.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 5:37 pm por Eterna

» Um conselho aos debatedores de internet
Ontem à(s) 4:18 pm por Eterna

» Eleição, a dor e a loucura do incrédulo.
Ontem à(s) 4:03 pm por Eterna

» Qual a verdadeira intenção dos organizadores das manifestações?
Ontem à(s) 3:33 pm por Cartman

» Noticiário Escatológico
Ontem à(s) 12:15 pm por Jarbas

»  Endurecimeto do Faraó
Ontem à(s) 4:14 am por Lit San Ares

» Livre arbítrio, auto idolatria
Ontem à(s) 3:39 am por Lit San Ares

» PREDESTINAÇÃO DE DEUS
Sab 03 Dez 2016, 10:10 pm por gusto

» Onde congregar?
Sab 03 Dez 2016, 10:01 pm por gusto

Quem está conectado
64 usuários online :: 1 usuário cadastrado, Nenhum Invisível e 63 Visitantes :: 2 Motores de busca

Khwey

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Mengão no campeonato Carioca 2009

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mengão no campeonato Carioca 2009

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Dom 25 Jan 2009, 9:56 pm

Para os torcedores do mengao, estaremos postando aqui noticias e os jogos do mengao no campeonato carioca...

Forum Gospel Brasil tambem de olho na noticia esportiva...

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

TAÇA GUANABARA: FLAMENGO 1 x 0 FRIBURGUENSE

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Dom 25 Jan 2009, 9:59 pm


Arbitragem ajuda, e Flamengo vence o Friburguense no Maracanã

Juan garante a vitória no segundo tempo logo após o árbitro Leonardo Garcia anular um gol legal do time da região serrana

Thiago Lavinas
Rio de Janeiro

Em uma partida com a arbitragem bastante confusa, o Flamengo estreou no Campeonato Carioca vencendo o Friburguense por 1 a 0 neste domingo, no Maracanã. O gol foi marcado por Juan. O time da Serra teve um gol mal anulado pelo árbitro Leonardo Garcia. Victor Hugo estava atrás de três rubro-negros quando partiu para empurrar a bola para a rede, mas o juiz assinalou impedimento. No fim, após assinalar quatro minutos de acréscimos, Garcia apitou aos 47, sem dar mais tempo.



Com o resultado, o Flamengo está em quarto lugar no Grupo B com três pontos. O time está empatado com Mesquita, Macaé e Botafogo, mas perde nos critérios de desempates. Na segunda rodada, o Flamengo enfrenta o Bangu, na próxima quinta-feira, às 16h30min, em Volta Redonda. Já o Friburguense joga em casa, no mesmo dia e horário, contra o Mesquita.



CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO E OS RESULTADOS DA PRIMEIRA RODADA



O jogo começou no Maracanã com os termômetros marcando 32 graus. O gramado estava longe das melhores condições. Por isso, as duas equipes erravam muitos passes. No início da partida, as chances só surgiam nos lances de bola parada.



OUÇA A NARRAÇÃO DO GOL DO FLA PELA RÁDIO GLOBO



Aos dez minutos, uma oportunidade de ouro para o Friburguense. Ronaldo Angelim fez falta em Thiago praticamente na linha da grande área. Cassiano bateu forte, mas no meio do gol. Bruno defendeu firme. Dois minutos depois, foi a vez de o Flamengo ter uma chance idêntica. Falta na entrada da área do Friburguense. Leo Moura cobrou na barreira.



O jogo melhorou após os 20 minutos. E o Friburguense quase abriu o placar. Jogada rápida pela esquerda, Victor Hugo se livrou da marcação de Willians e chutou forte. O goleiro Bruno espalmou para o meio da área. Na sobra, Crispin bateu de primeira e tinha tudo para marcar o gol. Mas o zagueiro Fábio Luciano conseguiu tocar na bola, que foi para escanteio.



O jogo esquentou. O Flamengo respondeu em seguida. Cruzamento para a área e Obina cabeceou com perigo. O goleiro Adriano espalmou para escanteio. Na cobrança, Marcelinho Carioca colocou a bola na cabeça de Ibson, que tocou para fora com perigo.



Aos 35 minutos, Obina perdeu a melhor chance do Flamengo no primeiro tempo. Após uma confusão na área, a bola sobrou nos pés do atacante perto da pequena área. O atacante escolheu o canto e só colocou. Mas o goleiro Adriano se esticou todo e espalmou para escanteio mostrando estar com o reflexo em dia apesar dos 40 anos de idade.



No último minuto, Kleberson fez boa jogada e soltou a bomba da entrada da área. O goleiro Adriano voltou a fazer uma defesa difícil e espalmou para escanteio. E o primeiro tempo terminou com o Flamengo mostrando muitos problemas na cobertura dos laterais e na criação de jogadas.



Arbitragem prejudica o Friburguense

Para o segundo tempo, Cuca resolveu mudar o ataque. O técnico tirou Marcelinho Paraíba e colocou Everton. Mas o Flamengo não melhorou e seguiu insistindo nos cruzamentos para a área.



Aos dois minutos, contra-ataque do Friburguense. Thiago chutou de fora da área, o goleiro Bruno espalmou para o meio e na sobra Victor Hugo tocou para o fundo da rede. Gol do Friburguense, que o bandeira Luiz Antonio Muniz de Oliveira marcou impedimento. O árbitro Leonardo Garcia seguiu a orientação e anulou o gol de forma errada. Na hora do chute, Victor Hugo estava atrás de três jogadores rubro-negros. Os jogadores do Friburguense reclamaram, mas não adiantou



Para completar o desespero do time da serra, o Flamengo abriu o placar em seguida. Após uma rápida jogada, Everton errou o chute, mas Leo Moura evitou a saída da bola e cruzou novamente para a área. Obina dominou no peito e chutou. Everton dividiu com o goleiro Adriano e a bola sobrou limpa para Juan tocar para o gol. Lance difícil, mas Everton estava na mesma linha do zagueiro. Gol legal. Mérito para a auxiliar.



Após abrir o placar, o Flamengo diminuiu o ritmo. Obina ainda teve duas oportunidades de marcar, mas errou a pontaria. O Friburguense tentava pressionar, mas não conseguiu furar o bloqueio rubro-negro.



Aos 35 minutos, Ibson quase fez o segundo gol. O meia recebeu na entrada da área e chutou rasteiro. Mas a bola foi para fora. E até no fim da partida a arbitragem se enrolou. Leonardo Garcia indicou quatro minutos de acréscimos. Mas só levou o jogo até os 47 minutos.



Ficha técnica: FLAMENGO 1 x 0 FRIBURGUENSE

FLAMENGO

Bruno, Leo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan (Toró); Airton, Willians, Kleberson (Fierro) e Ibson, Marcelinho Paraíba (Everton) e Obina

Técnico: Cuca.

FRIBURGUENSE

Adriano, Crispin, Cadão, Wallace e Gilson; Sérgio Gomes, Elan, Cassiano, Victor Hugo; Alex (Hércules) e Thiago.

Técnico: Cleimar Rocha.

Cartões amarelos: Gilson, Alex (Friburguense); Ronaldo Angelim, Leo Moura, Willians (Flamengo)

Estádio: Maracanã.

Data: 25/01/2009.

Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro.

Auxiliares: Luiz Antonio Muniz de Oliveira e Lilian da Silva Fernandes.

Público: 34.132 pagantes


Fonte: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Flamengo/0,,MUL971190-9865,00.html


Última edição por EVANGELISTA/RJ/MSN em Seg 26 Jan 2009, 11:54 am, editado 1 vez(es)

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mengão no campeonato Carioca 2009

Mensagem por M4RC3LL em Dom 25 Jan 2009, 10:06 pm

Ahh... só 1 x 0 ;(

Tinha que ser mais!


"Então me achei recém-nascido e no Paraíso. Todas as Escrituras tinham para mim outro aspecto; perscrutava-as para ver tudo quanto ensinam sobre a ‘justiça de Deus'. Antes, estas palavras eram-me detestáveis; agora as recebo com o mais intenso amor. A passagem me servia como a porta do Paraíso." (Martinho Lutero)

M4RC3LL
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 405
Idade : 28
Localização : Cariacica/ES
flag : Brasil
Data de inscrição : 11/05/2008

http://protestantismo.ieadcg.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mengão no campeonato Carioca 2009

Mensagem por athos em Seg 26 Jan 2009, 10:22 am

EDITADO POR ESTAR NA AREA FLAMENGUISTA


Cal escreveu:A ideia de Deus é irrefutável, pois nada provaria que Ele não existe.

athos
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1156
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

http://www.peniel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

TAÇA GUANABARA:BANGU 1 x 2 FLAMENGO

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Qui 29 Jan 2009, 8:18 pm



Em mais um jogo com arbitragem polêmica, Fla vence o Bangu no finzinho
Ronaldo Angelim marca de cabeça aos 45 minutos do segundo tempo, e time rubro-negro sai vencedor por 2 a 1, em Volta Redonda

Eduardo Peixoto
Direto de Volta Redonda, RJ
Tamanho da letra
A- A+
A esperança dos torcedores rubro-negros era a de que a estreia ruim do Flamengo no Campeonato Carioca no último domingo tivesse sido por acaso. Mas, o que se viu nesta quinta à tarde no estádio da Cidadania, em Volta Redonda, foram os mesmos erros e a falta de organização do time. Apesar disso, o Fla conseguiu vencer o Bangu por 2 a 1, de virada, aos 45 minutos do segundo tempo. Outro lado negativo da partida foi o desempenho do trio de arbitragem, comandado por Djalma Beltrami, que errou em três lances capitais. E ainda houve pelo menos outras três jogadas polêmicas (assista ao vídeo).



Com o resultado, o Fla foi aos seis pontos na tabela do Grupo B e fica na liderança momentânea. O time de Moça Bonita continua com zero, na lanterna. Na próxima rodada, o Rubro-Negro volta a jogar na Cidade do Aço, domingo, contra o Volta Redonda, às 17 horas. O Bangu enfrenta o Macaé, fora de casa, no mesmo dia, só que às 16h.



Obina perde pênalti, e torcida do Bangu aplaude



O Flamengo começou o jogo sem a menor organização tática e muito desconcentrado. Tanto é que em menos de três minutos, já havia errado quatro passes, sendo dois de Kleberson. O Bangu se mostrava um tanto assustado, afoito quando tinha a posse de bola. Apenas os atacantes Somália e Bruno Luiz davam trabalho à zaga rubro-negra.

Aos poucos, o time de Moça Bonita foi se sentindo mais solto, principalmente pela péssima partida que fazia o meio-campo do Fla. Ibson, Kleberson e Everton não conseguiam criar nada, e Obina permanecia isolado no ataque. Juan, o único um pouco mais inspirado, era quem tentava a maioria das jogadas. Aos 21, a primeira jogada trabalhada do Fla. Leo Moura chegou à linha de fundo e cruzou. Obina completou de cabeça, mas a bola saiu à esquerda de Diogo.



Aos 29, Juan cobrou falta da intermediária, Fábio Luciano subiu bem, mas Diogo espalmou antes mesmo de o capitão do Fla tocar com a cabeça na bola. Aos 33, Obina recebeu lançamento de Leo Moura, matou no peito, deu um chapéu no zagueiro e chutou de voleio. Diogo fez outra boa defesa. Aos 37, Bruno Luiz fez uma falta violenta sobre Aírton, com uma tesoura por trás, mas o árbitro deu apenas cartão amarelo para o jogador do Bangu.



No minuto seguinte, pênalti sobre Juan. O lateral driblou Uilian e foi derrubado na área. Obina cobrou, com direito a paradinha, e perdeu. A bola bateu na trave esquerda e quase saiu pela lateral direita de Diogo. Um detalhe importante é o fato de o atacante não estar nem entre os três cobradores oficiais do time, que são Ibson, Leo Moura e Marcelinho Paraíba, sendo que o último começou a partida na reserva. Logo após o erro de Obina, a pequena torcida do Bangu presente ao estádio da Cidadania gritou, ironicamente, o seu nome. Fim de primeiro tempo: 0 a 0.


Segundo tempo para corações fortes



Insatisfeito com o rendimento do time, no intervalo, o técnico Cuca tirou Kleberson, que fez um péssimo primeiro tempo, e pôs o atacante Maxi em seu lugar. Em relação à criatividade no meio-campo, Ibson até que melhorou um pouco, mas o mesmo não ocorreu com Everton, que errava tudo que tentava. Aos 10, Willians cruzou da direita, Obina tocou bem de cabeça, mas Diogo impediu o primeiro do Fla.



Aos 12, o Bangu abriu o placar. Douglas Silva chutou forte da esquerda, a bola bateu na trave esquerda de Bruno, raspou em Somália, que estava impedido, e sobrou para Rafael Soeiro empurrar para o fundo das redes. Logo em seguida, a torcida rubro-negra começou a pedir a entrada de Jônatas. E Cuca prontamente atendeu, colocando-o na vaga de Aírton.



E assim foi o Flamengo em busca de, pelo menos, um empate. Aos 23, Leo Moura pegou rebote na entrada da área e mandou uma bomba, à esquerda de Diogo. Aos poucos, a impaciência foi tomando conta dos jogadores rubro-negros em campo, e dos torcedores nas arquibancadas.



Aos 35, Marcelinho Paraíba, que havia entrado no lugar de Juan, chutou de fora da área, por cima do gol, assustando o goleiro alvirrubro. Aos 37, foi a vez de Maxi arriscar pelo lado esquerdo e chutar. Diogo espalmou a escanteio. Um minuto depois, Marcelinho de novo. O meia chutou de longa distância, no ângulo esquerdo, mas Diogo foi lá e salvou o que seria o gol de empate.



Aos 39, Ibson mandou uma bomba de fora da área e acertou o travessão. Pressão rubro-negra. Aos 40, mais um pênalti a favor do Flamengo. Maxi entrou na área e, em lance duvidoso, caiu. Djalmi Beltrami entendeu que o atacante havia sido calçado. Marcelinho Paraíba cobrou bem e empatou a partida.



Aos 42, mais um lance polêmico: Marcelinho cruzou de perna direita, Everton completou para as redes, mas o auxliar assinalou impedimento, de forma equivocada. Em seguida, outro erro, agora a favor do Fla. Bruno Luiz recebeu a bola em condilção legal de frente para Bruno, fez o gol, mas foi dado novo impedimento, apesar de o atacante estar atrás da linha da bola no momento do passe.



Até que aos 45, Ronaldo Angelim fez o gol da virada. Marcelinho Paraíba cobrou escanteio da esquerda, e o zagueiro completou de cabeça. Ibson ainda atrapalhou a visão do goleiro, e a bola entrou em seu canto esquerdo. Fim de jogo e, após um sufoco danado e muita polêmica na arbitragem, os rubro-negros puderam comemorar mais uma vitória.

Ficha tecnica:BANGU 1 x 2 FLAMENGO

BANGU:

Diogo; Uilian (Flavinho), Abílio, André Oliveira e Marcio Cleick; Edinho, Douglas Silva e Paulo Roberto (Rafael Soeiro) e Marcus Vinícius; Somália (Sassa) e Bruno Luiz.

Técnico: Edson Souza.

FLAMENGO

Bruno; Aírton (Jônatas), Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Leo Moura, Willians, Kleberson (Maxi), Ibson e Juan (Marcelinho Paraíba); Everton e Obina.

Técnico: Cuca.

Cartões amarelos: Edinho, Douglas Silva, Bruno Luiz, Diogo, Marcus Vinícius, Márcio Cleick (BAN); Ibson (Fla)

Renda: R$ 64.330

Público: 6.027 presentes/ 4.694 pagantes

Estádio: da Cidadania.
Data: 29/01/2009.
Árbitro: Djalma Beltrami.
Auxiliares: Dilbert Pedrosa e Cláudio Soares.


Fonte: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Flamengo/0,,MUL977807-9865,00.html

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

TAÇA GUANABARA:VOLTA REDONDA 0 x 1 FLAMENGO

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Dom 01 Fev 2009, 9:52 pm



Josiel marca no fim e dá vitória ao Fla sobre o Voltaço

Atacante faz o seu primeiro gol com a camisa rubro-negra, matém o time com 100% de aproveitamento, e na liderança do Grupo B da Taça GB

Com um gol de Josiel aos 42 minutos do segundo tempo, o Flamengo se manteve com 100% de aproveitamento no Grupo B da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca (assista ao lance no vídeo ao lado). Mesmo com muita dificuldade, o time da Gávea venceu o Volta Redonda por 1 a 0, no Raulino de Oliveira, na Cidade do Aço, e permaneceu na liderança de sua chave.



Com o resultado, o Flamengo chegou aos nove pontos no Grupo B da Taça GB. O Volta Redonda ficou na sexta colocação, com apenas um. Na próxima rodada, o time da Gávea encara o Mesquita, na quarta-feira, no Maracanã. O Voltaço pega o Botafogo, na quinta-feira, no Engenhão.



Fla tem maior posse de bola, mas Voltaço é quem assusta mais



O primeiro tempo começou movimentado, com uma chance para cada lado com pouco mais de cinco minutos de jogo. Logo aos dois, Obina recebeu um cruzamento perfeito de Everton, mas errou a cabeçada de forma bisonha. Três minutos depois, o Volta Redonda foi quem assustou o goleiro Bruno. Vanderson dominou no bico da grande pelo lado esquerdo e acertou uma bomba. A bola estourou no travessão rubro-negro.



A partir daí, o Flamengo passou a tomar conta do jogo, trocando passes e envolvendo o time da Cidade do Aço. Porém, a posse de bola do time da Gávea não resultava em lances de perigo. O Voltaço assustava nos contra-ataques e nos lances de bola parada. Aos 22 minutos, Fabrício Carvalho aproveitou um ótimo cruzamento e cabeceou para uma boa defesa de Bruno.



Três minutos depois, Leo Moura fez a sua primeira grande jogada no primeiro tempo. O jogador passou por dois marcadores, chegou a linha de fundo e cruzou para outra jogada errada de Obina. Aos 30, o Voltaço voltou a assustar. Ricardo arriscou de fora da área e Bruno voltou a salvar o Flamengo. No último minuto da etapa inicial, Dedé aproveitou escanteio e cabeceou rente à trave, assustando os defensores rubro-negros.



Josiel marca o seu primeiro gol com a camisa do Fla



O segundo tempo começou como o primeiro acabou. O Flamengo tinha maior posse de bola, mas quem assustava era o Volta Redonda. A melhor chance do time rubro-negro nos primeiros minutos da etapa final aconteceu aos seis minutos. Marcelinho Paraíba cobrou falta da entrada da área, e a bola passou à esquerda do goleiro Edinho. No lance seguinte, o camisa 1 Bruno falhou, e Zambi, marcado por Aírton, quase marcou.



Aos 16, Willians, um dos destaques do Flamengo no jogo, fez uma ótima jogada pelo lado direito e cruzou para Obina. Na marca do pênalti, o atacante chutou de primeira e a bola passou com perigo por cima do gol de Edinho. Dois minutos depois, o time da Gávea teve uma baixa. Sentindo um problema no joelho, o goleiro Bruno deixou o gramado para a entrada de Diego.



O Volta Redonda voltou a assustar em duas oportunidades. Na primeira, aos 21, Fabrício dominou na entrada da área e chutou por cima do gol de Diego. Dez minutos depois, Zambi chutou de fora da área e o camisa 20 rubro-negro defendeu com tranquilidade. O jogo melhorou com a proximidade do fim. Aos 37, Marcelinho Paraíba dominou na entrada da área e soltou a bomba para Edinho salvar no meio do gol.



Mesmo com a jogada, Marcelinho Paraíba não foi poupado pelos torcedores que compareceram ao Raulino de Oliveira. Com os gritos de "fora, Marcelinho", os rubro-negros hostilizaram o atacante. Aos 42, o Flamengo chegou ao gol da vitória. Egídio, que também teve atuação destacada, cruzou para Josiel, que apenas desviou do goleiro Kléber para balançar a rede e dar a vitória ao Fla.



O gol foi o primeiro do atacante desde que foi contratado pelo Flamengo no ano passado. Aos 47, Marcelinho Paraíba ainda teve a chance de se redimir com o torcedor, mas desperdiçou na frente do goleiro Edinho. No fim, festa na arquibancada e alívio para Josiel.

Ficha técnica: VOLTA REDONDA 0 x 1 FLAMENGO

VOLTA REDONDA:

Edinho; Dedé, Júnior Baiano e Arlindo; Júlio Cézar, Fabrício Carvalho, Bruno Barra, Ricardo (Vandinho), Alan (Lino) e Vanderson Stolk; Zambi.

Técnico: Aílton Ferraz.

FLAMENGO:

Bruno (Diego), Leo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Egídio; Airton (Maxi), Willians, Ibson e Marcelinho Paraíba; Everton (Josiel) e Obina.

Técnico: Cuca.

Cartões amarelos: Fabrício Carvalho, Zambi, Ricardo, Dedé (Volta Redonda); Willians, Aírton, Marcelinho Paraíba (Fla).

Estádio: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.
Data: 01/02/2009.
Árbitro: Lenilton Rodrigues.
Auxiliares: Marco Aurélio Pessanha e Silbert Sisquim.
Público: 15.700 pagantes.
Renda: R$ 220.000,00


Fonte:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Flamengo/0,,MUL981598-9865,00-JOSIEL+MARCA+NO+FIM+E+DA+VITORIA+AO+FLA+SOBRE+O+VOLTACO.html

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

TAÇA GUANABARA: FLAMENGO 4 x 1 MESQUITA

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Qui 05 Fev 2009, 10:37 am



Fla goleia o Mesquita com direito a gols do estreante Zé Roberto e de Bruno
Camisa 10 abre o caminho da vitória, e goleiro completa a festa marcando em cobrança de falta. Rubro-Negro, enfim, vence e convence no Estadual

Cahê Mota
Rio de Janeiro
Tamanho da letra
A- A+
A estreia foi de Zé Roberto, mas não seria errado dizer que pela primeira vez no Campeonato Carioca o Flamengo de 2009 mostrou a sua cara para o torcedor. Com uma boa atuação, com direito ao primeiro gol do meia com a camisa rubro-negra, o time fez 4 a 1 no Mesquita, na noite desta quarta-feira, no Maracanã, e deixou para trás as vitórias sofridas nas primeiras rodadas (assista aos gols no vídeo ao lado). A noite foi de muita festa, pois o goleiro Bruno fez um golaço em cobrança de falta e fechou o placar. É a terceira vez que ele marca na carreira, sendo que todos seus gols foram pelo Rubro-Negro.



Com o resultado, a equipe chegou ao primeiro lugar do Grupo B, com 12 pontos e 100% de aproveitamento - e só perde o posto se o Botafogo derrotar o Volta Redonda, quinta-feira, no Engenhão, por pelo menos três gols de diferença. Everton e Jônatas completaram o placar rubro-negro. Leandro Netto descontou.

Em comum com os triunfos anteriores, a superstição e a estrela do técnico Cuca, que mais uma vez trocou a camisa de cinza para preta no intervalo e mudou a cara da equipe com os jogadores que tem no banco. No próximo sábado, o Flamengo retorna a Volta Redonda, onde venceu o time da casa e o Bangu, para encarar o Macaé, às 18h15m. O Mesquita viaja até Saquarema para pegar o Boavista, domingo, às 17h.



. Confira a classificação e a tabela do Campeonato Carioca



Euforia e decepção rubro-negra em dez minutos



Ao contrário do que vinha acontecendo, o Flamengo iniciou a partida em ritmo acelerado e disposto a acabar com a seca de gols em primeiros tempos no Carioca. Com Marcelinho Paraíba, Zé Roberto e Obina enfiados entre os zagueiros do Mesquita, o Rubro-Negro atacava em velocidade e assustou logo aos dois minutos, em cabeçada de Fábio Luciano após cobrança de falta de Leo Moura. Alonso afastou de soco. Três minutos depois, Willians avançou pela esquerda, cortou para o meio e chutou forte na rede pelo lado de fora.

A mesma jogada se repetiu no minuto seguinte, desta vez pela direita, e o time da Gávea abriu o placar. Elemento surpresa, Willians partiu em velocidade, invadiu a área e chutou cruzado. Esperto, o estreante Zé Roberto foi mais rápido que o zagueiro, se antecipou e mandou para o fundo das redes. O gol do camisa 10 levantou a torcida, que o presenteou com o grito "Ih, f..., o Zé Roberto apareceu", que ano passado era cantado para o atacante Souza.



Enganou-se, no entanto, quem pensou que o Fla finalmente teria uma partida tranquila no Estadual. Em desvantagem, o Mesquita se mandou para o ataque e assustou com o baixinho Fabrício, aos oito. O meia chutou forte da entrada da área e forçou Bruno a fazer grande defesa, espalmando para escanteio. Na sequência do lance, não teve perdão. Maricá cobrou o tiro de canto na primeira trave, Bruno e Willians bobearam, e Leandro Netto empatou a partida de cabeça: 1 a 1.

Tanta ofensividade nos minutos iniciais deixaram as duas equipes mais precavidas na defesa, e os lances de perigo ficaram restritos aos chutes de fora da área de Fabrício, do lado do time da Baixada, e Marcelinho Paraíba, aos 11 e 16, respectivamente. Com Leonardo Moura apagado e Egídio errando muitos passes, Cuca liberou as ações dos meias pelas laterais. E a estratégia quase deu certo.

Aos 21, Marcelinho Paraíba apareceu bem pela direita e cruzou no primeiro pau. Zé Roberto se antecipou ao zagueiro Vanderson e cabeceou para fora. Pelo mesmo setor, Willians apareceu aos 28 e levantou para Obina mergulhar e errar o peixinho. O atacante ainda tentou completar com a mão, mas o lance passou pelo árbitro Antonio Frederico de Carvalho Schneider.



Já diante de uma impaciente torcida, o Flamengo seguiu no ataque, e aos 33 Ronaldo Angelim, homenageado com uma bandeira, desperdiçou chance incrível. Ibson tocou para Marcelinho Paraíba, que descolou lindo passe de letra e deixou o zagueiro na cara do gol. O camisa 4 dominou, olhou e chutou em cima de Alonso. O goleiro ainda salvaria o Mesquita aos 39, em cobrança de falta de Marcelinho Paraíba.

Ao fim do primeiro tempo, a irritação vestia vermelho e preto dentro e fora do gramado. Enquanto a torcida vaiava, Leonardo Moura disparou.

- Eles sempre fazem isso, mas depois comemoram - disse o lateral, como se tivesse antecipando o que estava por vir.



Mais uma vez, superstição de Cuca e banco resolvem



Filme repetido no início do segundo tempo. Sem querer deixar para definir nos minutos finais, o Flamengo fez uma blitz no campo de ataque. Aos dois minutos, Aírton recebeu pela direita e cruzou rasteiro. Fábio Luciano chegou atrasado, e Vinícius fez o corte. O capitão apareceu bem novamente aos sete, quando cabeceou com perigo para defesa de Alonso. Dois minutos depois, foi a vez de Obina finalmente finalizar. Ibson descolou excelente lançamento, o atacante dominou na área, girou para cima da zaga e chutou para mais uma boa defesa do camisa 1 do Mesquita.

Aos 13, a virada. Leonardo Moura fez linda jogada, invadiu a área em velocidade e rolou para trás. Obina passou da bola, mas Everton não perdoou. Valeu tentar com as duas pernas e, no fim, usar a canela para marcar o seu primeiro gol com a camisa rubro-negra. Três minutos depois, mais uma vez o lateral-direito apareceu bem. Ele levantou no segundo pau e deixou Marcelinho livre para cabecear. O meia conclui sem força e facilitou a ação de Alonso.



Aos 23, Ibson esteve perto de desencantar na temporada. O meia aproveitou bobeada da zaga do Mesquita e encheu o pé na entrada da área. A bola tirou tinta do travessão. Pouco depois, aos 26, em lance parecido, foi a vez de Jônatas acertar lindo chute de perna esquerda, aproveitando ajeitada de Obina, e fazer 3 a 1.



A festa rubro-negra ficou completa aos 31. Após pedir por Bruno em duas faltas na entrada da área, a torcida foi atendida. O goleiro partiu para a cobrança e, com perfeição, colocou a bola no ângulo esquerdo, marcando o terceiro gol na carreira. Flamengo 4 a 1.



Com a vitória garantida, o Rubro-Negro não tirou o pé, e Ibson ainda desperdiçou duas boas oportunidades na frente de Alonso, aos 34 e 36, e ouviu a torcida, comemorando como previra Leo Moura, gritar "Olé".



Ficha técnica: FLAMENGO 4 x 1 MESQUITA

FLAMENGO:

Bruno, Leonardo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Egídio (Everton); Aírton, Willians, Ibson e Marcelinho Paraíba (Jônatas); Zé Roberto (Maxi) e Obina

Técnico: Cuca

MESQUITA:

Alonso; Maricá, Vanderson, Vinícius e Nill; Haroldo, Alemão, Ives e Fabrício; Leandro Netto e Cleiton (Bruno)

Técnico: Rubens Filho

Gols: Zé Roberto, aos seis, e Leandro Netto, aos nove do primeiro tempo; Everton, aos 13, Jônatas, aos 26, e Bruno, aos 31 minutos do segundo tempo


Cartões amarelos: Fábio Luciano, Aírton, Zé Roberto e Ibson (Flamengo); Cleiton, Alemão, Haroldo, Alonso, Leandro Netto e Ives (Mesquita).


Estádio: Maracanã
Data: 04/03/2009
Árbitro: Antonio Frederico de Carvalho Schneider
Auxiliares: Michael Correia e Marçal Rodrigues Mendes


Fonte:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Flamengo/0,,MUL987009-9865,00-NA+ESTREIA+DE+ZE+ROBERTO+FLA+DIZ+MUITO+PRAZER+AO+TORCEDOR+E+GOLEIA+O+MESQUI.html

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ouçam aaté o fim, é a melhor música dos desportes

Mensagem por Muhammad Khalid em Qui 05 Fev 2009, 10:43 am

EDITADO POR ESTAR NA AREA FLAMENGUISTA

Muhammad Khalid
Safira
Safira

Número de Mensagens : 137
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

TAÇA GUANABARA: MACAÉ 1 x 2 FLAMENGO

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Sab 07 Fev 2009, 10:42 pm



Zé Roberto faz no fim, e Fla está classificado para as semifinais
Atacante marca de cabeça aos 41 minutos do segundo tempo, time rubro-negro vence o Macaé por 2 a 1 e segue com 100% de aproveitamento

Eduardo Peixoto
Volta Redonda, RJ
Tamanho da letra
A- A+
Mesmo com uma atuação fraca, o Flamengo mostrou competência e manteve os 100% de aproveitamento no Campeonato Carioca deste ano. Com um gol de Zé Roberto aos 41 minutos do segundo tempo, o Rubro-Negro venceu por 2 a 1 o Macaé e garantiu por antecipação uma vaga nas semifinais da Taça Guanabara. Pela terceira vez em cinco partidas a equipe garantiu o resultado positivo nos minutos finais, a exemplo do que ocorreu contra Bangu e Volta Redonda.



O Flamengo fecha a quinta rodada como líder do Grupo B, com 15 pontos. O Macaé ficou com sete pontos e permanece na terceira posição, a dois do Botafogo. O próximo compromisso do Rubro-Negro é contra o Boavista, na próxima quarta-feira, no Maracanã. O Macaé enfrenta o Mesquita fora de casa.



Ouça os gols do jogo pela Rádio Globo AM



O Macaé começou a partida com maior tempo de posse de bola, mas sem conseguir chegar ao gol adversário. O Flamengo também não tinha consistência suficiente para assustar o goleiro Darci. Faltava à equipe uma ligação com o ataque pelo meio, e o apoio dos laterais era tímido.

Por isso, o primeiro chute a gol do Flamengo saiu apenas aos 20 minutos, e por meio do volante Willians, que não levou perigo ao adversário. No entanto, o Rubro-Negro foi aos poucos se impondo e criando mais oportunidades.



Após levar um susto num chute de fora da área de André Gomes que Bruno defendeu aos 25 minutos, o Flamengo chegou a balançar a rede aos 27, com Obina. Mas o assistente Rodrigo Pereira Joia já havia parado o jogo, assinalando um impedimento inexistente de Leo Moura, que havia cruzado para o atacante.

Aos 32 minutos, no entanto, não teve jeito. Zé Roberto avançou pelo lado direito e sofreu falta. O atacante chamou Bruno para a cobrança, mas o goleiro não foi. Nem precisou. Marcelinho Paraíba chutou e acertou o canto direito de Darci, fazendo 1 a 0.

Parecia que pela primeira vez no Carioca de 2009 o Flamengo sairia para o intervalo em vantagem. Mas não neste domingo. Após um contra-ataque do Macaé, Willians cometeu falta em Jackson dentro da área, e o árbitro assinalou pênalti. Wallacer cobrou com extrema precisão, bem no canto direito de Bruno, e empatou, aos 40.

O apito final foi cercado de polêmica. O árbitro Wagner dos Santos Rosa encerrou a primeira etapa no momento em que Wallacer dominava a bola para ligar um contra-ataque. Os jogadores do Macaé reclamaram muito, alegando que poderia ser um lance de gol.





O segundo tempo iniciou com um susto para o Flamengo logo aos 20 segundos. Após receber um passe de Leo Moura, Bruno tentou sair jogando, mas seu passe parou nos pés de Roma. No entanto, o atacante do Macaé não teve competência para vencer o goleiro rubro-negro, que fechou o ângulo e defendeu.

Impaciente com os muitos erros de passe do Flamengo, o técnico Cuca não quis esperar muito para fazer sua primeira modificação. Aos 12 minutos, tirou Marcelinho Paraíba, que apesar do gol marcado pouco produziu, e colocou Jônatas, que cinco minutos depois deu o primeiro chute a gol do Rubro-Negro na segunda etapa. Pouco depois, Josiel entrou no lugar de Everton.



O primeiro sopro de vida do Flamengo na segunda etapa aconteceu aos 23 minutos. Numa troca de passes pelo meio, a bola ficou limpa para Ibson, que chutou da entrada da grande área, mas passou por cima do gol. Obina teve uma chance aos 29 minutos, mas chutou mal. Foi a deixa para o atacante sair de campo ainda sem ter feito um gol sequer, sendo substituído por Maxi.



O Flamengo teve outra grande chance aos 34 minutos, depois que Jônatas cobrou escanteio e Josiel desviou de cabeça, mas Darci fez grande defesa, impedindo o gol. Até que aos 41 minutos, no momento em que o Macaé mandava no jogo, o Rubro-Negro se lançou à frente e garantiu a vitória. Fábio Luciano cruzou na área, e Zé Roberto subiu para cabecear, fechando o placar em 2 a 1. No último lance do jogo, o goleiro Bruno ainda teve a chance de fazer mais um gol de falta, mas a bola passou rente à trave esquerda de Darci.




Ficha técnica: MACAÉ 1 x 2 FLAMENGO

MACAÉ:

Darci, Chiquinho, Otávio, Vinícius e Bill; Leo Gonçalves, André Gomes (Gláuber), Marciel e Wallacer; Roma (Silvestre) e Jackson.

Técnico: Dário Lourenço.

FLAMENGO:

Bruno, Leo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Everton (Josiel); Aírton, Willians, Ibson e Marcelinho Paraíba (Jônatas); Zé Roberto e Obina (Maxi).

Técnico: Cuca.

Gols: Marcelinho Paraíba, aos 32, e Wallacer, aos 40 minutos do primeiro tempo; Zé Roberto, aos 41 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Bill, Leo Gonçalves, Roma (Macaé); Willians, Marcelinho Paraíba, Ronaldo Angelim, Ibson (Flamengo).
Público: 7.817 pagantes (9.079 presentes).
Renda: R$ 101.940,00.
Estádio: da Cidadania, em Volta Redonda (RJ).
Data: 07/02/2009.
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa.
Auxiliares: Jackson Lourenço Massarra dos Santos e Rodrigo Pereira Joia.


fonte:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Campeonato_Carioca/0,,MUL991636-9835,00-COM+UM+GOL+DE+ZE+ROBERTO+FLA+VENCE+E+SE+GARANTE+NA+SEMIFINAL.html

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

TAÇA GUANABARA: FLAMENGO 2 x 2 BOAVISTA

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Qui 12 Fev 2009, 10:47 am



Com sete reservas, Fla empata com Boavista e perde os primeiros pontos
Rubro-negro até sai na frente, mas não consegue manter a vantagem

Thiago Lavinas
Rio de Janeiro

Com um time misto e já classificado para a semifinal da Taça Guanabara, o Flamengo não conseguiu manter os 100% de aproveitamento no Campeonato Carioca e empatou nesta quarta-feira com o Boavista por 2 a 2, no Maracanã. Com isso, o Rubro-negro aguarda o resultado de Friburguense e Botafogo, que se enfrentam nesta quinta, para saber se consegue garantir antecipadamente o primeiro lugar no Grupo B. Com o resultado, o Flamengo chegou aos 16 pontos, contra 12 do Alvinegro. O Boavista, já sem chances de classificação, está com sete pontos.



Na última rodada da Taça Guanabara, o Flamengo faz o clássico contra o Botafogo, no domingo, às 16h, no Maracanã. Já o Boavista encara o Bangu, em casa, no mesmo dia e horário.



Josiel abre o placar



O Flamengo entrou em campo com um time formado por sete jogadores considerados reservas. Com a classificação para a semifinal garantida, além dos desfalques de Juan, lesionado, e Ibson e Willians, suspensos, Cuca resolveu poupar Leo Moura, Airton, Marcelinho Paraíba e Obina. Dos titulares, apenas o goleiro Bruno, os zagueiros Ronaldo Angelim e Fábio Luciano e o meia Zé Roberto foram escalados. E no início parecia não sentir a falta de entrosamento. Jônatas aparecia bem para finalizar na entrada da área. Éverton era uma boa opção pela direita. E Josiel dava trabalho aos zagueiros do Boavista.



Kléberson, por duas vezes, quase marcou em chutes de fora da área. Ambas as conclusões pararam nas mãos do goleiro Vinícius. O Flamengo abriu o placar aos 24 minutos. Após cruzamento de Éverton para a área, o zagueiro Santiago raspou de cabeça e deu um presente para Josiel. A bola sobrou limpa para o atacante na área, que soltou a bomba, de canhota, na frente do goleiro. Um chute forte, sem chance para Vinícius. E saiu para o abraço. Foi o segundo gol de Josiel no Campeonato Carioca.



Josiel comemora o primeiro gol no Maracanã


Jorge William/O Globo
Josiel comemora o primeiro gol no Maracanã Boavista até tocava a bola no meio campo, mas sofria com a forte marcação e não conseguia avançar. Ao 38 minutos, uma bobeira incrível da defesa rubro-negra. Pane geral. Após lançamento para Leandro Cruz, Toró e Bruno vão juntos no lance, mas ficam indecisos e olhando um para o outro. O meia do Boavista chegou e na confusão a bola acabou indo calmamente para o gol. Por sorte, ela saiu muito perto do canto direito.



O lance animou o Boavista, que passou a atacar mais e empatou aos 42 minutos. Tony chutou rasteiro de fora da área e a bola desviou em Toró. Bruno ainda conseguiu fazer uma difícil defesa no canto esquerdo, mas espalmou para o lado. Roberto Santos apareceu e tocou para o gol para empatar: 1 a 1.



Após o gol, alguns torcedores que estavam nas cadeiras azuis começaram a gritar com o técnico Cuca para pedir alterações no time. Queriam a entrada de Vandinho. Educado, o treinador se virou e pediu calma. E o primeiro tempo terminou empatado.



Boavista vira no início do segundo tempo



O Flamengo voltou com duas mudanças para o segundo tempo. Jônatas e Douglas saíram para as entradas de Egídio e Aírton. Mas o time começou o segundo tempo desligado.



O Boavista virou a partida logo aos três minutos. Falta pela esquerda. Após a cobrança, o zagueiro Santiago, mesmo marcado por Fábio Luciano, desviou de cabeça. A bola entrou no canto direito de Bruno, que teve pouca reação para tentar a defesa: 2 a 1 Boavista.



Logo depois, outro susto para a torcida rubro-negra. Toró fez falta na intermediária. Bruno Moreno soltou uma bomba e a bola explodiu no travessão do goleiro Bruno.



Na lateral do campo, o supersticioso Cuca, que mais uma vez trocou a camisa cinza pela preta no intervalo, tentava acertar o posicionamento do time. Mas a equipe só se acalmou após o gol de empate de Fábio Luciano na velha e eficiente jogada aérea rubro-negra. Após cobrança de falta de Kléberson pela esquerda, o capitão desviou de cabeça no canto de Vinícius, que não alcançou a bola. Tudo igual: 2 a 2. Foi o primeiro gol de Fábio Luciano na temporada.



Após o gol, o Flamengo passou a pressionar. Mas era pouco objetivo. Aos 26 minutos, Fábio Luciano marcou novamente. Porém, o gol foi bem anulado pelo árbitro Wagner do Nascimento Magalhães já que o zagueiro ajeitou a bola com o braço antes de finalizar.



O Boavista tentava explorar alguns contra-ataques, sem sucesso. Em um deles, Leandro Cruz foi arriscar um chute e a bola saiu totalmente torta para a lateral. O técnico Julio Marinho colocou a mão na cabeça e resolveu tirar o meia de campo.



A melhor chance de o Flamengo desempatar ocorreu aos 32 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou na marca do pênalti para Kléberson, que chutou forte. O goleiro Vinícius caiu no canto direito e defendeu.





Ficha técnica: FLAMENGO 2 x 2 BOAVISTA

FLAMENGO:

Bruno; Douglas (Aírton), Fábio Luciano e Ronaldo Angelim; Éverton Silva, Toró, Jônatas (Egídio), Kleberson e Everton (Paulo Sérgio); Zé Roberto e Josiel.

Técnico: Cuca.

BOAVISTA:

Vinícius, Rogério Rios, Bruno Costa, Santiago e Hamilton; Thiaguinho, Fernando Bob, Bruno Moreno (Mancuso) e Leandro Cruz (Paulo Rodrigues); Tony e Roberto Santos (Romarinho).

Técnico: Julio Marinho.

Gols: Josiel aos 24; Roberto Santos aos 42 minutos do primeiro tempo; Santiago aos 3 minutos; Fábio Luciano aos 13 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Douglas, Toró (Flamengo); Leandro Cruz, Fernando Bob, Roberto Santos, Thiaguinho (Boavista)

Público: 6.257 pagantes

Renda: R$ 61.622,00

Estádio: Maracanã (Rio de Janeiro).

Data: 11/02/2009.

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães.

Auxiliares: Hilton Moutinho e Francisco Pereira.


Fonte:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Flamengo/0,,MUL998104-9865,00-COM+SETE+RESERVAS+FLA+EMPATA+COM+BOAVISTA+E+PERDE+OS+PRIMEIROS+PONTOS.html

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

TAÇA GUANABARA:BOTAFOGO 1 x 1 FLAMENGO

Mensagem por EVANGELISTA/RJ/MSN em Seg 16 Fev 2009, 12:36 pm



Fla troca de xodó, empata com o Botafogo e garante a liderança do Grupo B
Vaiado, Obina perde pênalti e vê Josiel salvar o Rubro-Negro aos 48 do segundo tempo. Na semi, Fla pega o Resende. Bota encara o Flu

Cahê Mota
Rio de Janeiro
Tamanho da letra
A- A+
Na técnica, Flamengo e Botafogo, com times mistos, deixaram a desejar, mas, para variar, não faltou emoção no clássico que definiu as duas últimas edições do Estadual. No jogo que marcou o fim da lua-de-mel com Obina, a torcida rubro-negra já encontrou um novo xodó: Josiel. Com um gol do atacante aos 48 do segundo tempo, o Fla empatou por 1 a 1 e garantiu a primeira posição do Grupo B da Taça Guanabara.

Com 17 pontos, o Rubro-Negro encara o Resende. Já o Alvinegro, com 16, seguiu na segunda posição e encara o Fluminense. Tudo isso, no entanto, depende do Tribunal de Justiça Desportiva, que julga na próxima terça o recurso do Vasco para recuperar os seis pontos perdidos pela escalação irregular do meia Jéferson. Caso o time da Colina leve a melhor no tribunal, o Rubro-Negro encara o Fluminense, e o Botafogo pega o Vasco na semifinal. As datas dos confrontos não foram definidas pela FERJ.



C onfira a classificação final da primeira fase da Taça Guanabara



Segurança alvinegra supera desorganização do Fla



Cheios de modificações, Flamengo e Botafogo começaram a partida marcando muito no meio-campo e errando muitos passes. Com o jogo truncado, a solução era arriscar de longe, e o Alvinegro foi o primeiro a usar deste artifício. Aos 5 minutos, Leandro Guerreiro chutou da entrada da área e assustou Bruno.

Já o Flamengo tentava encontrar espaços trocando passes no campo de ataque e, aos 7, Zé Roberto cruzou na área e Egídio emendou bonito de canhota. A bola explodiu em Thiaguinho. No minuto seguinte, o próprio camisa 10 resolveu arrematar, mas isolou, após passe de Ibson.

Enquanto isso, o Botafogo seguia tendo os chutes de longe como arma. Aos 13, Reinaldo invadiu a área, deixou Willians para trás e errou o alvo. Três minutos depois, o atacante fez o papel de garçom, tabelou com Batista e viu o volante abrir o placar. Da meia-lua, o volante bateu rasteirinho no canto direito de Bruno e colocou o Botafogo em vantagem: 1 a 0.

Desorganizado e mal postado na defesa, o Flamengo era nulo no ataque e tinha dificuldades para conter as investidas do trio formado por Diego, Reinado e Lucas Silva. Aos 25, Alessandro descolou bom cruzamento e Diego, sozinho na marca do pênalti, cabeceou nas mãos de Bruno. Logo depois, quem teve grande chance foi Lucas Silva, que ficou frente a frente com o goleiro do Fla e chutou para fora.

Aos 30, o Rubro-Negro conseguiu respirar. Egídio lançou Obina na área, o atacante não dominou a bola e trombou com Renan. O lance irritou a torcida, que passou a vaiar o ex-xodó. Insistente, em seguida o Anjo Negro emendou de primeira após passe de Jônatas e levou perigo ao gol de Renan. As investidas do Botafogo, porém, eram mais eficientes. Aos 33, Túlio Souza driblou Fábio Luciano com facilidade e, do bico da área, bateu para fora.

Seguro, o Botafogo não dava espaços na defesa e só aí o Flamengo passou a chutar de longe. Aos 36 e aos 38, Jônatas arriscou de perna direita e Renan fez duas boas defesas. Na última boa chance da primeira etapa, Bruno cobrou falta pelo lado direito e isolou. Na saída de campo, o goleiro não escondeu a irritação.

- Temos que mostrar vontade.



Obina não espanta a má fase, e Renan se consagra



Se a técnica deixava a desejar, o Flamengo voltou para a segunda etapa disposto a colocar um ponto final aos gritos de queremos raça do torcedor e partiu para o ataque. Aos 5, Jônatas inverteu a jogada para Willians, que cruzou para Egídio na pequena área. O lateral-esquerdo foi empurrado por Alessandro e o árbitro José Alexandre Barbosa Lima marcou pênalti. Na cobrança, nem Ibson, nem Leo Moura, cobradores oficiais. Obina pegou a bola para acabar com o jejum de gols e foi vaiado pela torcida. Cuca pediu apoio para o atacante, mas não deu certo. Ele correu com estilo, ajeitou o corpo e bateu mal no canto esquerdo de Renan, que fez bela defesa.

Ainda desorganizado, o Flamengo se mantinha no ataque, apelava para as bolas aéreas, mas não era levava perigo. O Botafogo, ao contrário, saia em velocidade nos contra-ataques e aos 13 Reinaldo deixou Wellington Júnior sozinho na frente de Bruno. O jovem se enrolou todo e chutou para fora. Dois minutos depois, esperança rubro-negra e briga entre os botafoguenses.

Jônatas foi derrubado por Fahel na entrada da área e todo o time do Botafogo protestou contra o árbitro José Alexandre Barbosa Lima. No tumulto, Reinaldo e Thiaguinho se desentenderam e por pouco não trocaram socos. Jougle acalmou os ânimos da dupla. Na cobrança da falta, Bruno acertou a barreira. Aos 18, mais um contragolpe perigoso do Glorioso. Thiaguinho tabelou com Lucas Silva, deixou Thiago Sales para trás, mas chutou mal para a defesa de Bruno.


Muito vaiado, Obina deu lugar a Josiel e logo no primeiro lance o camisa 9 quase empatou o jogo aos 24. Éverton Silva fez boa jogada e cruzou no segundo pau, o atacante cabeceou firme e tirou tinta da trave esquerda de Renan. Cinco minutos depois, o goleiro do Botafogo apareceu bem em duas oportunidades. Primeiro, após lançamento de Jônatas, Leandro Guerreiro jogou contra o patrimônio e o camisa 1 fez linda defesa. Em seguida, o camisa 5 apareceu novamente e chutou forte. Renan defendeu com um soco.



E o goleiro alvinegro seguiu fazendo a diferença aos 32. Josiel recebeu passe na área, levou a melhor na dividida com Leandro Guerreiro e chutou rasteiro para Renan pegar firme. Em ritmo de pelada, o Flamengo se mandou de qualquer forma para o ataque e partiu para o abafa. O Botafogo segurou a pressão e desperdiçou muitos contra-ataques. No minuto final, no entanto, o castigo. Zé Roberto invadiu a área e chutou forte de canhota. Renan, mais uma vez, fez sua parte, mas no rebote, Josiel, sozinho, empurrou para o gol vazio: 1 a 1 no placar, e o Flamengo em primeiro na tabela.



Ficha técnica: BOTAFOGO 1 x 1 FLAMENGO

BOTAFOGO:

Renan, Alessandro, Wellington, Leandro Guerreiro e Thiaguinho (Alex); Túlio Souza (Jougle), Fahel, Batista e Lucas Silva; Reinaldo e Diego (Wellington Júnior).

Técnico: Ney Franco.

FLAMENGO:

Bruno, Willians, Fábio Luciano e Thiago Sales; Leo Moura, Toró (Fierro), Jônatas, Ibson e Egídio (Éverton Silva); Zé Roberto e Obina (Josiel).

Técnico: Cuca.

Gols: Batista, aos 16 do primeiro tempo. Josiel, aos 48 do segundo tempo.

Cartões amarelos: Leonardo Moura e Thiago Sales (Flamengo); Diego, Wellington Júnior, Fahel e Leandro Guerreiro (Botafogo).

Estádio: Maracanã.
Data: 15/02/2009.
Árbitro: José Alexandre Barbosa Lima.
Auxiliares: Wagner de Almeida Santos e Raimundo Araújo dos Santos.


Fonte:

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Campeonato_Carioca/0,,MUL1003102-9835,00.html

EVANGELISTA/RJ/MSN
administrador
administrador

Número de Mensagens : 6000
flag : Brasil
Data de inscrição : 14/04/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mengão no campeonato Carioca 2009

Mensagem por Muhammad Khalid em Seg 16 Fev 2009, 3:42 pm

Muhammad Khalid escreveu:EDITADO POR ESTAR NA AREA FLAMENGUISTA
$@#@%*@ te pego @@$$#%% a esposa!

Que infantilidade querer ser superior ao Corinthians! :risadinha:

Você tem medo de ficar para trás postando sozinho? ai, caramba! oh my ta loco cutucadinha

Muhammad Khalid
Safira
Safira

Número de Mensagens : 137
flag : Brasil
Data de inscrição : 31/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mengão no campeonato Carioca 2009

Mensagem por Adriane Cunha em Seg 16 Fev 2009, 8:26 pm

Meeeengo! Rs...


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mengão no campeonato Carioca 2009

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:27 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum