.....................................................
Que bom que você entrou Convidado
Quem está conectado
43 usuários online :: 1 usuário cadastrado, 1 Invisível e 41 Visitantes :: 2 Motores de busca

Christiano

O recorde de usuários online foi de 2364 em Seg 19 Dez 2011, 5:49 pm
Consulta Bíblica
Ex: fé - Ex: Gn 1:1-10

A Inspiração no Novo Testamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

b?blia A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por Luís em Qui 18 Dez 2008, 12:29 pm

Somente por volta século III afirmou-se ou creu-se que os livros constituintes do Novo Testamento eram inspirados. Lembremos que havia um grande número de livros, Evangelhos, Epístolas e Atos, e que homens “não inspirados” selecionaram quais deles eram “inspirados”. Entre os “Pais” havia grandes divergências de opinião quanto aos livros realmente inspirados; muita discussão e muito ódio.

Vários dos livros atualmente considerados espúrios eram julgados divinos por muitos dos “Pais”; alguns dos que atualmente são considerados inspirados eram tidos como espúrios. Muitos dos primeiros cristãos e alguns dos “Pais” repudiaram o Evangelho de João, a Epístola dos Hebreus, de Judas, de Tiago, de Pedro e a Revelação S. João.

Por outro lado, muitos deles consideravam o Evangelho dos Hebreus, dos Egípcios, a Pregação de Pedro, o Pastor de Hermas, a Epístola de Barnabé, a Revelação de Pedro, a Revelação de Paulo, a Epístola de Clemente, o Evangelho de Nicodemos, como autênticos livros inspirados. Dentre esses livros, e muitos outros, os cristãos selecionaram os inspirados. Os homens que fizeram a seleção eram ignorantes e supersticiosos.

Acreditavam firmemente em milagres. Pensavam que doenças tinham sido curadas pelos aventais e lenços dos apóstolos, pelos ossos dos mortos. Acreditavam na fábula da Fênix e também que a hienas mudavam de sexo anualmente. Os homens que, ao longo de muitos séculos, fizeram a seleção estavam inspirados? Aqueles homens – ignorantes, crédulos, estúpidos e maliciosos – eram tão bem qualificados para julgar a “inspiração” quanto os estudiosos de nosso tempo?

O que nos prende à opinião deles? Não temos o direito de julgar nós mesmos? Erasmo, um dos líderes da Reforma, declarou que a Epístola dos Hebreus não havia sido escrita por Paulo, negou a inspiração da Segunda e Terceira de João e também a da Revelação. Lutero tinha a mesma opinião.

Declarou que Tiago era uma epístola sem valor e negou a inspiração da Revelação. Zwingli rejeitou o livro da Revelação e mesmo Calvino negou que Paulo era o autor de Hebreus. A verdade é que os protestantes só entraram em acordo quanto à inspiração dos livros em 1647, na Assembléia de Westminster. Para provar que um livro é inspirado é preciso provar a existência de Deus. Também é necessário provar que este Deus pensa, age, tem objetivos, finalidades e alvos.

Fazê-lo é um pouco difícil. É impossível conceber a idéia de um ser infinito. Não tendo a concepção de um ser infinito, é impossível dizer se todos fatos que conhecemos tendem a provar ou refutar a existência de tal ser. Deus é uma suposição. Mas mesmo admitindo-se a existência de Deus, como poderíamos provar que ele inspirou os escritores dos livros da Bíblia? Como um homem pode estabelecer a inspiração de outro? Como um homem inspirado pode provar que está inspirado? Como ele próprio sabe que está inspirado? É impossível provar o fato de se estar inspirado. A única evidência que possuímos é a palavra de um homem.

O que é inspiração? Deus usa homens como instrumentos? Fez com que escrevessem seus pensamentos? Tomou posse de suas mentes e suprimiu suas vontades? Esses escritores estavam apenas parcialmente controlados, daí seus equívocos, sua ignorância e seus preconceitos estarem misturados com a sabedoria de Deus? Como podemos distinguir os erros do homem dos pensamentos de Deus?

Podemos fazê-lo sem estarmos inspirados? Se os autores originais estavam inspirados, então os tradutores também deveriam estar, assim como os intérpretes da Bíblia. Como é possível a um ser humano ter consciência de que está inspirado por um ser infinito? Mas de uma coisa podemos ter certeza: um livro inspirado certamente deve ser superior a quaisquer outros livros produzidos por homens não inspirados.

Deve, acima de tudo, ser verdadeiro, repleto de sabedoria, prosperidade e beleza – deve ser perfeito. Os ministros perguntam-se como posso ser pervertido o suficiente para atacar a Bíblia. Bem, vou responder: este livro, a Bíblia, perseguiu – às vezes até a morte – os melhores e mais sábios dentre os homens. Este livro atravancou e paralisou o progresso da raça humana. Este livro envenenou as fontes do conhecimento e descaminhou as energias do homem. Este livro é inimigo da liberdade – apóia a escravidão.

Este livrou semeou o ódio em famílias e nações, alimentou as chamas da guerra e empobreceu o mundo. Este livro é o sustentáculo dos reis e tiranos – o escravizador de mulheres e crianças. Este livro corrompeu parlamentos e cortes. Este livro fez com que faculdades e universidades ensinassem erros e odiassem a ciência. Este livro encheu a cristandade de seitas odiosas, cruéis, ignorantes e autoritárias. Este livro ensinou o homem a matar seus semelhantes em nome de Deus.

Este livro fundamentou a Inquisição, inventou instrumentos de tortura, construiu calabouços nos quais homens bondosos apodreciam, forjou as correntes que se enferrujaram envolvendo seus corpos e erigiu os patíbulos nos quais foram mortos. Este livro colocou os justos em troncos(4). Este livro despojou a razão da mente de milhões e encheu os asilos de malucos. Este livro fez com que pais e mães derramassem o sangue de seus bebês. Este livro era o tablado sobre o qual as mães escravas ficavam durante os leilões que as separariam de suas crianças.

Este livro rendeu muito aos vendedores de escravos e transformou carne humana em mercadoria. Este livro acendeu as chamas que consumiram as “bruxas” e “feiticeiras”. Este livro transformou a escuridão na morada de fantasmas e os corpos de homens e mulheres na morada de demônios. Este livro poluiu as almas dos homens com o infame dogma da danação eterna. Este livro transformou a credulidade na maior das virtudes e a investigação no maior dos crimes.

Este livro encheu nações de eremitas, monges e freiras – de gente fanática e inútil. Este livro colocou os santos ignorantes e imundos acima dos filósofos e filantropos. Este livro ensinou o homem a desprezar as alegrias desta vida para poder ser feliz na outra – a desperdiçar este mundo em nome do próximo.

Ataco este livro porque é um inimigo da liberdade humana – a maior travanca no progresso da humanidade.

Fonte: Ingersoll - Sobre a Biblia Sagrada

Luís
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4099
flag : Canada
Data de inscrição : 08/12/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por Adriane Cunha em Qui 18 Dez 2008, 10:15 pm

Luís escreveu:Ataco este livro porque é um inimigo da liberdade humana – a maior travanca no progresso da humanidade.

Uma lembrança de um grande amigo agnóstico, do extinto Fórum Melodia...

"Adriane! Não se entristeça! A gente passa, mas o evangelho sempre permanecerá, apesar de nós agnósticos..."

Em Cristo Jesus...


cafezinho "Sempre fica um pouco de perfume nas mãos que oferecem flores."

Adriane Cunha
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4899
flag : Israel
Data de inscrição : 03/10/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por darkshi em Dom 21 Dez 2008, 3:17 pm

Que texto infantil....


"Teleology is like a mistress to a biologist: he cannot live without her but he's unwilling to be seen with her in public." J. B. S. Haldane

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Ter 23 Dez 2008, 10:01 pm

Luís escreveu: Aqueles homens – ignorantes, crédulos, estúpidos e maliciosos – eram tão bem qualificados para julgar a “inspiração” quanto os estudiosos de nosso tempo?

Exemplo de um dos homens que você chama de ignorante e sem qualificação: Santo Agostinho. Fiz faculdade de Direito, uma faculdade que não é religiosa, e até hoje estudamos sobre Santo Agostinho, sobre S.Tomas de Aquino, e outros que, de acordo com os professores, foram uns dos homens mais inteligentes que a humanidade já viu. Isso porque ele era, segundo o Luis, um ignorante.

Luis, será que daqui a 1.500 anos estarão estudando as suas obras nas faculdades ??? Alguém lembrará e falará de você e de suas qualificações ?

Santo Agostinho nasceu em 354. Tornou-se Católico ao ouvir a pregação de Santo Ambrósio e no ano de 391 é sagrado Bispo de Hipona, na Africa. Em sua obra chamada " A Doutrina Cristã ", que é um tratado de exegese bíblica, o então Bispo de Hipona relatou quais eram os Livros que a Igreja na Africa considerava inspirados. Esse Canon elencado por Santo Agostinho é o mesmo que é usado hoje nas Bíblicas católicas. (os reformadores que mais de mil anos depois de Agostinho, resolveram mutilar a Bíblia retirando alguns Livros, sem terem nenhuma autoridade para isso que não seja o próprio umbigo e resolveram também acrescentar uma nova doutrina que eles inventaram: a falsa doutrina do "só a Bíblia", que a Bíblia mesma nunca ensinou e nem o Simbolo dos Apóstolos e em Simbolo Niceno Constatinopolitano).

É importante observar que no canon de Hipona ( elencado por S.Agostinho) há um trecho que diz: " Sobre a confirmação deste canon se consultará a Igreja do outro lado do mar". Essa Igreja do outro lado do mar é a Igreja em Roma, o Papa. Os Bispos, desde o inicio da Igreja, vivivam unidos ao Bispo de Roma, sinal da unidade da Igreja, sucessor de Pedro. Os estudiosos católicos dizem que isso é uma prova do primado do Bispo de Roma (autoridade do Bispo de Roma sobre toda a Igreja) e há os que não concordam com isso mas reconhem que há, sem dúvida, o primado de honra do Bispo de Roma (Primeiro entre iguais).


Luís escreveu: O que nos prende à opinião deles? Não temos o direito de julgar nós mesmos? Erasmo, um dos líderes da Reforma, declarou que a Epístola dos Hebreus não havia sido escrita por Paulo, negou a inspiração da Segunda e Terceira de João e também a da Revelação. Lutero tinha a mesma opinião.

Declarou que Tiago era uma epístola sem valor e negou a inspiração da Revelação. Zwingli rejeitou o livro da Revelação e mesmo Calvino negou que Paulo era o autor de Hebreus. A verdade é que os protestantes só entraram em acordo quanto à inspiração dos livros em 1647, na Assembléia de Westminster.

Pois é.... negam a Tradição vinda desde os primeiro séculos por algo inventado no século 17. Embora Paulo tenha falado que mesmo se um Anjo anunciasse algo diferente do que era anunciado... mas anunciaram algo diferente e a Igreja Evangelica segui esse anuncio diferente, com mutilação da Bíblia e tudo...

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por guardiao em Ter 23 Dez 2008, 10:03 pm

Credo mazzo, faz um tempão que voce não aparece, tudo bem contigo amigo?


Difícil não é lutar pelo que mais se quer, mas sim desistir de quem mais se ama. Eu precisei desistir, mas não pense que desisti por não ter força pra lutar, mas sim por não ter mais condição de sofrer...



Off temporariamente

guardiao
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1391
Idade : 35
Localização : Silent Hill
flag : Brasil
Data de inscrição : 16/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por dedo-duro em Ter 23 Dez 2008, 10:24 pm

mazzo3 escreveu:
Luís escreveu: Aqueles homens – ignorantes, crédulos, estúpidos e maliciosos – eram tão bem qualificados para julgar a “inspiração” quanto os estudiosos de nosso tempo?

Exemplo de um dos homens que você chama de ignorante e sem qualificação: Santo Agostinho. Fiz faculdade de Direito, uma faculdade que não é religiosa, e até hoje estudamos sobre Santo Agostinho, sobre S.Tomas de Aquino, e outros que, de acordo com os professores, foram uns dos homens mais inteligentes que a humanidade já viu. Isso porque ele era, segundo o Luis, um ignorante.

Luis, será que daqui a 1.500 anos estarão estudando as suas obras nas faculdades ??? Alguém lembrará e falará de você e de suas qualificações ?

Santo Agostinho nasceu em 354. Tornou-se Católico ao ouvir a pregação de Santo Ambrósio e no ano de 391 é sagrado Bispo de Hipona, na Africa. Em sua obra chamada " A Doutrina Cristã ", que é um tratado de exegese bíblica, o então Bispo de Hipona relatou quais eram os Livros que a Igreja na Africa considerava inspirados. Esse Canon elencado por Santo Agostinho é o mesmo que é usado hoje nas Bíblicas católicas. (os reformadores que mais de mil anos depois de Agostinho, resolveram mutilar a Bíblia retirando alguns Livros, sem terem nenhuma autoridade para isso que não seja o próprio umbigo e resolveram também acrescentar uma nova doutrina que eles inventaram: a falsa doutrina do "só a Bíblia", que a Bíblia mesma nunca ensinou e nem o Simbolo dos Apóstolos e em Simbolo Niceno Constatinopolitano).

É importante observar que no canon de Hipona ( elencado por S.Agostinho) há um trecho que diz: " Sobre a confirmação deste canon se consultará a Igreja do outro lado do mar". Essa Igreja do outro lado do mar é a Igreja em Roma, o Papa. Os Bispos, desde o inicio da Igreja, vivivam unidos ao Bispo de Roma, sinal da unidade da Igreja, sucessor de Pedro. Os estudiosos católicos dizem que isso é uma prova do primado do Bispo de Roma (autoridade do Bispo de Roma sobre toda a Igreja) e há os que não concordam com isso mas reconhem que há, sem dúvida, o primado de honra do Bispo de Roma (Primeiro entre iguais).


Luís escreveu: O que nos prende à opinião deles? Não temos o direito de julgar nós mesmos? Erasmo, um dos líderes da Reforma, declarou que a Epístola dos Hebreus não havia sido escrita por Paulo, negou a inspiração da Segunda e Terceira de João e também a da Revelação. Lutero tinha a mesma opinião.

Declarou que Tiago era uma epístola sem valor e negou a inspiração da Revelação. Zwingli rejeitou o livro da Revelação e mesmo Calvino negou que Paulo era o autor de Hebreus. A verdade é que os protestantes só entraram em acordo quanto à inspiração dos livros em 1647, na Assembléia de Westminster.

Pois é.... negam a Tradição vinda desde os primeiro séculos por algo inventado no século 17. Embora Paulo tenha falado que mesmo se um Anjo anunciasse algo diferente do que era anunciado... mas anunciaram algo diferente e a Igreja Evangelica segui esse anuncio diferente, com mutilação da Bíblia e tudo...

Mazzo,

Só nas faculdades religiosas que se mantém a cadeira de direito canônico. As faculdades laicas já não possuem tais ensinos e preferem esforçar os alunos no Direito Romano dos pagãos (que é a verdadeira fonte dos códigos atuais). Santo Agostinho não passa de uma nota de rodapé na História do Direito.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por dedo-duro em Ter 23 Dez 2008, 10:29 pm

darkshi escreveu:Que texto infantil....

Sinceramente, este texto é uma crítica perfeita. Tanto é que ficaram sem resposta.

Off: que paciência do autor... Ler os patriarcas de forma sistemática não á para qualquer um.

dedo-duro
Pollux
Pollux

Número de Mensagens : 4236
flag : Brasil
Data de inscrição : 19/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Ter 23 Dez 2008, 10:35 pm

guardiao escreveu:Credo mazzo, faz um tempão que voce não aparece, tudo bem contigo amigo?

Eu ???? Um tempão ???? Ora, eu tô participando sempre !!!!

Ué ?

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Ter 23 Dez 2008, 10:38 pm

dedo-duro escreveu:
mazzo3 escreveu:
Luís escreveu: Aqueles homens – ignorantes, crédulos, estúpidos e maliciosos – eram tão bem qualificados para julgar a “inspiração” quanto os estudiosos de nosso tempo?

Exemplo de um dos homens que você chama de ignorante e sem qualificação: Santo Agostinho. Fiz faculdade de Direito, uma faculdade que não é religiosa, e até hoje estudamos sobre Santo Agostinho, sobre S.Tomas de Aquino, e outros que, de acordo com os professores, foram uns dos homens mais inteligentes que a humanidade já viu. Isso porque ele era, segundo o Luis, um ignorante.

Luis, será que daqui a 1.500 anos estarão estudando as suas obras nas faculdades ??? Alguém lembrará e falará de você e de suas qualificações ?

Santo Agostinho nasceu em 354. Tornou-se Católico ao ouvir a pregação de Santo Ambrósio e no ano de 391 é sagrado Bispo de Hipona, na Africa. Em sua obra chamada " A Doutrina Cristã ", que é um tratado de exegese bíblica, o então Bispo de Hipona relatou quais eram os Livros que a Igreja na Africa considerava inspirados. Esse Canon elencado por Santo Agostinho é o mesmo que é usado hoje nas Bíblicas católicas. (os reformadores que mais de mil anos depois de Agostinho, resolveram mutilar a Bíblia retirando alguns Livros, sem terem nenhuma autoridade para isso que não seja o próprio umbigo e resolveram também acrescentar uma nova doutrina que eles inventaram: a falsa doutrina do "só a Bíblia", que a Bíblia mesma nunca ensinou e nem o Simbolo dos Apóstolos e em Simbolo Niceno Constatinopolitano).

É importante observar que no canon de Hipona ( elencado por S.Agostinho) há um trecho que diz: " Sobre a confirmação deste canon se consultará a Igreja do outro lado do mar". Essa Igreja do outro lado do mar é a Igreja em Roma, o Papa. Os Bispos, desde o inicio da Igreja, vivivam unidos ao Bispo de Roma, sinal da unidade da Igreja, sucessor de Pedro. Os estudiosos católicos dizem que isso é uma prova do primado do Bispo de Roma (autoridade do Bispo de Roma sobre toda a Igreja) e há os que não concordam com isso mas reconhem que há, sem dúvida, o primado de honra do Bispo de Roma (Primeiro entre iguais).


Luís escreveu: O que nos prende à opinião deles? Não temos o direito de julgar nós mesmos? Erasmo, um dos líderes da Reforma, declarou que a Epístola dos Hebreus não havia sido escrita por Paulo, negou a inspiração da Segunda e Terceira de João e também a da Revelação. Lutero tinha a mesma opinião.

Declarou que Tiago era uma epístola sem valor e negou a inspiração da Revelação. Zwingli rejeitou o livro da Revelação e mesmo Calvino negou que Paulo era o autor de Hebreus. A verdade é que os protestantes só entraram em acordo quanto à inspiração dos livros em 1647, na Assembléia de Westminster.

Pois é.... negam a Tradição vinda desde os primeiro séculos por algo inventado no século 17. Embora Paulo tenha falado que mesmo se um Anjo anunciasse algo diferente do que era anunciado... mas anunciaram algo diferente e a Igreja Evangelica segui esse anuncio diferente, com mutilação da Bíblia e tudo...

Mazzo,

Só nas faculdades religiosas que se mantém a cadeira de direito canônico. As faculdades laicas já não possuem tais ensinos e preferem esforçar os alunos no Direito Romano dos pagãos (que é a verdadeira fonte dos códigos atuais). Santo Agostinho não passa de uma nota de rodapé na História do Direito.

Eu fiz uma faculdade que não tem nada de religiosa, plenamente particular sem nenhum vinculo com religião alguma e estudei S.Agostinho sim. Não com uma visão religiosa, mas com uma visão filosofica. Mas que estudamos, estudamos !!!! Materia que caiu em provas, entre outros grande pensadores da humanidade.

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por darkshi em Dom 28 Dez 2008, 11:25 am

dedo-duro escreveu:
darkshi escreveu:Que texto infantil....

Sinceramente, este texto é uma crítica perfeita. Tanto é que ficaram sem resposta.

Off: que paciência do autor... Ler os patriarcas de forma sistemática não á para qualquer um.

não, é que cansa ficar respondendo 10 tópicos por dia sobre as mesmas coisas.

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por Convidad em Dom 28 Dez 2008, 6:57 pm

Somente por volta século III afirmou-se ou creu-se que os livros constituintes do Novo Testamento eram inspirados. Lembremos que havia um grande número de livros, Evangelhos, Epístolas e Atos, e que homens “não inspirados” selecionaram quais deles eram “inspirados”.

mais uma fonte tendênciosa .... como diz um forista : ARRE!
Nas apologias 'contra-marcião' (marcião este que viveu no ano 110dc , tentando negar 03 dos evangelhos , e 17 livros do novo testamento) , temos declarações claras de que quase todos os livros do novo testamento eram aceitos em todas as igrejas primitivas na época de marcião (duas exceções não são nominadas , mas também não negadas) .

vejam bem 27 livros , só dois sem confirmação , no ano de 110dC!!! O discipulo de Justino , em 150dC já enumerava cada um dos livros e os citava como aceitos pela igreja , e quanto aos 04 evangelhos , suficientes e pilares para o cristianismo , NUNCA houve qualquer dúvida , sendo os mesmos , claramente citados como aceitos , pelo apologista Justino , pagão convertido e sediado em Roma (portanto fora da judéia , dando mais credibilidade) .

O autor acima pretende confundir a declaração conciliar de quais livros eram inspirados , um formalismo baseado no que se praticava , com a aceitação que JÁ ERA vigente , um espantalho portanto .

Este livro fundamentou a Inquisição, inventou instrumentos de tortura, construiu calabouços nos quais homens bondosos apodreciam, forjou as correntes que se enferrujaram envolvendo seus corpos e erigiu os patíbulos nos quais foram mortos. Este livro colocou os justos em troncos(4). Este livro despojou a razão da mente de milhões e encheu os asilos de malucos. Este livro fez com que pais e mães derramassem o sangue de seus bebês.

um monte de mentiras aninhadas , somente .
a inquisição foi declarada por concílio papal , sem nunca citar uma referência bíblica que a justificasse , somente a suposta (e também conciliarmente decidida pelo catolicismo) autoridade do papa . Evidentemente também não se leva a sério os instrumentos de tortura , inventados pela maldade humana e que nunca foram usados/citados na bíblia . Jamais houve ensino para sacrificar bebês ou seres humanos entre israelitas , embora fosse algo comum nos povos ao derredor , e a prova de que não criamos e mantemos hopícios é a própria ciência , cujas bases foram criadas em grande parte por teístas cristãos , como hoje temos 2/3 bilhões de cristãos no mundo , que certamente não são loucos ou perturbados . Dizia Goebels , o marketeiro de hitler : "uma mentira dita mil vezes , se torna verdade" , parece que o autor quer tentar pôr à prova esta tese .

Este livro encheu nações de eremitas, monges e freiras – de gente fanática e inútil. Este livro colocou os santos ignorantes e imundos acima dos filósofos e filantropos

aqui vemos a realidade , Ingersoll não é um filosófo , porque filósofos são amantes do saber , não do passionalismo acusativo , são amantes da argumentação liberal , não das generalizações preconceituosas , são humanistas , não criadores de castas , trata-se apenas e tão somente de um mentiroso vaidoso , como demonstrei , que se acha 'menos imundo' quando denigre os outros para vender livros .

enfim , inepto para ensinar alguém sobre o que também demonstra não saber .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Dom 28 Dez 2008, 9:37 pm

Interessante é que Lutero e os reformadores tentaram tirar alguns Livros do Novo Testamento da mesma forma e com a mesma "autoridade" e "fundamento" com que retiraram alguns Livros do Antigo Testamento.

Só não conseguiram tirar pois as reações foram muito contrárias a eles.... então se contentaram em tirar apenas os do Antigo Testamento e a Bíblia dos evangélicos, hoje, é uma Bíblia mutilada.

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por darkshi em Seg 29 Dez 2008, 1:12 am

mazzo3 escreveu:Interessante é que Lutero e os reformadores tentaram tirar alguns Livros do Novo Testamento da mesma forma e com a mesma "autoridade" e "fundamento" com que retiraram alguns Livros do Antigo Testamento.

Só não conseguiram tirar pois as reações foram muito contrárias a eles.... então se contentaram em tirar apenas os do Antigo Testamento e a Bíblia dos evangélicos, hoje, é uma Bíblia mutilada.

A autoridade e fundamento é que os Judeus não consideram os livros deuterocanonicos como canônicos.

Mas já que acusastes, me diga quais são os livros do novo testamento que Lutero quis tirar?

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Seg 29 Dez 2008, 3:28 pm

darkshi escreveu:
mazzo3 escreveu:Interessante é que Lutero e os reformadores tentaram tirar alguns Livros do Novo Testamento da mesma forma e com a mesma "autoridade" e "fundamento" com que retiraram alguns Livros do Antigo Testamento.

Só não conseguiram tirar pois as reações foram muito contrárias a eles.... então se contentaram em tirar apenas os do Antigo Testamento e a Bíblia dos evangélicos, hoje, é uma Bíblia mutilada.

A autoridade e fundamento é que os Judeus não consideram os livros deuterocanonicos como canônicos.

Mas já que acusastes, me diga quais são os livros do novo testamento que Lutero quis tirar?

Se a autoridade dos Judeus fosse válida em se tratando de Bíblia para os Cristãos, os judeus não consideram inspirados nenhum Livro do Novo Testamento. Então, meu caro, junto com aqueles que Lutero tirou, tire também todos os Livros do Novo Testamento.

Lutero quis tirar da Bíblia a Epistola de Tiago, Hebreus e o Apocalipse de S.João (pelo menos esses três livros ele quis tirar, não sei se quis tirar também outros) mas as reações dentro do movimento da "reforma" fez com que ele voltasse atrás.

É tão valida a retirada dos Livros do Antigo Testamento como é valida a retirada de Tiago, Hebreus e Apocalipse !!!!

A primeira Bíblia impressa, a de Gutenberg, em 1454, continha todos os Livros conforme hoje estão na Bíblia Católica. Ela é anterior a Reforma com sua retirada de Livros da Bíblia !!!!!

Sinto muito mas, sem autoridade nenhuma além dos interesses pessoais, mutilaram a Palavra de Deus e depois ainda inventaram a falsa doutrina do "só a Bíblia".... desviaram-se da sã doutrina para seguir homens que mutilam a Palavra de Deus segundo seus interesses e acrescentam doutrinas estranhas tipo "só a Bíblia" quando a própria Bíblia ensina o valor e importancia da Igreja, dos Apóstolos e seus sucessores até nós:

"Perseveravam eles na doutrina dos Apóstolos" - Atos 1,42
"Cuidai de vos mesmos e do rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos para pastorear a Igreja de Deus, que Ele adquiriu com seu próprio sangue" - Atos 20.28
"Tu és Kephas e sobre essa Kephas edificarei a Minha Igreja" - Jesus.
"Cristo amou a Igreja e se entregou por ela" - Efesios 5,25
"A Igreja e coluna e sustentáculo da verdade" - I Tm 3,15

Então, em lugar algum há o "só a Bíblia" e muito menos um "só a Bíblia adulterada e interpretada segundo eu quero".

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por athos em Seg 29 Dez 2008, 6:45 pm

mazzo3 escreveu:Interessante é que Lutero e os reformadores tentaram tirar alguns Livros do Novo Testamento da mesma forma e com a mesma "autoridade" e "fundamento" com que retiraram alguns Livros do Antigo Testamento.

Só não conseguiram tirar pois as reações foram muito contrárias a eles.... então se contentaram em tirar apenas os do Antigo Testamento e a Bíblia dos evangélicos, hoje, é uma Bíblia mutilada.
primeiro vamos falar dos 10 mandamentos da igreja católica:
1º. Amar a Deus sobre todas as coisas.

2º. Não tomar seu santo nome em vão.

3º. Guardar os domingos e festas de preceito. (?)

4º. Honrar pai e mãe.

5º. Não matar.

6º. Não pecar contra a castidade. (?)

7º. Não furtar.

8º. Não levantar falso testemunho.

9º. Não desejar a mulher do próximo. (?)

10º. Não cobiçar as coisas alheias. (?)
Como podem ver, foi uma modificação infeliz da Igreja Romana, ao dividir o décimo. Quando Moisés escreve o décimo sétimo versículo, o texto por si só forma um único conjunto: “Não cobiçarás a casa do teu próximo; não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu boi, nem seu jumento, nem nada do que lhe pertence” (Bíblia Sagrada Ave-Maria, 1997, p.121).

Para se justificar então a supressão do segundo mandamento, tiveram a triste idéia de repartir o décimo mandamento em dois. Uma emboscada contra a inteligência de qualquer leitor mais atento da Bíblia.
__________________
Lutero tirou? ou a ICAR acrescentou?

os livros a mais da ICAR são contraditórios com o conteúdo da Bíblia, Seguem-se algumas razões pelas quais rejeitamos os apócrifos, veja:

1. Ensino da Arte Mágica:

Tobias 6:5-8. "Então, o anjo lhe disse: toma as entranhas deste peixe e guarde para ti seu coração, o fel e seu fígado. Pois são necessários para medicinas úteis. . . Logo, Tobias perguntou ao anjo e lhe disse: Eu te rogo, irmão Azarias, para quais remédios são boas essas coisas, que tu pediste separar do peixe. E o anjo, respondendo, lhe disse: Se puseres um pedacinho do seu coração sobre as brasas, seu fumo há de espantar toda a espécie de demônios, seja de um homem ou de uma mulher, de modo que não possam mais voltar a eles."

Tal ensino não se dá em nenhuma outra parte das Escrituras. O coração de um peixe não possui poder mágico e sobrenatural para espantar "toda a espécie de demônios." É inexplicável acreditar-se que Deus tivesse mandado a um de Seus anjos dar a Tobias ou a algum outro homem o conselho de praticar semelhante arte feiticeira.

Satanás não pode ser expulso por algum truque. Qualquer pessoa que pretenda usar alguma das artes aludidas para executar coisas sobrenaturais não procede de acordo com os 66 livros dos Escritos Inspirados.

S. Marcos 16: 17. Cristo afirma que Satanás seria expulso em Seu nome.

Atos 16:18. Paulo mandou o espírito sair da mulher em NOME DE Jesus CRISTO. Ela foi livrada do poder maligno. Tudo isso não se harmoniza com os escritos de Tobias.

2. Dar Esmolas Purifica do Pecado

Tobias 12:8, 9. "A oração é boa como o jejum e esmolas; é melhor do que guardar tesouros de ouro, pois, esmolas livram da morte, e é o mesmo que espia os pecados e conduz à misericórdia e vida eterna."

Se ofertas caridosas pudessem expiar os nossos pecados, não teríamos necessidade do sangue de Jesus Cristo.

I S. Pedro 1:18, 19. Somos salvos, não por coisas corruptíveis, como prata e ouro ou esmolas, mas pelo sangue precioso de Cristo. A doutrina da Igreja Católica é – "Obras de Satisfação."

Eclesiástico 3:33. "As esmolas rebatem os pecados." Não se atribui ao poder de Cristo, segundo essa frase, mas às obras. (S. Judas 24).

ps: se quiser eu posto mais, porém nesse post aqui vai ficar muito grande.


Cal escreveu:A ideia de Deus é irrefutável, pois nada provaria que Ele não existe.

athos
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1156
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

http://www.peniel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por athos em Seg 29 Dez 2008, 6:55 pm

não posso deixar esse de fora gente:
Ensinos da Crueldade e do Egoísmo

Eclesiástico 12:6. "Não favoreças aos ímpios; retêm o teu pão e não o dês a eles."

Poderá alguém pensar que Deus havia de inspirar a algum homem a escrever semelhante conselho? Eis, o que está escrito:

Prov. 25:21, 22. "Se o que te aborrece tiver fome, dá-lhe pão para comer; se tiver sede, dá-lhe água para beber, porque assim amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça, e o Senhor te retribuirá."

Rom. 12:20. O apóstolo Paulo, que teve de sofrer muito nas mãos de seus inimigos, citou essas palavras dos provérbios em sua epístola aos Romanos.

S. João 6:5. Certamente Cristo, quando andou neste mundo, alimentou a muitos de Seus perseguidores.

S. Mat. 6:44-48. Em Seu sermão da Montanha mencionou a regra cristã a ser seguida e explicitamente nos exorta a amar, abençoar e orar pelos nossos inimigos.

ah também...
A igreja CAR tentou fazer com que a BS não chegasse ao povo, mas Deus levantou João Ferreira de Almeida:
João Ferreira de Almeida (1628–1691) foi uma importante personalidade do protestantismo português. Nasceu na cidade de Torres de Tavares, em Portugal e traduziu a Bíblia para o português, começando essa tarefa com 16 anos de idade e executando-a até o fim de sua vida. Foi também o mesmo que 'inventou' os títulos indicando cada passagem bíblica antes mesmo de lermos, facilitando assim a escolha dos textos. Traduziu o Novo Testamento completamente e conseguiu traduzir o Velho Testamento até Ezequiel. A tradução foi completada por seu amigo, Jacob op den Akker.

Aceitou a fé de linha protestante aos 14 anos e a partir daí pregou em vários idiomas, entre eles o holandês, espanhol, português e italiano. Foi pastor da igreja reformada holandesa em Java, na atual Indonésia, mas também pregou em Goa. A sua tradução da Bíblia, em suas diversas versões (sendo as mais comuns a "Almeida Revista e Corrigida" e a "Almeida Revista e Atualizada"), é a mais utilizada pelos evangélicos lusófonos. http://pt.wikipedia.org/wiki/Jo%C3%A3o_ferreira_de_almeida
Vale dizer que ele foi criado pelos seus tios, que eram padres e viviam num convento, portanto a ICAR criou uma cobra pra mordê-la anos mais tarde... alguns até dizem que ele foi um padre frustrado, mas é puro despeito e inveja...


Cal escreveu:A ideia de Deus é irrefutável, pois nada provaria que Ele não existe.

athos
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1156
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

http://www.peniel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Seg 29 Dez 2008, 10:36 pm

athos escreveu:primeiro vamos falar dos 10 mandamentos da igreja católica:

Seu argumento é mudar de assunto ?
Vocês sempre fazem isso quando estão diante de fatos que não podem justificar.

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Seg 29 Dez 2008, 10:52 pm

athos escreveu:
Lutero tirou? ou a ICAR acrescentou?

os livros a mais da ICAR são contraditórios com o conteúdo da Bíblia, Seguem-se algumas razões pelas quais rejeitamos os apócrifos, veja:

1. Ensino da Arte Mágica:

(etc....)



Sem dúvida, Lutero retirou. A Bíblia já estava completa antes de Lutero. Prova disso é a Bíblia de Gutenberg, antes de Lutero e na qual já estavam todos os livos igual está hoje na Bíblia Católica. Lutero retirou sim !!!! Sem autoridade nenhuma !!!! E quis retirar outros livros, inclusive do Novo Testamento, mas outras cabeças da "reforma" não deixaram.

Quando aos Livros serem contraditórios, isso é uma argumento 100% subjetivo. Se você quiser encontrar contradições, achara em livros que considera inspirado como, por exemplo: o "olho por olho" x o "70 x 7". E todos esses pontos de contradição que você aponta já estão bem respondidos em sites de apologética católica e eu penso que não preciso colar aqui.

A razão pela qual vocês rejeitam alguns Livros do Antigo testamento é que eles não combinam muito bem com o que vocês desejam que seja. Tipo: Tiago fala de obras e Lutero queria o "só a Fé" então, vamos retirar o que não interessa da Bíblia.... vamos modelar a Palavra segundo nossos interesses e segundo nossa fé subjetiva... Foi isso que ele tentou fazer com a Epistola de Tiago, mas não conseguiu.... foi isso que tentou fazer com os Livros do Antigo Testamento, e conseguiu !!!! Adulterou a Palavra !!!! E acrescentou doutrinas falsas, entre elas a doutrina do "só a Bíblia". Isso tudo muito eficaz para dividir os cristãos em dezenas de milhares de denominações.... e o mundo não crê mais....

Você sabia que até a divisão de Lutero, o cristianismo estava crescendo muito mais que outras religioes. Chegamos a 33%da população mundial e depois da divisão de Lutero e das milhares de divisões que se seguiram, outras religiões passaram a crescer mais que o cristianismo ?

A Palavra é verdadeira: "que eles sejam Um para que o mundo creia". Como somos divididos e como há gente que busca mais motivos para dividir cada vez mais.... o mundo não acredita.... satanás dá pulos de alegria !!

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Seg 29 Dez 2008, 10:55 pm

[quote="athos"]não posso deixar esse de fora gente:
Ensinos da Crueldade e do Egoísmo

Eclesiástico 12:6. "Não favoreças aos ímpios; retêm o teu pão e não o dês a eles."

Poderá alguém pensar que Deus havia de inspirar a algum homem a escrever semelhante conselho? Eis, o que está escrito:

Prov. 25:21, 22. "Se o que te aborrece tiver fome, dá-lhe pão para comer; se tiver sede, dá-lhe água para beber, porque assim amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça, e o Senhor te retribuirá."

O mesmo argumento se pode aplicar no "olho por olho e dente por dente". Poderá o Deus amoroso, todo misericordioso, que ensinou oferecer a outra face e a perdoar 70X7 (perdoar sempre) ter inspirado o autor a escrever isso ? Então, jogue fora também esse Livro de sua Bíblia !!! Que é um Livro a menos para uma Bíblia já mutilada ???

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por athos em Ter 30 Dez 2008, 10:37 am

mazzo3 não retiramos nada, a ICAR que colocou a mais de acordo com seus interesses...
aqueles livros apócrifos foram feitas depois que a Bíblia já tinha sido concretizada, pois a icar queria aquilo que muitos querem DINHEIRO, prova disso é o vaticano folheado a ouro.
II CORÍNTIOS 4
4 Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.
enxergue meu irmão!

tem outro tópico pra não fugirmos do assunto desse aqui:
http://gospelbrasil.topicboard.net/teologia-doutrinas-heresias-e-questoes-biblicas-f2/biblia-evangelica-x-biblia-catolica-t1148.htm#17678


Cal escreveu:A ideia de Deus é irrefutável, pois nada provaria que Ele não existe.

athos
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1156
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro
flag : Brasil
Data de inscrição : 15/12/2008

http://www.peniel.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por mazzo3 em Ter 30 Dez 2008, 2:23 pm

athos escreveu:mazzo3 não retiramos nada, a ICAR que colocou a mais de acordo com seus interesses...
aqueles livros apócrifos foram feitas depois que a Bíblia já tinha sido concretizada, pois a icar queria aquilo que muitos querem DINHEIRO, prova disso é o vaticano folheado a ouro.

Estude melhor e verá que os livros já estavam na Bíblia quando ela foi concretizada. Foram os ínventores e seguidores da falsa doutrina do "só a Biblia" que retiram.
E a questão do "vaticano folheado a ouro"..... Vejo o testemunho do "mundo evangélico" primeiro antes de pretender apontar o cisco no olho dos outros. Falta muita moral para isso !!!

mazzo3
Pérola
Pérola

Número de Mensagens : 470
flag : Brasil
Data de inscrição : 30/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por darkshi em Ter 30 Dez 2008, 2:49 pm

mazzo3 escreveu:
athos escreveu:mazzo3 não retiramos nada, a ICAR que colocou a mais de acordo com seus interesses...
aqueles livros apócrifos foram feitas depois que a Bíblia já tinha sido concretizada, pois a icar queria aquilo que muitos querem DINHEIRO, prova disso é o vaticano folheado a ouro.

Estude melhor e verá que os livros já estavam na Bíblia quando ela foi concretizada. Foram os ínventores e seguidores da falsa doutrina do "só a Biblia" que retiram.
E a questão do "vaticano folheado a ouro"..... Vejo o testemunho do "mundo evangélico" primeiro antes de pretender apontar o cisco no olho dos outros. Falta muita moral para isso !!!

Não meu caro.
Os deuterocanonicos foram retirados pelos judeus no seculo I. A ICAR que continuou usando a septuagina como base para a VT.
Os protestantes apenas seguiram a bíblia judia.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Livros_deuterocan%C3%B4nicos
http://en.wikipedia.org/wiki/Deuterocanonical_books

darkshi
Diamante Azul
Diamante Azul

Número de Mensagens : 1692
flag : Brasil
Data de inscrição : 22/11/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por Convidad em Ter 30 Dez 2008, 3:00 pm

mazzo3 escreveu:
Quando aos Livros serem contraditórios, isso é uma argumento 100% subjetivo.

é mesmo, vocês defumam corações de peixe para fazer exorcismo (cf o lv de Tobias ensina) ? Está mais que claro que foram retirados CORRETAMENTE da bíblia , pois são contrários às demais escrituras , Cristo ensinou que a despossessão é feita pela fé e pela autoridade do seu nome , não pelo coração de um peixe , só este detalhe , de muitos que existem nos apócrifos , já deixa claro o tanto que a Icar legalizava livros que naõ tinham parte com Deus :

1. Ensino da Arte Mágica:
Tobias 6:5-8. "...E o anjo, respondendo, lhe disse: Se puseres um pedacinho do seu coração sobre as brasas, seu fumo há de espantar toda a espécie de demônios, seja de um homem ou de uma mulher, de modo que não possam mais voltar a eles."



Você sabia que até a divisão de Lutero, o cristianismo estava crescendo muito mais que outras religioes. Chegamos a 33%da população mundial e depois da divisão de Lutero e das milhares de divisões que se seguiram, outras religiões passaram a crescer mais que o cristianismo ?

lógico , na época da inquisição a Icar , no ocidente europeu , era praticamente unanimidade , já que se fosse de 'outra' religião , se arriscava ao ferro em brasa . Já imaginou usar este argumento no meio da árabia saudita ? lá o isLã cresce bem mais , eles também ''acham'' que isto é prova de doutrina correta , assim como o budismo na china , etc .... A porta é estreita e POUCOS passarão por ela , é o que diz a santa palavra , argumento ad-populum não prova doutrina sadia . Sua igreja é unânime me tudo , até nos erros , quando houve a inquisição todos foram unânimes , salvo os que foram penalizados .

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por Khwey em Seg 12 Jan 2009, 12:29 pm

Luís escreveu:
Ataco este livro porque é um inimigo da liberdade humana – a maior travanca no progresso da humanidade.

Fonte: Ingersoll - Sobre a Biblia Sagrada
E não é que isto é uma verdade.

O próprio livro diz isto, porém este é apenas um dos lados da espada de dois gumes.

Com o outro lado temos o contrário disto.

Se você já prestou exame vestibular respondendo sobre literaturas volumosas como Machado de Assis, saberá que para ser bem sucedido deverá saber interpretar bem os textos.

Com a espada de dois gumes não é diferente, pois se você vier a saber de algo superficial certamente ira ignorar, e se pretender seguir sem o correto entendimento acontecerá o que postou acima.

Mas se conseguir interpretar do mesmo modo como interpreta uma obra literária para fins de passar no vestibular, e obtiver o entendimento, então poderá encontrar a liberdade e muito mais.

Khwey
administrador
administrador

Número de Mensagens : 17151
flag : Brasil
Data de inscrição : 17/08/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

b?blia Re: A Inspiração no Novo Testamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 1:48 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum