.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Últimos assuntos
» Pr Paulo Brasil - Nota triste de falecimento
Hoje à(s) 8:23 am por Ed

» Já existíamos antes de nascermos
Ontem à(s) 5:37 pm por Eterna

» Um conselho aos debatedores de internet
Ontem à(s) 4:18 pm por Eterna

» Eleição, a dor e a loucura do incrédulo.
Ontem à(s) 4:03 pm por Eterna

» Qual a verdadeira intenção dos organizadores das manifestações?
Ontem à(s) 3:33 pm por Cartman

» Noticiário Escatológico
Ontem à(s) 12:15 pm por Jarbas

»  Endurecimeto do Faraó
Ontem à(s) 4:14 am por Lit San Ares

» Livre arbítrio, auto idolatria
Ontem à(s) 3:39 am por Lit San Ares

» PREDESTINAÇÃO DE DEUS
Sab 03 Dez 2016, 10:10 pm por gusto

Quem está conectado
56 usuários online :: Nenhum usuário registrado, 1 Invisível e 55 Visitantes :: 2 Motores de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

Profecia sobre o futuro de Jerusalém - Spurgeon

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Profecia sobre o futuro de Jerusalém - Spurgeon

Mensagem por Luiz Carlos de Almeida em Sab 24 Jan 2009, 8:05 am

Em vista do conflito corrente que toma lugar no Oriente Médio, muitas mentes estão se perguntando sobre o que o futuro reserva para os Judeus e para Jerusalém. Você pode considerar de interesse os comentários de C. H. Spurgeon em seu sermão, O HOMEM COM O CORDEL DE MEDIR, Púlpito do Tabernáculo Metropolitano, Volume 10, 1864. Disponível aqui


Almeida Corrigida e Revisada Fiel
Zacarias 2 | Capítulo anterior | Próximo capítulo
1 TORNEI a levantar os meus olhos, e vi, e eis um homem que tinha na mão um cordel de medir.
2 E eu disse: Para onde vais tu? E ele me disse: Vou medir Jerusalém, para ver qual é a sua largura e qual o seu comprimento.
3 E eis que saiu o anjo que falava comigo, e outro anjo lhe saiu ao encontro.
4 E disse-lhe: Corre, fala a este jovem, dizendo: Jerusalém será habitada como as aldeias sem muros, por causa da multidão dos homens e dos animais que haverá nela.
5 Pois eu, diz o Senhor, serei para ela um muro de fogo em redor, e para glória estarei no meio dela.


É evidente que esta visão e esta profecia graciosamente revela a história futura de Jerusalém. Você pode espiritualizá -la, se vocês quiserem, e dizer [aplicando num sermão] que Jerusalém significa a Igreja — mas eu oro para que vocês não se esqueçam o significado literal de tais palavras como estas no décimo-segundo versículo — “Então o Senhor herdará de Judá como Sua porção na Terra Santa, e ainda escolherá Jerusalém.”

Jerusalém é falada e Jerusalém é significativa. Um homem com um cordel de medir está a ponto de medir o cumprimento e a largura da cidade. Ele parece ser interrompido em seu trabalho por outro anjo que prediz que tão grandemente se estenderá Jerusalém que ela será como uma aldeia sem muros, por causa da multidão dos homens e da criação de animais que nela haverá.

Esta profecia ainda não tem sido cumprida — ela pode ter tido algum cumprimento parcial nesse tempo de paz antes da vinda do Salvador, mas até então Jerusalém fora circundada três vezes por um muro. E embora seja verdadeiro que existia uma larga população suburbana, a cidade então não era ainda “como as aldeias sem muros,” nem estava a Glória de Deus no meio dela em algum nível eminente. Creio que esta passagem se refere a um feliz e glorioso futuro ainda porvir quando a cidade de Jerusalém não terá muros, exceto a proteção do Senhor, mas será extensa para todos os lados.

O povo Judeu e sua cidade real permanecerá o centro das manifestações da Glória Divina, precisamente como a cidade de Londres ainda permanece o centro da metrópole. Mas as nações da Terra serão associadas ao Senhor de sorte que, enquanto Jerusalém permanecer a cidade do Grande Rei, os fiéis entre os povos de todas as nações serão, por assim dizer, uma população suburbana da cidade escolhida e o Reino do Messias se estenderá por todos os lados. Jerusalém será reconstruída em mais do que seu antigo esplendor. Os Judeus serão restaurados à sua própria terra. E o Messias reinará como um príncipe da Casa de Davi.

Não podemos entender muitas porções da Escritura exceto sobre esta crença. Se é assim parece de acordo com esta profecia de que Deus será a proteção desta grande cidade e a glória no meio dela. Todos os seus filhos serão reunidos desde seus lugares divagantes distantes. E aonde eles têm se associado com o Anticristo, eles ouvirão a voz que diz: “Ah, Sião! Escapa tu que habitas com a filha de Babilônia.”

Cristo Mesmo cumprirá Sua promessa: “Ora, Eu venho.”

As nações serão julgadas. Deus sacudirá Suas mãos sobre todas as terras e provê-las-á como um despojo para Seu povo. Sião cantará e se rejubilará — seu Senhor e Rei habitará no meio dele — muitas nações associar-se-ã o a Jeová e Ele, de litoral a litoral, reinará enquanto toda a carne estiver calada diante dEle porque Ele se levantou de Sua santa morada.

Não sou dado a profecias e temo que o fixar de datas e períodos tenha sido excessivamente injurioso a todo o sistema de ensino premilenista. Mas penso que claramente vejo na Escritura que o Senhor Jesus Cristo virá — até agora eu levo e tomo minha posição — que Ele virá pessoalmente reinar sobre esta Terra. Em Sua vinda parece claro a mim que Ele juntar-se-á ao povo Judeu. Jerusalém tornar-se-á a metrópole do novo império que estender-se-á então de pólo a pólo, desde o rio até os confins da Terra. Se esta é uma correta interpretação de profecia, vocês podem ler todo este capítulo até o final e entendê-lo — vocês terão a chave para cada sentença! Sem uma tal crença não vejo como interpretar o significado do Profeta.

Caros Amigos, podemos ás vezes refrescar nossas mentes com uma perspectiva do reino que está logo a cobrir todas as terras e fazer o sol e a lua envergonhados pela sua glória superior! Não estamos a nos satisfazer em profecias, como alguns fazem, fazendo delas sua carne, guarnição e bebida espirituais. Ainda assim podemos tomá-las como bocados selecionados e manjares especiais postos sobre a mesa. São condimentos que podem freqüentemente dar um sabor mais doce, ou, se você quiser, uma maior acritude e sabor para outras doutrinas. Pareceres Proféticos iluminam a coroa de Jesus com um esplendor superior.

Elas fazem Sua Humanidade parecer ilustre como vêmo-lO todavia em relação com a Terra — ter um reino aqui bem como lá — assentar-se sobre um trono aqui bem como lá nos céus! Para sujeitar Seus adversários até sobre este Acéldama, como no domínio de espíritos! Para fazer até desta pobre Terra sobre a qual o rastro da serpente está tão manifesta um lugar onde a Glória do Senhor será revelada e toda a carne junta ve-la-á. Se nosso parecer da profecia é o correto, ele parece estar em perfeita harmonia com todas as doutrinas do Evangelho.

Deus certamente elegeu Seu povo, os Judeus. Fez uma Aliança com Seu servo Abraão e embora vocês lembrar-se-ão de que esta foi somente uma aliança temporal, lembraria a vocês que foi o tipo da espiritual e que seria uma reflexão infeliz para nós se a típica Aliança devesse provar ser somente provisória bem como temporária! Se aquela veio a um fim e se Deus jogou fora, em algum sentido, o povo a quem Ele conheceu de antemão, pode nos predizer o mau presságio que talvez Ele possa jogar fora Sua semente espiritual também — e que aqueles que foram escolhidos como a semente espiritual de Abrahão poderiam, contudo, ser cortados da oliveira na qual foram enxertados. Se os ramos naturais são jogados fora para sempre, por que não os ramos enxertados, também?

Mas aqui está nossa alegria — o Deus que jurou a Seu servo Abraão que a ele e a sua semente daria a terra para sempre não tem voltado atrás em Sua Palavra — eles possuirão a terra. Seus pés alegremente pisarão seus acres frutíteros ainda novamente. Eles assentar-se-ã o, cada homem, sob sua própria vinha e sob sua própria figueira e nenhum deles se fará temeroso.

E assim a semente espiritual a quem a herança espiritual está dada como por uma Aliança de Sal que também possuirá sua herança para sempre e de sua justa porção nenhum ladrão despojá-los-á.

Permissão concedida para cópia e uso deste artigo.


E as doze portas eram doze pérolas; cada uma das portas era uma pérola; e a praça da cidade de ouro puro, como vidro transparente. - Apo 21:21

Luiz Carlos de Almeida
Quartzo
Quartzo

Número de Mensagens : 98
flag : Brasil
Data de inscrição : 26/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Profecia sobre o futuro de Jerusalém - Spurgeon

Mensagem por Jarbas em Sab 24 Jan 2009, 10:05 am

.......

Bom essa profecia abaixo será cumprida durante os mil anos dos reinado de Jesus Cristo...

1 TORNEI a levantar os meus olhos, e vi, e eis um homem que tinha na mão um cordel de medir.
2 E eu disse: Para onde vais tu? E ele me disse: Vou medir Jerusalém, para ver qual é a sua largura e qual o seu comprimento.
3 E eis que saiu o anjo que falava comigo, e outro anjo lhe saiu ao encontro.
4 E disse-lhe: Corre, fala a este jovem, dizendo: Jerusalém será habitada como as aldeias sem muros, por causa da multidão dos homens e dos animais que haverá nela.
5 Pois eu, diz o Senhor, serei para ela um muro de fogo em redor, e para glória estarei no meio dela.




Porque no final da tribulação, essa Jerusalém que existe HOJE será queimada no fogo conforme o que está escrito em Apocalipse 17 e 18... E os dez chifres que viste na besta são os que odiarão a prostituta, e a colocarão desolada e nua, e comerão a sua carne, e a queimarão no fogo.... E também como Jesus disse... "Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada." (Mateus 24 : 2)... E Jesus fará uma nova Jerusalém... "E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido." (Apocalipse 21 : 2)

Quando tudo isso estiver para acontecer, os eleitos de Deus escutarão a Sua voz... "E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas." (Apocalipse 18 : 4)


Maranata.



"Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem."  (Lucas 21 : 36)

"Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados;"  (II Pedro 2 : 9)


"PERECE o justo, e não há quem considere isso em seu coração, e os homens compassivos são recolhidos, sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal."  (Isaías 57 : 1)


"O temor do SENHOR é odiar o mal; a soberba e a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu odeio."
  (Provérbios 8 : 13)

Jarbas
‎moderador
‎moderador

Número de Mensagens : 15314
Localização : Goiânia - Go
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum