7; Eze. 28:14-28; Sof. 1:14-18; Mal. 4:1-3; Mat. 10:28b; 2a. Tes. 1:7-10; 2a. Ped. 3:6-10; Apo. 21:8.

10 - Porque à descrição da operação do lago de fogo nada se segue, senão o detalhamento de serem lançados nele todos os seres condenados, daí ocorrendo a descrição dos “novos céus e uma Nova Terra . . . e o mar já não existe [nem o lago de fogo]” – Apo. 21:1.

Obs.: Tenha-se em lembrança que na Bíblia original não há divisão de capítulos e versículos, portanto na seqüência natural da descrição da “destruição dos homens ímpios” não há qualquer informação de que o “lago de fogo” salte de sobre a superfície da Terra, onde clarissimamente ocorre (ver Apo. 20:7-10) para prosseguir queimando em outro local do universo.


Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Khwey em Qui 29 Jan 2009, 12:27 am

Azenilto_Brito escreveu:
Quanto ao bicho que nunca morre, não vi
nenhuma refutação que tivesse o mínimo peso ao que eu expus. A Bíblia
fala da "destruição dos homens ímpios" claramente, como faz Pedro,
mostrando no contexto o paralelo da destruição total pelas águas do
dilúvio com a destruição final pelos "fogos da vingança", que só quando
Cristo retornar é que será trazido (o que liquida a tese do inferno já
em operação)--ver 2a. Ped. 3:5-13.
Para ser destruído ninguém precisa ser aniquilado, pois nem os que morreram no dilúvio foram aniquilados.

Haverá uma separação, simbolizados pelo lago de fogo e pela cidade santa:


Bem-aventurados aqueles que guardam
os seus mandamentos, para que tenham
direito à árvore da vida, e possam entrar na
cidade pelas portas.

Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e
os que se prostituem, e os homicidas, e os
idólatras, e qualquer que ama e comete a
mentira.
(Apoc 22:14,15)

A destruição e a recompensa:

E muitos dos que dormem no pó da terra
ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros
para vergonha e desprezo eterno.
(Daniel 12:2)

Ninguém a ser aniquilado poderá sentir vergonha e desprezo eterno! oh my

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16972
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Azenilto_Brito em Qui 29 Jan 2009, 4:51 pm

Meu sério compromisso:

Eu me comprometo a tornar-me o maior defensor das teses da imortalidade da alma e do inferno de fogo eterno (em termos temporais) que já conheceram, se me superarem os seguintes cinco quesitos:

    a) Provar que Deus colocou uma alma imortal ao criar o homem (sendo que este nem precisaria disso pois a morte não estava planejada no plano original de Deus, e sim a vida física do homem, eternamente preservada no Paraíso físico).

    b) Mostrar descrições bíblicas claras (não em textos parabólicos ou simbólicos) de almas conscientes deixando o corpo na morte e partindo para o céu, inferno, purgatório ou qualquer outro "departamento do além" que a teologia popular criou.

    c) Mostrar descrições bíblicas claras de almas ou espíritos voltando de algum lugar do além para reincorporarem quando da ressurreição final.

    d) Demonstrar como os corpos dos ímpios que ressuscitam têm capacidade de serem eternamente refratários ao fogo, pois somente os remidos são descritos como tendo corpos incorruptíveis (Filp. 3:20, 21; 1 Cor. 15:53-55).

    e) Explicar para onde o lago de fogo parte após cumprir sua dupla função de "segunda morte" na "destruição dos homens impios" e transformação deste planeta numa Nova Terra (2a. Ped. 3:6-13), já que queima SOBRE A SUPERFÍCIE DA TERRA (Apoc. 20:9ss) e não é dito em parte alguma que salte de sobre a Terra para prosseguir queimando eternamente noutro recanto do universo. O contexto fala que há "novos céus, e uma nova terra . . . . e o mar já não existe [nem o lago de fogo]" (Apoc. 21:1).

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Khwey em Qui 29 Jan 2009, 10:12 pm

Cinco???

Mas não era só um, no início do tópico???


O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Já teve a resposta. Se não a aceitou é um direito seu.

O que você pode fazer é refutar. Mas não com dez isso, dez aquilo, cinco isso ou cinco aquilo.

Se eu pudesse eu apagava tudo por sair fora do assunto do tópico, que tem a ver com bichos que nunca morrem.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16972
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Azenilto_Brito em Sex 30 Jan 2009, 3:54 pm

Resposta? Que resposta? Não vi resposta nenhuma, e sim uma tentativa sofística de contornar o problema.

Clarissimamente Jesus está citando Isaías, que fala de CADÁVERES consumidos por vermes, hiperbolicamente dizendo que jamais morreriam. Eles JAMAIS falam em "almas" e sim em bichos ou vermes.

Quero saber por que não falam em "almas" se estão tratando da morte. Por que será? Alguma solução?

Usar um texto isolado e agarrar-se ao mesmo como "fortaleza inexpugnável" é o velho recurso de sofistas de todos os quadrantes. Metodologia totalmente errada para descobrir as verdades bíblicas.

Como nas nossas 10 razões acima mostramos o sentido hiperbólico do termo "eterno", isso liquida a questão. O fogo que destruiu Sodoma e Gomorra é chamado de "eterno", no entanto já se apagou há muuuuuuito tempo (Judas 7).

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Xan em Sex 30 Jan 2009, 4:36 pm

Shalom Brother! :chapeu:

Entao voce tambem concorda que Apocalipse 19:20 // 20:10 nao tem nexo, correto?



Abraçao


Xan


Torah Web | site judaico messiânico

Xan
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 218
Localização : ISRAEL
flag : Israel
Data de inscrição : 04/05/2008

http://torahweb.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por darkshi em Sex 30 Jan 2009, 4:50 pm

O irmão o respondeu com Daniel 12:2.

Me responda. Como uma pessoa será levantada para o desprezo eterno se ela for aniquilada?


"Teleology is like a mistress to a biologist: he cannot live without her but he's unwilling to be seen with her in public." J. B. S. Haldane

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Xan em Sab 31 Jan 2009, 7:57 am

Shalom


Aniquilado será o corpo fisico, isso vale tbem para os salvos (mortos) que ressurgirao com corpos glorificados e imortalizados nao precisando do corpo material para reaparecerem, e os vivos (salvos) serão transformados.


Daniel 12:2 nao responde minha pergunta sobre Apocalipse 19:20 // 20:10, afinal de contas satanas é um ser espiritual que sofrerá eternamente no fogo eterno onde a besta e o falso profeta (seres humanos) já estarão quando satanas for setenciado.


Dentro do que tenho estudado, entendo que "provavelmente" os impios, trangressores, etc, serao destruidos juntamente com a morte e o inferno quando forem lançados no lago de fogo e enxofre (segunda morte), porem as Escrituras deixam clarissimo que satanas e outros individuos nao soferao o dano da segunda morte.


Abraço


Xan


Torah Web | site judaico messiânico

Xan
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 218
Localização : ISRAEL
flag : Israel
Data de inscrição : 04/05/2008

http://torahweb.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Khwey em Sab 31 Jan 2009, 9:53 am

Xan escreveu:
Dentro do que tenho estudado, entendo que "provavelmente" os impios, trangressores, etc, serao destruidos juntamente com a morte e o inferno quando forem lançados no lago de fogo e enxofre (segunda morte), porem as Escrituras deixam clarissimo que satanas e outros individuos nao soferao o dano da segunda morte.
O lago de fogo é a segunda morte para todos os humanos iníquos. Mas satanás e seus anjos também estarão lá, uma vez que está escrito que o tal lago de fogo foi preparado para eles.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16972
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Cláudia em Sab 31 Jan 2009, 10:57 am

Azenilto_Brito escreveu:
10 RAZÕES POR QUE NÃO HAVERÁ UM FOGO DO INFERNO ETERNAMENTE QUEIMANDO

1 - Porque a vida eterna é um dom de Deus (Rom. 6:23). Os ímpios não a possuem, ao contrário, “não verão a vida” (João 3:36); “todo assassino não tem a vida eterna permanente em si” (1 João 3:15).

Obs.: Paulo fala em Romanos 2:7 que os que obterão vida eterna são os que buscam a imortalidade, e não se vai em busca do que já se possui (“incorruptibilidade” em outras versões é “imortalidade”).

2 - Porque o tormento eterno iria perpetuar e imortalizar o pecado, sofrimento, dor e contradiz a revelação divina de que tais coisas não mais existirão sob as novas condições após a volta de Cristo (Apo. 2:14).

3 - Porque o universo teria para sempre um ponto negro, com bilhões de criaturas vivendo eternamente em torturas infinitas, tendo suas existências preservadas assim pelo próprio Deus em quem “vivemos, e nos movemos, e existimos” (Atos 17:28).

Obs.: A Bíblia informa que após Deus perseguir “com trevas” e consumir “de todo” os Seus inimigos, “não se levantará por duas vezes a angústia” (Naum 1:9).

4 - Porque a noção de um fogo inapagável, a arder eternamente, não condiz com o atributo de amor e justiça vistos como características do caráter divino, e postula o conceito de uma ira que nunca é consumada.

5 - Porque as Escrituras ensinam que a obra expiatória de Cristo é “aniquilar . . . o pecado” (Heb. 9:26), primeiro do indivíduo, e, por fim, de todo o universo. O resultado pleno do sacrifício de Cristo se verá não só num povo redimido, mas nesta Terra renovada (Efés. 1:14).

6 - Porque a Bíblia indica que somente os salvos terão corpos incorruptíveis (Fil. 3:20, 21 e 1 Cor. 15:35-55).

Obs.: Os crentes na tese do inferno eterno têm uma imensa dificuldade em explicar como os ímpios que ressuscitam poderiam ser lançados no fogo que jamais consome seus corpos que não são incorruptíveis.

7 - Porque Paulo claramente fala em “destruição” e “banimento” eterno dos pecadores, e não se pode conceber um ato de destruição que não se completa, como se fosse um processo eterno (2a. Tess. 1:7-10).

Obs.: Paulo indica que os “fogos da vingança” estão ainda no futuro e se manifestarão com o Advento de Cristo, com o que as noções de um inferno já em operação perdem inteiramente o sentido.

8 - Porque o mesmo fogo que causa a “destruição dos homens ímpios” opera a transformação do planeta, dando lugar a “novos céus e uma Nova Terra, nos quais habita a justiça” (2a. Ped. 3:6-13).

9 - Porque a descrição do castigo dos ímpios em Apo. 20:14, onde o lago de fogo é chamado de “segunda morte”, confirma as muitas declarações ao longo de toda a Escritura, tanto do Velho quanto do Novo Testamento que tratam da extinção final dos pecadores.

Obs.: Alguns dos textos que claramente tratam disso são: Salmo 37:9, 10, 20; 68:2; 92:7; Eze. 28:14-28; Sof. 1:14-18; Mal. 4:1-3; Mat. 10:28b; 2a. Tes. 1:7-10; 2a. Ped. 3:6-10; Apo. 21:8.

10 - Porque à descrição da operação do lago de fogo nada se segue, senão o detalhamento de serem lançados nele todos os seres condenados, daí ocorrendo a descrição dos “novos céus e uma Nova Terra . . . e o mar já não existe [nem o lago de fogo]” – Apo. 21:1.

Obs.: Tenha-se em lembrança que na Bíblia original não há divisão de capítulos e versículos, portanto na seqüência natural da descrição da “destruição dos homens ímpios” não há qualquer informação de que o “lago de fogo” salte de sobre a superfície da Terra, onde clarissimamente ocorre (ver Apo. 20:7-10) para prosseguir queimando em outro local do universo.

Puxa irmão Azenilto, que estudo bem feito. Gostei :chapeu:

Li e re-li umas três vezes palminhas


Você e o que você chama Fonte são a mesma coisa.
Você não pode estar separado da Fonte.
A fonte nunca está separada de você.
Jesus é a fonte da Água Viva

Cláudia
Safira
Safira

Número de Mensagens : 158
Idade : 39
Localização : São Paulo
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Azenilto_Brito em Sab 31 Jan 2009, 11:57 am

Olá, irmã Cláudia

Grato por suas palavras de apreciação ao nosso estudo. Ele sintetiza um artigo que creio que vai gostar mais ainda de estudá-lo, "Um Fogo Eterno Que Não Queima Para Sempre. É Possível?" Como ele é um pouco longo, se desejar lhe remeto por e-mail. Indique-me o seu e-mail que lhe envio (bem como a qualquer outro interessado). Pode escrever para o meu e-mail, atalaiadesiao@yahoo.com.br

Quanto ao que o irmão Xan diz, eu creio que o aniquilamento é claramente exposto nas Escrituras, como no tópico 8o. de meu estudo indica, apresentando uma sequência de claros textos a respeito, tanto do VT quanto do NT.

Que haverá a destruição total do diabo, como a "raiz" do mal, além dos seus "ramos", creio que a descrição de Malaquias 4:1-3 não deixa margem a dúvidas. Todos os seres envolvidos com o pecado serão transformados em "cinzas" sob a planta dos pés dos remidos.

Creio que o aniquilamento do próprio diabo é apresentado em Ezequiel 28:14-19, que fala do "rei de Tiro", como tipo de Satanás, assim como em Isaías 14 sempre se entendeu que o "rei de Babilônia" cumpriria o mesmo papel. Vejamos o que diz o texto:

    14 Eu te coloquei com o querubim da guarda; estiveste sobre o monte santo de Deus; andaste no meio das pedras afogueadas.
    15 Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que em ti se achou iniqüidade.
    16 Pela abundância do teu comércio o teu coração se encheu de violência, e pecaste; pelo que te lancei, profanado, fora do monte de Deus, e o querubim da guarda te expulsou do meio das pedras afogueadas.
    17 Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei; diante dos reis te pus, para que te contemplem.
    18 Pela multidão das tuas iniqüidades, na injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu a ti, e te tornei em cinza sobre a terra, à vista de todos os que te contemplavam.
    19 Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; chegaste a um fim horrível, e não mais existirás, por todo o sempre.
E sobre Apoc. 20:10, temos outro estudo onde buscamos esclarecer o seu sentido, e o postaremos em seguida.

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Para Entender Apocalipse 20:10

Mensagem por Azenilto_Brito em Sab 31 Jan 2009, 12:02 pm


10 Razões Por Que Apocalipse 20:10 Não Serve de Prova da Teoria de Um Inferno de Fogo Eterno*

Diz o texto: “O diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre, onde também se encontram não só a besta como o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite pelos séculos dos séculos”.

1a. – Porque é regra em boa Teologia que não se estabelecem doutrinas com base em passagens simbólicas, parábolas ou textos isolados nas Escrituras, sobretudo os de sentido não muito claro. O livro de Apocalipse é cheio de alegorias extraídas sobretudo do Velho Testamento que precisam ser entendidas dentro das características de tais ilustrações e segundo o seu próprio emprego original. Assim é que temos as referências a Balaão [2:14], Jezabel [2:20], as duas oliveiras de Zacarias 4 [11:4], Elias e a seca [11:6], Sodoma e Egito [11:8], Babilônia [14:8, caps. 17 e 18], Gogue e Magogue [20:8], a besta composta dos mesmos animais de Daniel 7 [13:2], etc.

2a. – Porque a linguagem de “atormentados de dia e de noite” é extraída de Isaías 34:10, que fala de como “nem de noite nem de dia se apagará” o fogo que destrói Edom, representando isso um processo intenso e completo de destruição enquanto esta durar, sendo assolada “de geração em geração” (que equivaleria a “pelos séculos dos séculos”). Contudo, Edom há milênios já não mais existe. Também em Jeremias 17:27 lemos sobre o fogo que consumiria as portas de Jerusalém e não se apagaria. Só que tal fogo já se apagou há milênios.

3a. – Porque a figura do fogo que não se apaga, sendo, pois, inextinguível, também faz parte da linguagem veterotestamentária empregada em Ezequiel 20:47, 48. O motivo por que o fogo que destrói os inimigos de Deus não se apagará é porque “Eu, o Senhor, o acendi”. Em todo o contexto, a linguagem de vingança é de teor de “consumir” (ver 21:31, e 32—“servirás de pasto ao fogo”, e 22:20—“assoprarei sobre vós o fogo do meu furor, e sereis fundidos. . .”).

4a. – Porque no próprio livro de Apocalipse João emprega a mesma linguagem de 20:10 noutros lugares num sentido de algo que dura “de dia e de noite” denotando continuidade e não duração eterna de uma ação. Assim ele descreve as criaturas viventes louvando a Deus sem descanso “de dia e de noite” (Apo. 4:8), os mártires que servem a Deus “de dia e de noite” (Apo. 7:15) e Satanás acusando os irmãos “de dia, e de noite” (Apo. 12:10).

5a. – Porque a sorte de Babilônia, símbolo da falsa religião, a que estão associados a besta e o falso profeta, lançados conjuntamente no “lago de fogo”, é a destruição total, ao ponto de que “nunca jamais será achada” (Apo. 14:11 e 18:8 e 21).

6a. – Porque os exércitos de Gogue e Magogue, mencionados no contexto imediato (vs. 8), lembram o episódio profetizado por Ezequiel de inimigos de Israel que foram inteiramente desolados e destruídos (ver Ezequiel caps. 38 e 39). Em Isaías 66:24 é descrito o cenário de morte final dos transgressores, falando em cadáveres e vermes que hiperbolicamente nunca morrem, em meio a um fogo que nunca se apaga, sem nenhuma menção a um lugar chamado inferno ou a almas ou espíritos.

7a. – Porque a linguagem do derramar do cálice da ira de Deus, aplicada a Babilônia, é um bem-estabelecido símbolo de juízo divino no Velho Testamento (Isa. 51:17, 22; Jer. 25:15-38; Sal. 60:3; 75:8). Deus derrama o cálice “sem mistura”, isto é, sem diluição, para assegurar seu efeito letal (ver Apo. 14:10). Os profetas empregaram linguagem semelhante: “beberão, sorverão, e serão como se nunca tivessem existido” (Oba. 16; cf. Jer. 25:18, 27, 33). O mesmo cálice da ira de Deus é servido a Babilônia, a cidade que corrompe o povo. Deus mistura “dobrado para ela”, e o resultado é “flagelos, morte, pranto e fome”, bem como destruição pelo fogo (Apo. 18: 6, 8). O fim de Babilônia, destruída pelo fogo, é também o fim dos apóstatas que bebem do cálice sem mistura de Deus.

8a. – Porque segundo as Escrituras, somente Deus possui em Si a imortalidade (1 Tim. 1:17; 6:16). Ele concede a imortalidade como o dom do evangelho (2 Tim. 1:10:) e os que se perderão é por não terem recebido essa bênção. Em Romanos 2:7 Paulo fala sobre os que receberão a vida eterna em vista de que procuram glória, honra e incorruptibilidade [“imortalidade”, segundo o original grego]. Não se procura por algo que já se possui, supostamente na forma de um elemento eterno que se carregaria no íntimo do ser.

9a. – Porque o contraste entre os salvos e perdidos é definido como os que têm a vida eterna (João 6:54), e os que perecerão, já que o salário do pecado é a morte (João 3:16; Rom. 6:23), lançados que serão no lago de fogo e enxofre, “a saber, a segunda morte” (Apo. 20:14 e 21:8). Apocalipse 20:9 diz que os que enfrentam o fogo do geena serão “consumidos”. Observem o elemento “enxofre” que aí é introduzido em associação com a “segunda morte” do lago de fogo.

10a. – Porque a sorte final do próprio diabo será a destruição, descrita em linguagem bem vívida em Ezequiel 28:18 e 19 (representado ali como o rei de Tiro, tal como em Isaías 14 é o rei de Babilônia), “. . . um fogo que te consumiu, e te reduzi a cinzas sobre a terra. . . e jamais subsistirás” (comparar com Isa. 14:14, 15 e Mal. 4:1-3). Também um dos demônios que estava para ser expulso por Cristo Lhe pergunta: “Vieste destruir-nos? Isso mostra que esses seres espirituais malignos já sabem que o que lhes espera ao final é a destruição total (Mar 1:24).
____

* Em termos temporais.

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Khwey em Sab 31 Jan 2009, 12:37 pm

Cláudia escreveu:Puxa irmão Azenilto, que estudo bem feito. Gostei :chapeu:

Li e re-li umas três vezes palminhas
Você seria capaz de esclarecer certas objeções em relação ao que ele prega, ou seja, frente as suas dez razões???

Eu te pergunto isto porque ele, o autor, não consegue. Então quem sabe você poderia nos dar estes esclarecimentos frente a toda a escritura?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16972
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Cláudia em Sab 31 Jan 2009, 1:53 pm

E você consegue provar o contrário?


Você e o que você chama Fonte são a mesma coisa.
Você não pode estar separado da Fonte.
A fonte nunca está separada de você.
Jesus é a fonte da Água Viva

Cláudia
Safira
Safira

Número de Mensagens : 158
Idade : 39
Localização : São Paulo
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Eduardo em Sab 31 Jan 2009, 2:04 pm

É muito bom mesmo.


Visite-me no Fórum Adventista:

http://adventista.forumbrasil.net/

Eduardo
‎Moderador Adventista
‎Moderador Adventista

Número de Mensagens : 8396
Idade : 40
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/10/2008

http://adventista.forumbrasil.net/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Khwey em Sab 31 Jan 2009, 11:17 pm

Cláudia escreveu:E você consegue provar o contrário?
Consigo.

E por isto estou querendo saber se
você seria capaz de esclarecer certas objeções em relação ao que ele prega, ou seja, frente as estas dez razões e outras mais.

Você pode fazer isto?

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16972
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Gustavo em Seg 02 Fev 2009, 1:21 pm

Azenilto_Brito escreveu:O problema é que o reino do Messias NÃO ACONTECEU, como profetizado, porque Israel falhou e não cumpriu sua missão.

As profecias são CONDICIONAIS (ver Deut. 28 e Jer. 18:7-10), assim o que foi prometido a Israel agora cumpre-se com a Igreja, ainda que não nos termos exatos das profecias aplicáveis àquele tempo, ou seja--como haveria de ocorrer os fatos CASO ISRAEL CUMPRISSE O SEU PAPEL de "testemunhas de IHWH" e luz das nações "até os confins da Terra" (Isa. 43:10, 11 e 49:6).

Quanto ao bicho que nunca morre, não vi nenhuma refutação que tivesse o mínimo peso ao que eu expus. A Bíblia fala da "destruição dos homens ímpios" claramente, como faz Pedro, mostrando no contexto o paralelo da destruição total pelas águas do dilúvio com a destruição final pelos "fogos da vingança", que só quando Cristo retornar é que será trazido (o que liquida a tese do inferno já em operação)--ver 2a. Ped. 3:5-13.
Se o reino do Messias não aconteceu, ou acontecerá, isto não muda o fato de que o texto bíblico falou de um bicho que nunca morre, isto atormentando a pessoas, o que claramente seria possível se o cadáver que alimenta o bicho nunca desaparece. Claro que esta verdade é muito clara, e é necessário inventar problemas para que ela seja eclipsada... Eu prefiro ficar com a Bíblia, me perdoe...

Gustavo
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 374
flag : Brasil
Data de inscrição : 06/05/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Azenilto_Brito em Ter 03 Fev 2009, 3:03 am

slot escreveu:Se o reino do Messias não aconteceu, ou acontecerá, isto não muda o fato de que o texto bíblico falou de um bicho que nunca morre, isto atormentando a pessoas, o que claramente seria possível se o cadáver que alimenta o bicho nunca desaparece. Claro que esta verdade é muito clara, e é necessário inventar problemas para que ela seja eclipsada... Eu prefiro ficar com a Bíblia, me perdoe...

O problema não é apegar-se ao que a Bíblia diz, mas não entender o tipo de linguagem especial, como em hipérboles, parábolas ou metáforas.

Jesus também fala de arrancar olho, braços para entrar no reino dos céus. E então, já começou a fazer isso para não perder a grande chance? Quantos olhos já arrancou, os dois ou um só?

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Khwey em Ter 03 Fev 2009, 10:32 am

Azenilto_Brito escreveu:
slot escreveu:Se o reino do Messias não aconteceu, ou acontecerá, isto não muda o fato de que o texto bíblico falou de um bicho que nunca morre, isto atormentando a pessoas, o que claramente seria possível se o cadáver que alimenta o bicho nunca desaparece. Claro que esta verdade é muito clara, e é necessário inventar problemas para que ela seja eclipsada... Eu prefiro ficar com a Bíblia, me perdoe...

O problema não é apegar-se ao que a Bíblia diz, mas não entender o tipo de linguagem especial, como em hipérboles, parábolas ou metáforas.

Jesus também fala de arrancar olho, braços para entrar no reino dos céus. E então, já começou a fazer isso para não perder a grande chance? Quantos olhos já arrancou, os dois ou um só?
Isto tem um entendimento literal, e o que a gente faz é interpretar o que foi dito, enquanto que outros ignoraram o que não podem explicar e dizem que não devemos nos basear nisto como ensino.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 16972
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Azenilto_Brito em Qua 04 Fev 2009, 10:32 pm

Bem, o rapaz falou, falou e não disse nada. Então, vamos avançar. . .

Há algumas pessoas que alegam que a idéia de que os ímpios serão aniquilados não parece justa pois não incentivaria as pessoas a maior temor que as levasse a um viver mais justo e temente a Deus, estou certo?

Mas será que as coisas seriam mesmo assim? Aqui nos EUA, onde resido há anos, muitos Estados contam com a pena de morte, que é uma condenação terrível e, evidentemente, devia ser motivo bastante dissuasório para o crime. Mas já se tem demonstrado que isso NÃO tem contribuído de modo indiscutível para a redução da criminalidade, por incrível que pareça. Ou seja, as pessoas não parecem impressionar-se pelo fato de que certas ações podem levá-las à pena de morte!

Então, a noção de que o pensamento de um inferno seria maior causa de preocupação de pecadores para fazê-los evitar o pecado não parece tampouco comprovar-se pela realidade do que vemos ao nosso redor.

Também não podemos avaliar como Deus atuará em exercer justiça sobre os condenados. A Bíblia somente diz que cada qual receberá a pena justa, e que as “chibatadas” serão proporcionais à condenação de cada um, mas não nos dá detalhes de como isso será exercido.

Ademais, a idéia de um inferno de fogo inapagável defronta muitas dificuldades, entre as quais eu citaria:

a) A clara linguagem de aniquilação dos pecadores como no Salmo 37:9, 10, 20, 34; 68:2; 92:7; Sof. 1:14-18; Mal. 4:1-3; 2 Tes. 1:7-10; 2 Ped. 3:7-10; Apo. 11:18; 20:14, 15; 21:8.

b) O fato de que o próprio diabo e seus anjos serão destruídos: Eze. 28:14-18 e Marcos 1:24 (os demônios que perguntam a Cristo—“vieste para nos destruir?”)

c) Os ímpios ressuscitados não têm corpos refratários ao fogo para estarem eternamente ali queimando, pois a informação bíblica é de que só os remidos teriam corpos “incorruptíveis” (Fil. 3:20, 21; 1 Cor. 15:35-49, 54).

d) Não há espaço para um inferno inapagável, pois o texto que fala do “lago de fogo” não diz nada de que este prossiga queimando sobre a Terra após realizar sua obra de “segunda morte”. O que há em seguida são “novos céus e uma nova Terra, e o mar já não existe [nem o lago de fogo]”—Apo. 21:1.

Azenilto_Brito
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 90
Idade : 71
flag : Estados Unidos
Data de inscrição : 20/12/2008

http://www.ministerio-sola-scriptura.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que vem a ser "o bicho que nunca morre?"

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:55 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum